conecte-se conosco


Várzea Grande

Várzea Grande apresenta metas fiscais de 2018 com superávit

Publicado

Várzea Grande fechou o exercício financeiro de 2018, quando se compara a previsão de arrecadação com o efetivamente arrecadado em impostos, taxas e contribuições e aonde foram investidos os recursos públicos, com um superávit da ordem superior a R$ 5 milhões ou 11,6% do total arrecadado ao longo do ano passado e R$ 51.623 milhões a maior quando comparadas as receitas de 2018 com 2017.

Na mesma proporção da arrecadação e investimentos, ficou consolidada a posição da administração da prefeita Lucimar Sacre de Campos que investe acima do previsto na legislação em setores essenciais, como na saúde com 26,88%, quando a lei determina 15%, o eu resultou em um aporte de R$ 155.883.316 milhões, dos quais R$ 32.034.819,21 foram aplicados a mais no setor da saúde pública.

Já na Educação que segundo preceitua a Constituição Federal, tem que receber 25% das receitas públicas o total investido foi de R$ 152.146.689,09 sendo que deste total R$ 2.740.565,18 foram aplicados a maior em prol do ensino público.

A receita arrecadada contabilizou R$ 542.544,582 milhões em 2018 contra R$ 490.921.024 milhões, uma diferença a maior da ordem de R$ 51.623.557 milhões, comparando os desempenhos das receitas de ambos os anos.

Quando se compara apenas o exercício financeiro de 2018 as receitas liquidas e as despesas empenhadas se tem um superávit no ano passado de R$ 5.900.493,81 ou 11,6% das finanças públicas municipais.

A secretária de Gestão Fazendária, Lucinéia Ribeiro destacou a evolução das receitas tributárias do município, que tem melhorado devido ao esforço realizado pelas equipes técnicas. A secretária reforçou que têm buscado realizar os gastos com prudência para que o governo municipal possa continuar realizando as suas atividades com êxito.

Veja Também  Teatro de Fantoche da Guarda Municipal aborda tema violência contra a mulher, nas escolas

“A Audiência tem como objetivo dar transparência aos atos e gastos administrativos no Município, onde demonstra e avalia cumprimentos das metas fiscais do 3º quadrimestre de 2018 que fecha então o exercício financeiro de Várzea Grande”.

Conforme a secretária, o relatório fiscal evidencia de forma aberta e concisa o cumprimento de metas e princípios de Gestão Fiscal Responsável definidas na Lei de Responsabilidade Fiscal, e como consequência a manutenção do equilíbrio fiscal e a seriedade na aplicação dos recursos públicos.

As médias anuais de evolução das receitas dos últimos quatro exercícios apresentaram um crescimento significativo que demonstra a eficiência na cobrança de impostos foi em 2015 de 32,2 milhões; em 2016 – 35,9 mi; 2017 – 38 mi e 2018 – 42,1 milhões de reais.

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos disse estar satisfeita com o resultado da prestação de contas, pois apesar das dificuldades que o município enfrenta por causa da crise econômica nacional, com economia e planejamento estratégico realizado, a Administração Pública possui saldo positivo em caixa e vem pagando os fornecedores em dia e os servidores municipais vêm recebendo os seus salários dentro do mês trabalhado, isso com o trabalho e esforço de cada secretário que está entendendo o propósito de economia da administração.

Veja Também  Sicoob e prefeitura visam novas parcerias

A secretária Lucinéia Ribeiro frisou que mais importante do que arrecadar e cobrar os impostos devidos, a administração da prefeita Lucimar Sacre de Campos está dando uma aula ao aplicar de forma correta e transparente o dinheiro público em prol da população e daqueles que pagam seus impostos.

“Os números demonstram a correta aplicabilidade dos recursos públicos do município. No relatório podem ser encontrados apontamentos quanto aos avanços, desafios e todos os investimentos financeiros realizados pela Prefeitura em saúde, educação, social, obras e  gasto com pessoal, além da despesa orçada por órgãos da administração, indicadores e taxas, apresentadas com transparência, legalidade e eficiência”, pontuou a secretária, Lucinéia Ribeiro.  

“O destaque positivo foi que Várzea Grande encontra-se com as contas em ordem, com folha de salário e pagamentos em dia mesmo diante do país estar passando por uma recessão econômica. Todos os números da Audiência Pública poderão ser acessados através do Portal da Transparência da Prefeitura de Várzea Grande”, explicou a secretária de Gestão Fazendária, Lucinéia Ribeiro. 

A realização visa o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal – que determina que ao final de cada quadrimestre o Poder Executivo demonstre e avalie o cumprimento das metas fiscais dos períodos. A audiência, referente ao 3º quadrimestre de 2018, foi aberta a toda a população, conforme determina o artigo 9º, parágrafo 4º, da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Por: Claudia Joséh – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Comentários Facebook

Várzea Grande

Sicoob e prefeitura visam novas parcerias

Publicado

A prefeita de Várzea Grande Lucimar Sacre de Campos, recebeu em seu gabinete em visita de cortesia, representantes do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob).Entre as propostas apresentadas pelo presidente de Integração Sicoob/MT,Maurício Lúcio Nautes foi o pedido de estreitamento de relações e ampliações de parcerias, visto que Várzea Grande já possui parceria com a instituição financeira de conta poupança.

O Sicoob esta há um ano em Várzea Grande e até o momento depende exclusivamente dos associados, por isso, precisamos ampliar parcerias para que o sistema funcione de forma desejada. Várzea Grande vivencia um bom momento econômico e  tem obtidos resultados expressivos, na geração de empregos, fomentando e crescimento econômico e social

“Várzea Grande caminha de forma decisiva para o desenvolvimento, por isso o Sicoob quer reforçar sua parceria com a Prefeitura por estar claro que economicamente a cidade deu um salto de qualidade e os investimentos públicos auxiliam neste processo, pois a obra pública , por exemplo gera empregos e gira a economia local . Estamos satisfeitos e queremos melhorar ainda mais nossa participação no  desenvolvimento local oferecendo crédito mais barato e aquecendo a economia como um todo”, disse o presidente Maurício Nautes.

Veja Também  Teatro de Fantoche da Guarda Municipal aborda tema violência contra a mulher, nas escolas

A prefeita Lucimar Sacre de Campos  ressaltou a necessidade que o município tem de uma instituição financeira que atenda as necessidades da comunidade como um todo e da Administração Pública. “Estamos à disposição da Cooperativa, lembrando que o município possui algumas prioridades em investimentos. Vamos estudar as melhores maneiras de viabilizar estas parcerias. Já temos  aplicação de R$ 6 milhões em recursos públicos, sendo metade da Prefeitura de Várzea Grande e metade do Instituto de Previdência de Várzea Grande – Previvag para reforçar a atuação da Cooperativa de Crédito. Várzea Grande espera e aguarda por novas  parcerias com o  Sicoob”

A secretária de gestão Fazendária , Lucinéia dos Santos Ribeiro  assinalou que os resultados que aparecem em diversos setores economicamente ativos da cidade, são frutos da segurança jurídica que a administração Lucimar Sacre de Campos está aplicando desde 2015 quando assumiu a gestão local.

“A cidade desenvolve de acordo com as ações públicas de uma administração. Hoje estamos gerando emprego com mais de 150 obras em andamento. Hoje o servidor público municipal recebe seu salário no último dia trabalhado no mês, isto quando não recebe antes, o que ajuda a aquecer a economia local. O nosso papel é gerar emprego e renda com as ações  e atos administrativos.Receber propostas de novos investimentos sempre são bem vindas”

Veja Também  Várzea Grande dá mais um passo no processo de implantação do projeto A3P

Estiveram presentes também na reunião a gerente por Várzea Grande do Sicoob ,Maria Angélica Campos de Oliveira , o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, José Roberto Amaral de Castro Pinto , e o Assessor Especial, Olindo Pasinato.

Por:

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Comentários Facebook
Continue lendo

Várzea Grande

Saúde aplica R$ 10 milhões em obras que serão entregues ainda neste ano

Publicado

A prefeitura de Várzea Grande está aplicando mais de R$ 10 milhões na área da Saúde entre recursos federal e municipal, pelo menos em seis obras – em plena execução – serão entregues ao longo de 2019, sendo duas delas em maio, durante as comemorações pelos 152 anos de fundação da cidade. Outros quatros projetos de Unidades Básicas de Saúde (UBS) estão em fase de licitação e têm a previsão de iniciar a construção também nesse ano.

Serão entregues em maio a UBS ‘Aurília Salles Curvo’, no bairro de mesmo nome, e ainda a UPA 24 horas do Cristo Rei. Essa última teve as obras físicas finalizadas no final de fevereiro, entrando agora na fase de acabamento (equipamentos e mobília).

Na manhã de hoje (19), a prefeita Lucimar Sacre de Campos, visitou parte das obras em construção para conferir in loco a evolução do cronograma apresentado e a qualidade do que está sendo edificado. Acompanharam a gestora, o secretário de Saúde, Diógenes Marcondes, o engenheiro responsável pelas obras, Jaderson Figueiredo e técnicos da Pasta e o vereador Rodrigo Coelho.

De acordo com o planejamento da Pasta, os R$ 10 milhões se dividem em duas frentes de trabalho. Mais de R$ 5,5 milhões estão sendo investidos na construção da UPA do Cristo Rei. Desse valor global, cerca de R$ 3 milhões foram aplicados na obra física e o restante utilizado para compra de equipamentos e mobiliário.

Outra frente de obras está responsável pela edificação de quatro UBS´s, das reformas geral da policlínica do jardim Glória, ‘Doutor Moacir Dellane' e da Central de Fornecimento de Medicamentos (Cadim).  Nesse ‘pacote’ voltado à atenção básica estão sendo aplicados R$ 4,49 milhões, dos quais 32% têm como fonte o Tesouro Municipal. Os recursos públicos municipal somam R$ 1,42 milhão.

Veja Também  Saúde aplica R$ 10 milhões em obras que serão entregues ainda neste ano

Quatro UBS´s estão em fase de construção: ‘Aurília Curvo’ (R$ 571,09 mil), Jardim Eldorado (R$ 851,34 mil), Santa Isabel II (R$ 520,79 mil) e Construmat (R$ 803,77 mil). Para a reforma geral da policlínica do Jardim Glória estão sendo aplicados R$ 313,15 mil em recursos próprios, e outros R$ 154,97 mil, também em recursos próprios estão financiando a reforma da nova sede do Cadim. Conforme o cronograma técnico das obras, a policlínica, por exemplo, deve ser entregue no início do segundo semestre. Essa unidade está com todo seu atendimento sendo realizado pouco metros da sede em obras, sem prejuízos à população. A policlínica tem um raio de influência de cerca de 13 bairros e há mais de dez anos não passava por uma reforma.

Como destacou a prefeita, as visitas in loco são muito importantes e por isso fazem parte da rotina de trabalho. “Toda obra gera expectativas e o gestor precisa conferir de perto se as expectativas serão atendidas conforme o planejado. Não sei administrar somente dentro de um gabinete. Sair pra rua, conversar com a população, estar disponível para ouvir agradecimentos, sugestões e até mesmo criticas, faz parte do cargo que exerço. Mais do que vir até um canteiro de obras é poder avaliar se o projeto licitado está sendo executado em respeito ao contribuinte e a nossa população”.

A prefeita lembrou que mais de 150 obras de várias áreas essenciais de serviços estão em plena execução por toda Várzea Grande, sendo a maior parte delas voltadas ao atendimento das demandas de saúde, educação e infraestrutura. “O gestor precisa ter zelo com o dinheiro público. Tudo que arrecadamos é revertido em obras e ações que fazem diferença na vida de todos. Quem não utiliza o SUS ou as vagas em escola pública, certamente quer ter um asfalto bom para passar com carro. E nós estamos a frente de todas as obras que possam conduzir nossa cidade ao desenvolvimento, mas priorizando a melhora na qualidade de vida de todos”.

Veja Também  Várzea Grande dá mais um passo no processo de implantação do projeto A3P

Como acrescentou o secretário Diógenes Marcondes, as novas obras estão centradas em bairros e regiões mais periféricas da cidade. “As UBS´s, por exemplo, já deveriam estar funcionando há quase dez anos, mas não foram concluídas e tivemos de resgatar a credibilidade política da cidade para recuperar projetos e recursos do Ministério da Saúde. Agora estão se tornando realidade. No ano passado entregamos a UBS do Ouro Verde e em maio será a vez da UBS ‘Aurília Curvo’ e da UPA do Cristo Rei”. Além dessas obras, o secretário lembrou das obras de reforma e ampliação do pronto-socorro que há dois anos está transformando a unidade. Os trabalhos estão próximos do 100%, “e executados com zelo, responsabilidade e sem alterar a rotina de atendimentos, o que é o mais importante”, frisou.

Ao todo, Várzea Grande ganhará sete novas UBS´s. Desse ‘pacote’, quatro estão em execução e outras três em licitação para construção. Essas serão edificadas nos bairros Cabo Michel, Jardim Maringá I e São Mateus.

A dona de casa Odete Gomes, moradora do Jardim Eldorado há mais de 20 anos, será vizinha da nova UBS do bairro. “Estou acompanhando essa obra dia-a-dia e não vejo a hora de estar pronta”, disse, ao ir ao encontro da prefeita durante a visita dessa manhã. Odete conta que tem uma netinha de 9 anos com necessidades especiais e que todo o atendimento à criança é feito no pronto-socorro, unidade que exige maior deslocamento dela, e com a unidade perto de casa tudo será mais tranquilo”, disse ela.

Por: Marianna Peres – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana