conecte-se conosco


Curiosidades

Crocodilo gigante já matou 300 pessoas e é conhecido como “demônio” na África

Publicado


Crocodilo Gustave é tão temido pelo povo do Burundi que a mitologia local o aponta como um
Reprodução
Crocodilo Gustave é tão temido pelo povo do Burundi que a mitologia local o aponta como um “demônio”

Um crocodilo do Nilo gigante assusta, há décadas, a população que vive às margens do rio Ruzizi, no Burundi, região central da África. O animal é conhecido pelos moradores locais por matar humanos por “maldade”, ser à prova de balas e caçar animais de grande porte como hipopótamos. Algumas pessoas ainda acreditam que o réptil seja um “demônio”.

Leia também: Câmeras flagram 10 ladrões atrapalhados que provam que o crime não compensa

Entre a realidade e a mitologia, o crocodilo
Gustave ganhou fama ao redor do mundo e foi tema de um documentário, além de inspiração para um filme de terror. Segundo as autoridades locais, o animal ataca na região há mais de 30 anos.

Pesquisadores acreditavam que o réptil já teria mais 100 anos, mas, como ele tem a dentição perfeita, estima-se que ele é bem mais jovem, provavelmente com menos de 60 anos. Existe a chance de mais de um crocodilo ter sido chamado de “Gustave”. No entanto, o tamanho da animal, que é maior da espécie já avistado no continente, afasta essa possibilidade. Segundo pesquisadores, Gustave teria cerca 7 metros de comprimento e pesaria quase uma tonelada. No entanto, não é possível saber as medidas exatas do animal.

Conheça mais sobre a lenda urbana real que assusta os aldeões do pequeno Burundi
:

Assassino de humanos e “demônio”


Não se sabe ao certo o tamanho do crocodilo Gustave, mas estima que ele tenha quase 7 metros de comprimento
Divulgação
Não se sabe ao certo o tamanho do crocodilo Gustave, mas estima que ele tenha quase 7 metros de comprimento

De acordo com os moradores locais, Gustave
já matou mais de 300 humanos durante as últimas décadas. O que chama atenção, no entanto, é que o animal não come suas vítimas, apenas as arrasta para o rio, as afoga e despedaça os corpos. Essa parte lenda é corroborada pelas autoridades, que já encontraram vários cadáveres mutilados no rio Ruzizi e no lago Tanganyika, onde o animal também já foi avistado.

Veja Também  Vizinhos trocam pedradas por causa da senha do wi-fi, na Colômbia

Pesquisadores não conseguem achar motivos para o comportamento do crocodilo. De acordo com cientistas, esse tipo de predador raramente ataca fora da água, a não ser quando ameaçado. No entanto, a maioria das testemunhas dos ataques diz que o réptil pegou as pessoas desprevinidas na beira da água sem qualquer provocação.

Leia também: Vizinho ouve gritos e desencadeia ação policial para homem assustado com aranha

Para o povo local, no entanto, o animal caça por “maldade”. A lenda de Gustave cresceu ao longo das décadas e parte da mitologia do Burundi prega que o animal é uma aparição demoníaca. 

Devorador de hipopótamos e à prova de balas


De acordo com locais, o
Divulgação
De acordo com locais, o “Crocodilo Demônio” mata humanos por diversão e devora hipopótamos

Outro fato curioso, e também comprovado, sobre os hábitos de caça de Gustave é que ele costuma comer animais como hipopótamos e gnus, que raramente são presas de crocodilos por conta do tamanho. Pesquisadores acreditam que, por ser muito grande e, portanto, mais lento, Gustave precisa caçar animais maiores para se alimentar. O hipopótamo é conhecido por ser o mais perigoso animal da savana africana. No entanto, Gustave já matou dezenas de animais da espécie.

Veja Também  Vizinhos trocam pedradas por causa da senha do wi-fi, na Colômbia

Em um vídeo do documentário Capturing the Killer Croc
, é possível ver Gustave se aproximando de hipopótamos. Normalmente agressivos, eles não atacam o crocodilo, e começam a se aglomerar. O réptil fica ao lado das possíveis presas, mas também não ataca. Assista:

O réptil
não é caçado apenas por pesquisadores, mas também pelo exército local. De acordo com oficiais, pelotões já abriram fogo contra o crocodilo, que não esboçou qualquer reação. Segundo cientistas, o animal é tão grande que as balas provavelmente não penetram em sua pele. Nas últimas vezes que foi visto, pesquisadores encontraram várias cicatrizes de bala no corpo do crocodilo, que já sobreviveu à rajadas de AK-47.

Soldados ainda relatam que já jogaram granadas na direção do animal e que já atiraram nele com um lançador de foguetes, o que foi finalmente suficiente para assustá-lo. De acordo com especialistas, no entanto, os oficiais provavelmente erraram a mira.

Fama inspirou filmes


Lenda de Gustave ganhou tanta fama que inspirou documentário e filme de terror
Divulgação
Lenda de Gustave ganhou tanta fama que inspirou documentário e filme de terror

A fama de Gustave deixou a África e já inspirou produções cinematrográficas. Em 2004, o documentário  Capturing the Killer Croc
, o herptólogo Patrice Fey liderou uma equipe que tentava capturar o animal. Eles não tiveram sucesso, mas conseguiram algumas das únicas imagens em vídeo do réotil gigante.

Já em 2007, o filme de terror Primitivo
se inspirou na lenda de Gustave e em  Capturing the Killer Croc
para contar a história de uma equipe de televisão norte-americana que vai até o Burundi para reportar sobre um crocodilo
gigante devorador de humanos, que leva o mesmo nome da lenda local.

Fonte: IG Curiosidades
Comentários Facebook

Curiosidades

Vizinhos trocam pedradas por causa da senha do wi-fi, na Colômbia

Publicado


Wi-fi
shutterstock
Troca na senha do wi-fi gerou briga entre vizinhos na Colômbia


A cidade de Santa Marta, na Colômbia, viveu um episódio violento na última terça-feira (14) por causa de uma troca de senha do wi-fi. Uma mulher juntou outras pessoas para tacar pedras e ameaçar agredir sua vizinha depois que a mesma não permitiu mais que ela utilizasse a internet. O caso foi filmado e o vídeo viralizou nas redes sociais (assista abaixo).


De acordo com a TV Caracol
, a mulher teria pedido para dividir a internet com sua vizinha e, assim, as duas dividiriam o valor. Como não houve pagamento, a senha do wi-fi
foi trocada, o que gerou a ira.

Leia também: Colômbia não reconhece rompimento de relações com Venezuela

A briga
só parou depois que a polícia chegou no local. Duas janelas foram quebradas atingidas pelas pedras
.

Uma gestante chegou a ser atingida por uma das pedras e precisou ser encaminhada para um hospital local e teve um parto pré-maturo. Apesar do susto, o bebê passa bem e está sob acompanhamento médico.

Veja Também  Vizinhos trocam pedradas por causa da senha do wi-fi, na Colômbia

Leia também: Como Cristóvão Colombo conseguiu ganhar comida com fenômeno da ‘Lua de Sangue’?

Secretário de Segurança de Santa Marta, Camilo George lamentou a briga e pediu para que casos entre vizinhos sejam resolvidos por meio do diálogo. “Não é possível que a troca da senha do wi-fi
leve a uma tragédia como essa”.

Fonte: IG Curiosidades
Comentários Facebook
Continue lendo

Curiosidades

Vídeo flagra milhões de insetos invadindo cidade norte-americana; assista

Publicado


Lvebugs
Divulgação
Besouros-do-amor invadem cidades norte-americanas duas vezes por ano

A cena apocalíptica assusta quem não está acosutumado, mas, para os moradores da cidade de Melbourne, na Flórida, a invasão de milhões de insetos já é corriqueira. Duas vezes por ano, durante a época de acasalamento, as moscas conhecidas como besouros-do-amor tomam conta de municípios da Flórida, do Texas e da Louisiana.

Leia também: Após ser picado, homem chega a UPA com cobra de 1,5 metro enrolada no braço

Uma dessas épocas acontece entre o final de abril e o início de maio. Nesta segunda-feira (13), uma mulher que mora no suburbio de Melbourne filmou, de dentro de seu carro a invasão dos insetos
. O vídeo rapimente viralizou pela quantidade de besouros-do-amor. 

Durante a invasão dos besouros-do-amor, que pode durar até 56 horas, algumas cidades ficam quase “paradas”. Por conta do alto número de animais que ficam grudados nos parabrisas, as autoridades não recomendam que as pessoas saiam de carro. Casas e comércios também precisam ser fechados completamente para evitar a invasão dos animais. 

Leia também: Onça-pintada rara que passeava pelas ruas de Juiz de Fora (MG) é capturada

Veja Também  Vizinhos trocam pedradas por causa da senha do wi-fi, na Colômbia

Apesar do susto e das inconveniências, os besouros-do-amor não apresentam perigos para os seres humanos. Eles não são venenosos e nem carregam doenças. Esses insetos
também não picam ou mordem as pessoas.

Fonte: IG Curiosidades
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana