conecte-se conosco


Carros

Ford Ka sairá de linha em setembro na Europa e não terá novo substituto

Publicado


Ford Ka
Divulgação
Vários infortúnios culminaram no fim do Ford Ka. Entre eles, baixa popularidade, regulamentações e novos planos da marca

A Ford acaba de anunciar a decisão de tirar de linha o Ford Ka na Europa. Chamado de Ka+ por lá, não consegue se sustentar nas vendas, bem como estaria sujeito a receber penalidades por ultrapassar os limites de emissão de poluentes após 2020. Rivais como o Renault Twingo seguem com sucesso, enquanto que o Fiesta agora é, dentro da linha da Ford, o remanescente entre os hatches compactos no mercado global. 

LEIA MAIS: Ford anuncia o fechamento de sua fábrica em São Paulo e fim do Fiesta no Brasil

Ao site norte-americano Carscoops
, Finn Thomasen, gerente de comunicação de produto da Ford Europa, disse que a produção do Ford Ka
será encerrada na Europa em setembro, com o fim das vendas logo que acabar o estoque. Apesar disso, o Ka+ vendido na Europa ainda é produzido na Índia, onde é mais equipado e tem mais itens de segurança que o xará brasileiro.

Veja Também  Motos seminovas: 5 dicas que você deve saber na hora da venda

LEIA MAIS: Ford mostra novo Kuga, que deverá chegar ao Brasil apenas em 2020

Para se ter uma ideia da sua pouca popularidade, até o fim de 2018, apenas 8.037 unidades foram vendidas em França, contra aproximadamente 46.373 unidades do rival Twingo e cerca de 70.080 exemplares do Renault Sandero
. Enquanto isso, no Brasil, o Ford foi o 3º hatch mais vendido em 2018, com 103.285 unidades emplacadas — ante 52.401 unidades do hatch compacto francês.

LEIA MAIS: Flagra! Novo Ford EcoSport é visto camuflado antes da estreia

Novos tempos para a Ford


Aliança VW-Ford
Divulgação
Aliança Ford-Volkswagen no Salão de Detroit 2019 promete expandir os negócios entre as montadoras

Por aqui, o Fiesta foi a vítima do fechamento de sua fábrica no ABC Paulista e da reestruturação global da Ford, que também acabou com a sua atuação no segmento dos caminhões. As expectativas giram em torno da aliança VW-Ford
, que tem o objetivo de melhorar a competitividade com inovações nos serviços aos clientes e desenvolvimento de veículos autônomos e elétricos.

Veja Também  Toyota Corolla ganha novo hotsite que confirma o visual europeu

LEIA MAIS: Os números que explicam o que levou a Ford a fechar sua fábrica em São Paulo

O primeiro produto decorrente dessa união também está confirmado, e será uma picape média prevista para chegar em meados de 2022. Em seguida, minivans e outros veículos comerciais serão lançados em conjunto na Europa, cada um de uma marca, mas partilhando a mesma plataforma entre si — como já ocorre entre Volkswagen, Audi, Seat e Skoda.

LEIA MAIS: Ford EcoSport Titanium: como anda o modelo 1.5 com pneus “run flat”?

Vale lembrar que a decisão de lançar a nova geração do Explorer na Europa foi mantida, e só não deverá ter problemas com as regulamentações de emissões de poluentes pois chegará apenas na versão híbrida por lá. Com as turbulências e incertezas sobre o futuro da fabricante norte-americana no Brasil e no mundo, ainda não se fala se haverá um sucessor para o Ford Ka
europeu.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook

Carros

Segredo! Novo Renault Captur é visto de perto e sem disfarces

Publicado

Renault Captur branco
Reprodução/Ferd
Renault Captur da nova geração tem primeiras imagens vazadas na internet. SUV terá estilo arrojado e esportivo

Acabam as dúvidas sobre como ficará a nova geração do SUV Renault Captur. Depois das imagens que vazaram na internet, agora aparecem fotos do carro, sem nenhuma camuflagem, publicadas na página do Fed, no Facebook. Pelo o que pode ser visto, a frente seguirá o estilo do Arkana, novo utilitário com ares de cupê.

LEIA MAIS: Vaza primeira foto oficial do novo utilitário esportivo Renault Captur

Como ainda não havia sido visto antes, a traseira do novo Renault Captur seguirá o padrão da frente, com lanternas de estilo ousado, com formato de “C” . Isso deixará o carro com aspecto bem mais esportivo, diferente do modelo atual.

Ainda sobre a traseira do novo Captur, destacam-se detalhes como a alta linha de cintura e as duas saídas de escapamento embutidas no para-choque, outros sinais de que não faltará arrojo à nova geração do utilitário esportivo da marca francesa, certamente uma das novidades do Salão de Frankfurt (Alemanha), em setembro. 

Renault, Captur, SUV
Reprodução/Ferd
Traseira contará com lanternas em formato de C e saídas de escapamento duplas embutidas no para-choque

Não há imagens do interior do novo SUV da Renault, mas espera-se que seja adotado um estilo tão arrojado quanto do exterior. O mais provável é que a parte de dentro do carro seja praticamente igual a do Arkana , com uma grande tela do sistema multimídia bem no centro do painel, com aplique preto brilhante na patrte superior e novo volante de três raios.

Veja Também  Motos seminovas: 5 dicas que você deve saber na hora da venda

 Além disso, há controles do sistema de ar-condicionado com botões giratórios e mostrador digital no centro, o que mostra um nível de refinamento bem maior que da atual geração do Captur. O capricho também pode ser notado pelo revestimento dos bancos, com costuras aparentes e botões mais sensíveis ao toque. 

LEIA MAIS:  Renault Arkana, novo SUV-cupê que virá ao Brasil, é revelado por completo

No conjunto mecânico, o novo  Renault Captur  poderá contar com os novos motores 1.0 e 1.3 turbo, capaz de gerar 160 cv, desenvolvido em parceria com a Nissan e Mitsubishi. pelo menos na Europa, esse motor pode funcionar com câmbio automartizado, de dupla embragem e 6 marchas, o que condiz com o visual esportivo do novo Captur.

Fonte: Ferd

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Carros

Além da moto de 250 cc, Harley-Davidson deverá ter outras de baixo custo

Publicado

Harley-Davidson
Divulgação
Harley-Davidson de baixa cilindrada e outras chegarão para expandir a participação de mercado em mais países

A Harley-Davidson acaba de assinar um contrato com a fabricante chinesa Qianjiang para a produção de motos pequenas e acessíveis, com motores de baixa cilindrada e estilo naked, informa o site inglês Motorcycle News. 

Com possibilidade de vir ao Brasil, o objetivo dos novos modelos da Harley-Davidson é o de alcançar cada vez mais o público jovem, e deverá se concretizar com o desenvolvimento de uma nova linha de montagem específica para elas. O que a fabricante diz é que em 2020 veremos as novidades, que virão com novos motores: um de 338cc e outro de 975cc, para a variante esportiva.

LEIA MAIS: Honda Africa Twin pode ter motor menor em 2021 para ficar mais acessível

Inicialmente, o primeiro modelo asiático da Harley-Davidson seria disponibilizado na Índia, mas a montadora disse que a moto será vendida na China, antes de ser lançada em outras partes da Ásia. Enquanto isso, eles também estão em busca de modernizar a sua oferta principal, com modelos elétricos e mais conectividade a partir da Tourer e Cruiser .

LEIA MAIS: Segredo! Nova Ducati que vai concorrer com a Honda CB 1000R já está em testes

Veja Também  Motos seminovas: 5 dicas que você deve saber na hora da venda

Como se não bastasse, outra novidade é que a marca lançará um total de 16 modelos na categoria de médio porte. No topo está a Pan America 1250, que dividirá espaço com as “colegas” Streetfighter 975, uma versão da Custom 1250, uma nova Scrambler, a tracker Flat e uma esportiva.

O motor é modular e compartilhado entre os diferentes modelos, variando em tamanho de 500cc a 1250cc, e a estrutura também, com possibilidade de desenvolver até três quadros. Todos os novos modelos serão entregues entre 2020 e 2022.

LEIA MAIS: Nova moto de entrada da Harley-Davidson será lançada em 2020

Destaque para a 250cc, anunciada anteriormente

Harley-Davidson
Divulgação
Harley-Davidson Street 500 deverá servir de base para o novo modelo de baixa cilindrada da marca americana

Entre os modelos mais cotados para a vinda ao Brasil, está a menor H-D que será produzida, com motor de 250cc. A novidade de 2020 poderá ser chamada de Street 250, e virá equipada com garfos dianteiros telescópicos e molas auxiliares na traseira para ajudar no trabalho dos amortecedores. Além disso, pode ser adotado um quadro de instrumentos parcialmente digital e linhas baseadas nas da Street 500.

Veja Também  Toyota Corolla ganha novo hotsite que confirma o visual europeu

LEIA MAIS: Triumph acaba de lançar a Speed Twin 1200, esportiva com estilo clássico

O motor de 250 cc, entretanto, deverá manter a tradicional configuração de dois cilindros em V, refrigerada a água, capaz de gerar algo em torno de 25 cv e 3 kgfm de torque. No sistema de transmissão, a H-D deverá adotar o câmbio de seis marchas. E na parte estrutural um dos destaques ficará por conta dos freios a disco com ABS.

Todas essas novidades fazem parte do plano de crescimento da marca nos países emergentes, intitulado “Mais Caminhos para Harley-Davidson “, segundo o presidente e CEO, Matthew S. Levatich.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana