conecte-se conosco


Turismo

Saiba quanto custa visitar os cenários de “Game of Thrones” na vida real

Avatar

Publicado

Os fãs de “Game of Thrones” estão divididos entre a ansiedade pela nova temporada da série e o coração partido pelo fim cada vez mais próximo. Com isso, viajar para os cenários de “Game of Thrones” tem sido uma ideia muito adotada por fãs do mundo inteiro. 


Daenerys e Jon Snow
Divulgação/HBO

“Game of Thrones” selecionou diversos países que se tornaram ponto de peregrinação para fãs

Leia também: Viaje pelos cenários reais de Game of Thrones

A famosa série selecionou diversos países ao redor do mundo que se tornaram ponto de peregrinação para fãs, e, inclusive, foram criados diversos tours especializados em “GoT”. Alguns dos cenários de “Game of Thrones”
existem na vida real e podem ser visitados e apreciados.

Com  o grande número de buscas dessas locações, sites de viagens estão trabalhando a todo vapor para trazer informações desses locais aos fãs da série. É o caso do buscador de viagens KAYAK, que montou todo um roteiro desses cenários. Já o Skyscanner, que também atua como um buscador de viagens, trouxe à tona os custos dessas viagens. Veja os detalhes e prepare o bolso: 

Irlanda do Norte


Castle Ward
Amanda Slater/Divulgação

Castle Ward serviu como um dos cenários de Game of Thrones

Na Irlanda do Norte é possível conhecer muitos reinos de uma vez só. Ao Norte, o viajante pode visitar Murlough Bay e Ballintoy Harbour, que foram as Ilhas de Ferro na série, e a The Dark Hedges, que serviu como a estrada para Porto Real em “GoT”.

Já ao Sul, é possível visitar Castle Ward, que representa o Castelo de Winterfell na série, e o Parque Florestal de Tollymore, a misteriosa floresta para lá da Muralha.  No castelo, aberto para visitação do público, é possível praticar arco e flecha e alugar roupas e armas inspiradas nas que foram utilizadas pelos personagens da série. 


Montanhas e praia
Wales to Wherever

Irlanda do Norte

Quanto custa?

Optando por métodos mais econômicos, como hospedagem em hostel, alimentação em lugares mais simples e passeios temáticos de “GoT”, a viagem de quatro dias ficaria em torno de 169 libras ou R$ 851,76. Já com um hotel 3 estrelas, a viagem ficaria 372  libras, o que equivale a R$ 1.874 por pessoa.

Já uma viagem mais luxuosa acaba ficando em torno de 882 libras ou R$ 4.445* pelos quatro dias. As passagens aéreas e ida e volta para o aeroporto de Dublin giram em torno de R$ 3200. 

Leia também: Turnê pelos cenários de “Game of Thrones” será inaugurada em 2020

Croácia


Dubrovnik
Wales to Wherever

Dubrovnik, na Croácia

Porto Real existe praticamente intacta (e sem muitos efeitos gráficos) em Dubrovnik, na Croácia
. É possível conhecer locações importantes da série como o reino de Qarth, Meereen, Ilha de Lokrum e Casa dos Imortais.

Em Dubrovnik, há vários tours que exploram locais da cidade que são cenários da série, como as escadarias do Septo de Baelor, o Palácio do Rei das Especiarias, a Fortaleza Vermelha e os jardins do reino.


Dubrovnik na Croácia
Jaxson Bryden/Divulgação

Dubrovnik, na Croácia

Quanto custa?

A viagem mais econômica para a Croácia, com hospedagem em um hostel durante quatro dias,  ficaria em torno de 1511 kunas croatas ou R$ 846. Já com um hotel 3 estrelas, a viagem ficaria 3598 kunas croatas, ou seja, R$ 2122. Com uma viagem de quatro dias mais luxuosa, o preço acaba ficando em torno de 7530 kunas croatas, o que equivale a R$ 4442.

As passagens aéreas de ida e volta para o aeroporto de Dubrovnik giram em torno de R$ 4400.  Cotação da kuna croata conferida no dia 4 de abril de 2019.

Espanha


Espanha
Wales to Wherever

A Espanha também é um dos cenários de “Game of Thrones”

A sétima temporada de “Game of Thrones” tem muitas cenas gravadas na Espanha
. Mais ao norte, Girona é a representante de Braavos. A cidade é pano de fundo também para o Grande Septo de Baelor.

A Praia de Itzurun com suas formações rochosas na beira da praia chamaram a atenção da produção da série e guarda importantes cenários para a Mãe dos Dragões. Já ao sul da Espanha, Cáceres foi cenário para vários episódios.

O Castelo de Trujillo se tornou o Rochedo Casterly, assim como o centro antigo foi Porto Real (King’s Landing). Outro destaque é o Alcázar de Sevilha – o reino de Dorne. A cidade de Santiponce guarda ruínas belíssimas que foi palco da cena em que Daenerys e Cersei se encontram para falar sobre a ameaça que vem do Norte.


Girona, na espanha
Divulgação

Girona, na Espanha, é um dos cenários de “GoT”

Quanto custa?

Se o viajante optar por algo mais econômico, a viagem de quatro dias fica 181 euros, o que equivale a R$ 783,73. Já numa opção com direito a um hotel de 3 estrelas e mais sofisticação, a viagem de quatro dias fica por 462 euros, ou R$ 2000.

Leia também: Conheça 7 lugares que foram cenário para a nova temporada de “Game of Thrones”

Uma viagem mais luxuosa para conhecer um dos cenários de “Game of Thrones”
, a Espanha, acaba ficando 1410 euros, equivalente a R$ 6105.  Já a passagem aérea de ida e volta para o aeroporto de St. George custa a partir de R$ 4443.

*Os preços de todas as passagens aéreas e hospedagens foram consultados em 9 de abril e estão sujeitos a alterações.

Comentários Facebook

Turismo

Fazer um cruzeiro ainda em 2020? Grupo de brasileiros vive dilema

Avatar

Publicado


source

A pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) atrapalhou os planos de viagem de muita gente. Para conseguir um preço mais barato e se planejar com antecedência, turistas já tinham pago viagens de férias para o segundo semestre de 2020 e agora não sabem se devem continuar com os planos ou adiá-los por um tempo.

Leia também: Entenda como funciona a limpeza dentro dos cruzeiros

cruzeiro
Arquivo pessoal

Miguel e a esposa Adriana têm cruzeiro marcado com os amigos para outubro de 2020

Esse é o drama de Miguel Elias Branco, militar da Força Aérea Brasileira, que comprou um cruzeiro pela Europa com amigos, que está previsto para zarpar em outubro. “O cruzeiro sairá de Savona, na Itália, e fará uma volta no Mediterrâneo passando por França e Espanha. Ainda está mantido, vamos em três casais, dois do Brasil e um que mora nos Estados Unidos”, explica Branco.

A viagem está mantida, mas não 100% confirmada. Segundo ele, os parentes nos EUA estão receosos com a aventura. “Nós aqui do Brasil estamos mais otimistas, mas com receio, já meus primos que moram nos EUA acho já deixaram claro em algumas conversas que irão desistir. O medo maior é do cruzeiro em si, mais como temos essa possibilidade de alterar a data ficou acordado de esperar até setembro”, complementa.

Desde que a pandemia do novo coronavírus começou, alguns casos de navio de cruzeiro  ficaram atracados em portos sem poder desembarcar os tripulantes, fato que assustou Branco e os amigos. Mas o grupo já tem um plano B.

“Temos duas possibilidades: a primeira é ver se a situação interna da Europa estará estabilizada. Se for o caso, podemos fazer a viagem só a parte terrestre sem o navio, adiando só o cruzeiro, ou adiar toda a viagem, mas não queremos cancelar”, diz o militar.

Apesar da indecisão, todos estão confiantes em poder reaver os investimentos financeiros. Tanto a empresa do navio, a Costa Cruzeiros, como a companhia aérea escolhida, Latam, flexibilizaram os prazos de cancelamento ou remarcação de passagens. 

Leia também: Os perigos da viagem bate e volta durante a pandemia

Quando viajar será seguro?

As operadoras de cruzeiro no Brasil suspenderam suas atividades durante a pandemia e devem retomar em julho. Muitos especialistas indicam que as  viagens com aglomerações sejam evitadas nos próximos meses, mas com a rígida limpeza dos navios e um novo protocolo de segurança a temporada 2020/21 está assegurada.

Além disso, se você também tem uma viagem marcada, a recomendação é consultar a operadora ou empresa aérea para se certificar de prazos de  remarcação de passagens e reembolsos. 

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Continue lendo

Turismo

Cruzeiros: saiba por que você não deve usar o elevador do navio

Avatar

Publicado


source

Funcionários de cruzeiros têm as melhores dicas do que fazer (ou não) dentro de um navio. Depois de indicar sobre como as doenças se espalham durante uma viagem náutica , alguns funcionários ensinam o porquê você não deve pegar elevador no cruzeiro.

elevador
Getty Images

a

A dica vem dos especialistas da Cruise Critic . Segundo eles, utilizar o elevador dentro do cruzeiro é perda de tempo. “Se você é um cruzador saudável, alguém que pode andar alguns lances de escada, você é um tolo se está desperdiçando seu cruzeiro esperando o elevador”, dizem.

“Você sempre precisa esperar o elevador viajar do 15º andar para o seu. Eles costumam estar lotados e, inevitavelmente, param em todos os andares, levando uma eternidade. Você não só vai chegar mais rápido em muitos casos, como subir escadas de navios de cruzeiro é a maneira perfeita de queimar a pina colada e o sorvete de chocolate de ontem sem precisar se exercitar na academia”.

Leia também: Cruzeiros – qual a maior preocupação do turista após a pandemia?

Ou seja, evitar o elevador nos cruzeiros te ajuda a aproveitar melhor o tempo e ainda emagrecer. Quer dica melhor do que essa? Para a sua próxima viagem já dá para anotar no caderninho.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana