conecte-se conosco


Mobilidade Urbana

Prefeitura e TCE ajustam detalhes para novo edital de viadutos

Publicado

 

A Prefeitura de Cuiabá publicou no Diário Oficial de Contas que circulou na quarta-feira (13), o aviso de anulação do Regime Diferenciado de Contratação Presencial (RDC) nº 001/2018. O certame tratava da contratação de empresa de engenharia civil, visando a execução de obras de implantação de dois viadutos na Capital. Em substituição ao anterior, o Município já trabalha na publicação de um novo edital de licitação, juntamente com o Tribunal de Contas do Estado (TCE).

As estruturas fazem parte do pacote de ações em celebração aos 300 anos e serão levantadas nas avenidas Manoel José de Arruda, conhecida como Avenida Beira Rio, e Edna Maria Abuquerque Affi, a popular Avenida das Torres. Para isso, o Executivo já conta com o aporte financeiro conquistado mediante a abertura de crédito de R$ 50 milhões, formalizada pelo prefeito Emanuel Pinheiro junto ao Banco do Brasil S.A.

“No dia 28 de fevereiro, o TCE manteve a suspensão. Dessa forma, entendemos que a melhor opção, neste momento, é a abertura de um novo edital. Estamos levando em consideração, principalmente, o prazo para que as respostas fornecidas ao Tribunal sejam julgadas. Sabemos que, na frente do nosso, ainda existe uma quantidade de processos de outros municípios a serem apreciados. Sendo assim, chegamos ao consenso que esse prolongamento impacta diretamente no início e na entrega das obras”, explica o secretário municipal de Obras Públicas, Vanderlúcio Rodrigues.

Veja Também  Tirar os jogos das crianças ou ensinar os professores a jogar?

Histórico

O RDC 001/2018 estava suspenso pela própria Prefeitura de Cuiabá desde o dia 20 de dezembro de 2018. Na ocasião, o Executivo adotou a medida para revisão dos projetos e análise dos recursos das empresas participantes do certame. Posteriormente, o Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso também indicou a suspensão, indo ao encontro da decisão do Município.

Durante esse período, a Prefeitura realizou uma consulta pública com todas as empresas participantes da concorrência pública. O ato foi realizado com o intuito de sanar dúvidas referentes às questões jurídicas, financeiras e estruturais. Além disso, um relatório com respostas aos apontamentos do TCE também foi enviado para a análise do órgão.

Estudos

Os estudos de viabilidade realizados para a implantação dos viadutos apontam que em ambas as localidades, o fluxo de veículos tem sido cada vez mais crescente, o que resulta em quilômetros de congestionamentos com a espera de mais de 30 minutos, durante o horário de pico. Com as edificações, a Prefeitura pretende alcançar resultados como a redução do tempo de locomoção e aumento das condições de segurança de usuários das vias.

Veja Também  Associação Comercial de Cuiabá e Jovens Empreendedores realizam Feirão do Imposto

De acordo com a sondagem, a intervenção pontual na Beira Rio deve duplicar a capacidade do cruzamento, atendendo de forma direta 9 mil pessoas por hora/pico e, indiretamente, 145 mil habitantes do entorno. Na Avenida das Torres o número chega a 10 mil de forma direta e 90 mil pessoas indiretamente.

 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook

Mobilidade Urbana

Semob esclarece desligamento de radares para instalação de semáforos na capital

Publicado

Os sistemas possuem contratos distintos e que há informações equivocadas acerca das duas situações

A Prefeitura de Cuiabá esclarece que o sistema utilizado nos recém-instalados semáforos inteligentes não tem nenhuma ligação com o de radares. Por questões técnicas os aparelhos de fiscalização foram desligados durante o trabalho de implantação dos semáforos.

O contrato para aquisição e implantação de sistema inteligente de temporização e controle remoto no trânsito de Cuiabá, passa por auditoria do Tribunal de Contas de Estado (TCE). O procedimento é realizado pela Secretaria de Controle Externo (Secex) de Administração Municipal do órgão.

De acordo com o titular da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), Antenor Figueiredo, durante este período não houve pagamento à empresa responsável pela execução. Ele reforça que os sistemas possuem contratos distintos e que há informações equivocadas acerca das duas situações.

“Alguns radares foram desligados por uma razão técnica, do setor de engenharia. Como não houve pagamento, o erário não sofreu nenhum prejuízo. Nós contestaremos os achados levantados pelo TCE e vamos responder com toda transparência a todos eles, conforme prevê a legislação”, diz o secretário.

Antenor destaca que os apontamentos feitos pelo TCE não dizem respeito à conduta da Prefeitura, mas sim à forma de contratação dos dois sistemas.

Veja Também  Após bebedeira, menina de 15 anos dorme e acorda sendo estuprada pelo tio no Três barras em Cuiabá

Os semáforos

A Prefeitura de Cuiabá iniciou a instalação dos semáforos inteligentes nas principais avenidas da Capital em fevereiro de 2018.  O sistema semafórico é autossuficiente no monitoramento do fluxo de veículos. Aliado ao funcionamento dos equipamentos, um centro de controle do trânsito será instalado, acompanhando a trafegabilidade nas faixas por meio de câmeras.

“Vale ressaltar que elas não possuem nenhum propósito punitivo e não serão usadas para sinalizar infrações de trânsito. Seu objetivo é supervisionar gargalos e operar de maneira inteligente na sua desobstrução. Sem qualquer necessidade intervenção humana, teremos uma aparelhagem de altíssima tecnologia, que reflete positivamente na rotina do cidadão.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mobilidade Urbana

Ônibus articulado já está rodando em Cuiabá

Publicado

 

Cuiabá passa a contar com ônibus articulados a partir deste 1º de janeiro. O novo modelo trará mais modernidade, conforto e humanização para o dia a dia dos cuiabanos.

Ao todo serão entregues, pelo Município, quatro veículos articulados. O dois primeiros, da empresa Pantanal Transportes, começam a rodar com a linha 313 que atende os bairros CPA 1 e 3, Morada do Ouro, as Avenidas do CPA e Beira Rio até as proximidades da Unic, a partir do dia 1° de janeiro de 2019.

Os outros dois ônibus começaram a rodar no final de dezembro para o atendimento nas regiões dos bairros Parque Cuiabá (passando pelo Parque Atalaia, Cohab São Gonçalo, Centro) e o bairro Pedra 90 que fará o trajeto pela Av. Fernando Côrrea da Costa até o Centro. Esses dois carros foram disponibilizados pelas empresas Integração Transportes e Expresso NS respectivamente.

Com 21 metros de comprimento e com capacidade de transportar 152 passageiros em uma única viagem, os ônibus articulados possuem ar-condicionado, Wi-fi à bordo, carregador de celular, tomada USB, conforto e acessibilidade. Além disso os veículos dispõem de câmbio automático e suspensão a ar, que garantirão mais segurança para os passageiros durante embarque e desembarque.

“No primeiro dia do ano, começaremos a presentear a população de Cuiabá pelos seus 300 anos com a circulação intermitente dos ônibus articulados. É um sistema eficiente, moderno e humanizado que implantaremos no nosso transporte coletivo. O meu compromisso com a polução cuiabana é avançar e inovar dando mais respeito e dignidade aos usuários do sistema”, afirma o prefeito.

Veja Também  Horóscopo do dia: previsões para 16 de maio de 2019

De acordo com o diretor da Associação Mato-grossense de Transportadores Urbanos (MTU), Ricardo Caixeta, os modelos mais modernos de veículos, irão contribuir positivamente com a proposta do Município de melhorar a frota do transporte público de Cuiabá. “É um ônibus que tem uma capacidade de carregamento muito maior e com isso será possível, nos horários de pico, dar uma agilidade maior para levar os passageiros até o centro”, explica.

Os ônibus articulados possuem a tecnologia Euro5 – que é a última tecnologia disponível de motores para os veículos no Brasil com uma emissão de poluentes inferior dos ônibus tradicionais, adotada no Brasil desde 2012.

Segundo Caixeta os articulados possuem o chassi da marca Volvo, considerado o chassi rodoviário mais seguro do mercado brasileiro, projetado com tecnologia de ponta e ideal para transportes de médias e longas distâncias, em que economia e conforto são essenciais. Já as carroceria são da marca Mascarello.

“O veículo maior que o convencional demanda maior cuidado, mas com relação às curvaturas não haverá nenhum tipo de problema já que o sistema de articulação é justamente para permitir que o condutor faça as manobras em um raio de giro da mesma maneira que um ônibus convencional”, explicou o diretor.

Veja Também  Após bebedeira, menina de 15 anos dorme e acorda sendo estuprada pelo tio no Três barras em Cuiabá

Com a implantação deste modelo, serão retirados de circulação os outros ônibus, uma vez que os novos veículos deverão suprir as necessidades.

A partir da entrega dos ônibus, os motoristas deverão passar por um treinamento para operar os veículos nas ruas da cidade.

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana