conecte-se conosco


Entretenimento

Animação para adultos, “Love, Death & Robots” radicaliza conceito seriado

Publicado

Revolucionária na forma, é uma animação para adultos antológica, e na estética, os 18 episódios têm entre 5 e 18 minutos, “Love, Death & Robots” é forte candidata a série do ano. Criada por David Fincher, que já colaborara com a Netflix nas séries “House of Cards” e “Mindhunters”, e Tim Miller, o diretor do primeiro “Deadpool”, a produção é um deleite visual e empolgante tematicamente.

Leia também: Entre o humor e o pesar, “After Life” analisa o que nos motiva a viver


Cenas de Love, Death and Robots
Divulgação
Cenas de Love, Death and Robots

Todos os episódios dessa primeira temporada de “Love Death & Robots”
, como entrega o nome, tratam de amor, morte e robôs. Uma comparação válida, ainda que pobre, é com “Black Mirror”, já que muitos dos episódios são chapados, lisérgicos e provocam surtos existenciais e reflexivos.

Há outros em que a viagem filosófica vai além da pertinência contemporânea. É o caso de “Zima Blue”, que flagra uma artista animatrônico – uma espécie de inteligência artificial que revolucionou o mundo das artes – que prepara o seu último grande trabalho. Trata-se de uma avaliação sobre o sentido da vida de tirar o fôlego, ainda que o episódio seja de dez minutos e fundamentalmente narrado em 1ª pessoa. É para se pensar em Kubrick!

Há, ainda, a sátira política “When the Yogurt Took Over”, que mostra como fica o mundo depois que o Yogurt desenvolve inteligência e sana a dívida pública. Já em “Alternate Histories”, um computador imagina realidades alternativas a partir de seis tipos de mortes diferentes para Hitler. É impagável!

Veja Também  Revoltado, Diogo Nogueira ignora Ludmilla após ela vencer ‘Show dos Famosos’

Leia também: “American Gods” funciona porque não tem medo das polêmicas, diz Ricky Whittle


Montagem com cenas dos episódios de Love, Death and Robots
Divulgação
Montagem com cenas dos episódios de Love, Death and Robots

Todos os episódios são dirigidos por diretores diferentes e de diversos cantos do globo, sempre com a supervisão de Tim Miller
. A produção radicaliza a maneira de contar histórias seriadas e o faz com indefectível assombro estético.

Há a ficção científica casca-grossa como “Beyond the Aquila Rift”, que tem uma das melhores cenas de sexo da história da animação, e o inusitado drama de ação em que lobisomens são instrumentalizados pelos militares em “Shape-Shifters”.

Todos esses são episódios ressonantes, mas há aqueles que visam o mero entretenimento, ainda que com boas piadas, tramas ou personagens como no tenro “Three Robots”, sobre três robôs em excursão por uma Terra pós-desastre nuclear, ou no esperto “The Dumb”, sobre um sujeito que mora no lixão e recebe a visita da Prefeitura.

O estilo da animação
varia do mais rudimentar 2D ao mais avançado CGI, com direito a Performance Capture.

Veja Também  Astro da Disney, Cameron Boyce foi cremado;  investigação continua

Leia também: Longa argentino traz sexo de verdade em road movie erótico com viés feminista

“Love, Death & Robots”
é um triunfo da Netflix por todos os ângulos que se observe. É uma produção criativamente voraz (a pulga não vai sair da sua cabeça após assistir ao 3º episódio denominado “The Witness”), sutil, elétrica, inteligente, divertida e essencialmente humana em suas divagações.


Love, Death and Robots
Divulgação
Love, Death and Robots

Fonte: IG Gente

Comentários Facebook

Entretenimento

Cissa Guimarães relembra morte do filho após nove anos: “Saudades doídas”

Publicado

Cissa Guimarães usou o seu perfil do Instagram para falar da morte do filho, Rafael Mascarenhas, que completa nove anos neste sábado (20). Em 2010, aos 18 anos, o jovem morreu após ser atropelado enquanto andava de skate em um túnel que estava em manutenção, no Rio de Janeiro. 

Leia também: Saiba o motivo que fez Márcio Canuto deixar a Rede Globo após 21 anos

Cissa Guimarães com Rafael arrow-options
Reprodução/Instagram/cissaguimaraes
Cissa Guimarães fez uma publicação no Instagram para falar sobre a morte do filho, Rafael, após nove anos

“Rafael, meu filho , 9 anos sem tua presença física, saudades doídas e infinitas. Mas tantas coisas lindas vimos e vivenciamos juntos por aqui, quantos encantamentos e compartilhamentos. Quanto aprendemos. E quanto ainda temos que aprender, juntos, sempre. Fica comigo filho”, escreve  Cissa Guimarães .

Leia também: Thyane Dantas e Mileide Mihaile curtem show de Sandy e Júnior em Fortaleza

“Você do teu lado e eu do meu, sempre juntos. Você agora de novo dentro de mim, como tudo começou. Teu sorriso me sinaliza o caminho. Teu Amor norteia meu coração. Tua Existência dá sentido à minha. Tua nova Vida me ensina a viver a minha. Te agradeço sempre. E tenho tantas e imensas e infinitas saudades meu Amor. Salve Rafa! 9 anos de Luzzzzzz!!!! Obrigada meu Amor! Muita Luzzzz p todos nós!”, finaliza  Cissa Guimarães .

Veja Também  Deborah Secco responde declaração de Bolsonaro: “Não podemos nos calar”

Ver essa foto no Instagram

Rafael, meu filho, 9 anos sem tua presença física, saudades doídas e infinitas. Mas tantas coisas lindas vimos e vivenciamos juntos por aqui, quantos encantamentos e compartilhamentos. Quanto aprendemos. E quanto ainda temos que aprender, juntos, sempre. Fica comigo filho. Você do teu lado e eu do meu, sempre juntos. Você agora de novo dentro de mim, como tudo começou. Teu sorriso me sinaliza o caminho. Teu Amor norteia meu coração. Tua Existência dá sentido à minha. Tua nova Vida me ensina a viver a minha. Te agradeço sempre. E tenho tantas e imensas e infinitas saudades meu Amor. Salve Rafa! 9 anos de Luzzzzzz!!!! Obrigada meu Amor! #rafaelmascarenhas #rafiusk Muita Luzzzz p todos nós!

Uma publicação compartilhada por Cissa Guimarães (@cissaguimaraes) em 19 de Jul, 2019 às 8:05 PDT

Fonte: IG Gente

Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Saiba o motivo que fez Márcio Canuto deixar a Rede Globo após 21 anos

Publicado

IstoÉ

Após 21 anos de TV Globo, Márcio Canuto está de saída da emissora , e o objetivo principal a partir de agora será descansar. No entanto, de acordo com informações do Notícias da TV, esse não foi o único motivo que fez com que ele deixasse a Globo.

Leia também: Márcio Canuto leva mordida de torcedor durante transmissão ao vivo

Apesar de ser muito querido pela equipe, levando até Sabina Simonato às lágrimas com sua saída, o jornalista de 73 anos estava se sentindo desprestigiado pela chefia. Desde as entradas ao vivo que fez em restaurantes e bares entre abril e maio, Márcio Canuto não aparecia no vídeo.

Márcio Canuto
Reprodução/Instagram/@marciocanuto
Márcio Canuto deixou a Rede Globo

Ainda segundo o Notícias da TV, outro fator que mostra o possível desprestígio do repórter com a chefia, se deve ao fato de nenhum dos principais diretores terem aparecido na festa de despedida, promovida por outros repórteres da casa.

A Globo foi procurada pelo portal de notícias para comentar sobre o assunto. Por meio de sua assessoria, a emissora negou que a ausência de diretores na festa tenha diso por falta de prestígio de Canuto, e justificou que Ali Kamel, diretor-geral, se recupera de cirurgia, enquanto que Ricardo Villela, diretor-executivo, está em férias, e Silvia Faria, outro nome forte da direção da Globo , está no RJ cobrindo a ausência de outros diretores.

Veja Também  Criadores de “Game of Thrones” cancelam participação na Comic-Con de San Diego

Leia também: Globo sai em defesa de Miriam Leitão e chama Bolsonaro de mentiroso

A emissora também se manifestou sobre o “sumiço” de Márcio Canuto , dizendo que ele parou de fazer reportagens porque se recuperava de uma cirurgia de varizes. Além de dizer que ele participou das coberturas do último Carnaval, da Copa do Mundo, e das Eleições, eventos considerados de grande importância pela Globo.

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana