conecte-se conosco


Tecnologia

Casa conectada? Sim! JBL lança caixas de som com Google Assistente no Brasil

Publicado

Cada vez mais, a tecnologia está a nosso favor para facilitar as atividades que são realizadas no dia a dia. Nesta segunda-feira (15), o Google mostrou, durante evento realizado em São Paulo, que é possível ter uma casa conectada e que “conversa” em português com aparelhos de áudio, vídeo, iluminação e muitos outros.

Leia também: Vai fazer uma pesquisa? Confira 10 dicas para melhorar suas buscas no Google


caixa de som da JBL
Mayara Aguiar/iG São Paulo
A caixa de som da JBL, Link 20, usada na cozinha durante o evento realizado pelo Google na Casa Conectada, custa R$ 1.499

Hoje em dia, já existem à venda no Brasil mais de 30 dispositivos de cerca de dez marcas com integração com o Google Assistente – e que permitem ter uma casa conectada
. Desde 2017, o assistente virtual já está disponível em celulares Android e iOs e, a partir de agora, fala a nossa língua em aparelhos com caixas de som inteligentes.

As novidades são produzidas pela fabricante americana JBL
. Os modelos são a Link 10 (R$ 1.199) e Link 20 (R$ 1.499). Isso significa que os brasileiros vão poder dizer “OK, Google” para simplificar as funções rotineiras, como ligar a TV, acender a luz, ativar um alarme, acionar o aspirador, mandar um e-mail, colocar uma música e abrir ou fechar a cortina.

Leia também: Saiba como apagar as principais informações que o Google tem sobre você

Veja Também  Empresas se reinventam para acompanhar a evolução da internet

As caixas da JBL se juntam a Android TVs de marcas como Sony e TCl, e outros dispositivos como a Hue, lâmpada inteligente da Philips, o Roomba 890, aspirador-robô da iRobot, e a DCS-8000LH, câmera da D-Link, capazes de se conectar à internet e que contam com o Google Assistente como elemento de integração.

De acordo com Maia Malu, Head de Marketing de Parcerias do Google Assistente
, a tecnologia pode ser usada em diversos em ambientes – e há uma gama de diferentes parceiros justamente para isso. “A gente dá liberdade para o usuário começar da forma que ele quiser e do jeito que achar mais confortável”, ressalta.

Leia também: Como usar o Google Maps quando estiver sem internet

Isso significa que, para ter uma casa conectada, o consumidor pode iniciar pelo cômodo que desejar e se sentir mais à vontade. “Ele pode decidir o aparelho, se ele quer começar pela casa inteira ou se quer ir de forma para ir se familiarizando. A gente deixa disso a critério do usuário”, ressalta Maia.

Veja Também  Google e Apple barram downloads do aplicativo TikTok, ex-Musical.ly, na Índia

Como funciona a casa conectada

Você pode “conversar” com diversos aparelhos espalhados por todos os cômodos da casa. Veja, por exemplo, como funciona uma cozinha equipada com a tecnologia da casa conectada


Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook

Tecnologia

Empresas se reinventam para acompanhar a evolução da internet

Publicado

A evolução da tecnologia permitiu acesso fácil a computadores e smartphones e impulsionou a evolução da internet, que se tornou algo comum do dia a dia. De acordo com última pesquisa do IBGE, 116 milhões de brasileiros têm acesso à internet
. Isso significa que as pessoas estão online e, para estar perto das pessoas, as empresas precisam estar online.

Uma vez online, as empresas devem se reinventar de acordo com a evolução da internet
, única forma de não ficar para trás e estar sempre no gosto do internauta. Para isso, entender o consumidor é de extrema importância. Hoje as pessoas não entram na internet, elas vivem a internet e estão acostumadas com o que ela proporciona – rapidez, informação, interação, inovação. Os consumidores esperam encontrar essas características também nas empresas.

Assim, a empresa que não atende ao imediatismo dos seus clientes, que não corresponde às expectativas ou não resolve problemas acaba caindo em desuso. Um bom exemplo é o Orkut que foi sucesso extremo durante um período, não se reinventou e acabou tendo seu espaço tomado pelo Facebook, que trouxe outras funcionalidades aderentes ao que as pessoas buscavam.

Entendendo essas necessidades e buscando destaque no competitivo mercado, algumas empresas vêm se reinventado e servido de exemplo para outras. Alguns exemplos a seguir.

HostGator

Uma das maiores empresas de hospedagem de site do mundo, a HostGator
 teve sua identidade virtual reformulada na última segunda-feira (15) um novo design de marca acompanhado de um site completamente repaginado. Esta é a quarta vez que a empresa, nascida nos Estados Unidos em 2002 e presente no Brasil desde 2007, se reinventa.

Veja Também  Procura um celular de até R$ 1.000? Conheça 5 aparelhos e escolha o melhor

A ilustração mostra o mascote da HostGator na tela de um celular
Divulgação
A HostGator acaba de ter sua identidade visual reformulada

Com o objetivo de deixar a marca mais humanizada e próxima dos clientes, o mascote Snappy que costumava se vestir de diferentes formas para representar nichos de mercado distintos agora terá uma personalidade única ao representar a HostGator
.

A mudança na comunicação traz modernidade e ocorrerá em todos os países em que a marca está presente: Brasil, Estados Unidos, Índia, México, Colômbia e Chile. O vídeo abaixo conta mais sobre a inovação.


Twitter

A rede social foi criada em 2006 com a intenção de ser um “SMS da internet” e um ano depois ficou conhecida em todo o mundo. Nela os usuários podiam compartilhar com seus seguidores pensamentos e acontecimentos em textos limitados a 140 caracteres. As funcionalidades de interação retweetar e comentar as postagens de outros usuários também estavam disponíveis.

Com o passar do tempo outras redes sociais como Snapchat, Facebook e Instagram surgiram, mas o Twitter se manteve de pé com o lançamento de novas ferramentas e atualizações da plataforma. Atualmente a quantidade de caracteres disponíveis aumentou para 280, os usuários passaram a poder compartilhar fotos e vídeos, além de transmissões online. O uso de #, a busca em tempo real e o Trending Topics, que mostra os principais assuntos abordados na mídia social no dia, também foram importantes atualizações.  

Veja Também  Sem WhatsApp, Facebook e Instagram? Redes sociais apresentam instabilidade

Todas as mudanças, inclusive, estão fazendo com que pessoas e empresas voltem a dar uma atenção especial a mídia social que hoje é muito utilizada como fonte de informação.

Netflix

A Netflix foi criada em 1997 para oferecer o serviço de locadora online, entregava o DVD alugado pelo correio. Com a evolução da tecnologia, os filmes passaram a ficar disponíveis online e o modelo de negócio, aos poucos, se tornou obsoleto. Enquanto outras locadoras insistiram no mercado e foram à falência, a Netflix desenvolveu uma plataforma de streaming por assinatura com um sistema de recomendação personalizada que classifica os assinantes para indicar títulos.

Mais de 190 países passaram a ter acesso ao Netflix. Mas a empresa sabia que isso não era suficiente, já que outras plataformas de stremings estavam sendo criadas
. Mais uma vez a marca se reinventou e começou a produzir seu próprio conteúdo, os “Originais Netflix”.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Acabaram os prints das conversas no WhatsApp? Boato agita as redes sociais

Publicado

Nesta semana, uma publicação do perfil do Twitter intitulado WABetaInfo
deixou os usuários do WhatsApp de cabelo em pé. De acordo com a publicação, o aplicativo estaria interessado em desabilitar a função de tirar prints das conversas.


WhatsApp
shutterstock
Por enquanto, a função de tirar prints das conversas do WhatsApp continua, sem nenhuma previsão de desabilitação

Leia também: Atualização do WhatsApp permite colocar figurinhas nas fotos; veja como fazer

A postagem sobre a suposta ação do WhatsApp
ainda questionava: “Eu não gosto da ideia e não vejo qual é o ponto. Se eu autenticar minha identidade usando minha impressão digital, por que as capturas de tela da conversa são bloqueadas?”

Tendo em vista esse temor que começou a tomar conta dos internautas, procuramos a assessoria de imprensa do aplicativo
: “Não temos nenhuma informação sobre isso. Esse rumor foi levantado pelo WABetaInfo, que não é uma fonte oficial”, a assessoria aponta. “Não há nada oficial sobre isso”, completa.

Sendo assim, é possível ficar um pouco mais tranquilo diante desse rumor em torno da nova função do aplicativo: pelo menos por enquanto, ainda será possível tirar prints das conversas.

Veja Também  Empresas se reinventam para acompanhar a evolução da internet

Leia também: 4 atitudes que você deve evitar para não ter a conta no WhatsApp invadida

Novidades do WhatsApp


Celular conectado no WhatsApp
shutterstock
Usuários do WhatsApp agora podem escolher quem pode colocá-los em grupos

No entanto, é inegável que o app está sempre se reinventando. Em sua última atualização
, os usuários
passaram a poder selecionar quem pode colocá-los em um grupo (todos, apenas os contatos adicionados ou ninguém). Essa informação foi confirmada pela assessoria. A novidade do WhatsApp
entrou em vigor em 3 de abril, e foi sendo implementada gradualmente.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana