conecte-se conosco


Entretenimento

Criar filhos no anonimato é escolha que muitas famosas fazem e outras resistem

Publicado

Como figuras públicas, a vida das celebridades é sempre motivo de interesse da mídia. A maternidade das famosas não é diferente, afinal, o assunto gravidez das personalidades sempre ganha o mundo do entretenimento de forma rápida.

Leia também: De bem com a balança! Famosas que recuperaram o shape pouco tempo após parto


Sabrina Sato quando mostrou pela primeira vez o rosto da filha Zoe
Reprodução/Instagram
Sabrina Sato quando mostrou pela primeira vez o rosto da filha Zoe

Toda a idealização pública da maternidade
dessas figuras, no entanto, vem muita das vezes abastecida pelas próprias famosas. Geralmente elas enchem esse interesse com pequenos detalhes capazes de gerar barulho, começando pela forma como anunciam a gravidez. Sabrina Sato
, por exemplo, fez quase uma cerimônia para dizer que a primogênita estava a caminho, com direito a vídeo publicitário caprichado, que lhe rendeu cerca de R$ 150 mil.

Leia também: Anônimos, filhos de famosos viram sucesso nas redes sociais pela beleza

Para tirar proveito da idealização pública e da fase dita como uma das mais bonitas na vida das mulheres, muitas mamães famosas lidam com a gravidez como uma forma de fazer render ainda mais o orçamento e a popularidade. Mayra Cardi, por exemplo, aproveitou a gestação de Sophia para dar dicas sobre hábitos saudáveis na gravidez, o que lhe rendeu muito mais seguidores e visualizações. Esperta, a life coach também passou a divulgar a filha no Instagram em um perfil próprio, antes mesmo dela nascer, e já coleciona mais de 500 mil seguidores.


Mayra Cardi com Sophia
Reprodução/ Instagram
Mayra Cardi com Sophia

Durante a gestação as personalidades normalmente recheiam as redes sociais com imagens romantizadas da barriga e capricham nas publicações patrocinadas. Gerando a todo momento o interesse alheio, algumas passam a “vender a gestação”, como Sabrina Sato, que fez um quadro especial no seu programa para compartilhar publicamente cada etapa do barrigão. 

Veja Também  Após ser mal interpretado, Rodrigo Bocardi rebate: “Às vezes é preciso desenhar”

Quando a criança vem ao mundo é escolha dos pais a forma com que vai introduzi-la (ou não) na mídia. Ainda usando Sato como exemplo, ela passou cerca de 20 dias instigando a curiosidade de todos para mostrar o rosto da pequena, e decidiu exibi-lá foi em uma imagem produzida por uma equipe de peso.

Mostrar a criança publicamente eleva ainda mais o bolso das  celebridades
 e, consequentemente, a fama. Brad Pitt e Angelina Jolie, por exemplo, embolsaram cerca de US$ 20 milhões em vendas exclusivas das primeiras fotos dos filhos para revistas internacionais, e a exposição das crianças fez com que o nome deles rendessem ainda mais mundialmente.

É fácil destacar que essa prática parece ter ganhado ainda mais força nos últimos anos por conta da alta da internet. Entretanto, esse fato não é novidade. Em 1998, por exemplo, a gravidez de Xuxa ganhou momentos especiais em noticiários importantes do Brasil, além de muitas capas de revistas. Apesar de toda a aposta da apresentadora em introduzir a filha na mídia desde o seu nascimento, Sasha passou anos preservando a sua imagem e se dedicando no crescimento pessoal e intelectual com estudo e viagens, e somente agora, aos 20 anos, ela passou a tentar chamar atenção e conquistar uma popularidade própria carregando o título de it girl.

Maternidade (quase) anônima


Sandy e Isis Valverde optaram pelo anonimato dos filhos
Reprodução/ Instagram
Sandy e Isis Valverde optaram pelo anonimato dos filhos

Na contramão das que exploram a gestação e a imagem dos filhos, há aquelas que se preocupam somente no trabalho árduo de evitar os holofotes, e passam a investir em formas discretas de agir.

Um dos grandes exemplos de atitudes como essa no Brasil é Sandy. A cantora manteve a gravidez quase em off, e desde que Theo nasceu ele só apareceu uma única vez na mídia, em agosto de 2018 quando “invadiu” um ensaio dos pais durante um vídeo no Youtube. Entretanto, o rosto do pequeno não entrou em cena, pois ele só foi filmado de costa e de lado.

Veja Também  Sienna Miller Jennifer Lawrence e mais: as (supostas) musas de Pitt pós-Jolie

Quem provavelmente deve seguir a mesma linha da cantora é Isis Valverde, que deu à luz em novembro de 2018 e desde então tem protegido a imagem de Rael. Até agora a atriz compartilhou apenas dois cliques do pequeno, em ambos a imagem mostra somente os pés cobertos da criança. Apesar de a gravidez da global ter recebido muitos flashes em seu feed, e muita expectativa dos seguidores, ela se manteve longe da mídia durante esse tempo.

A cantora Adele também é adepta ao anonimato do herdeiro, que tem seis anos de idade e nunca teve um clique compartilhado pela mãe. Quando está sendo fotografada por paparazzi, a artista sempre esconde o rosto de Angelo, mas o flagra já aconteceu algumas vezes. Em entrevista para revista Vogue
, ela falou sobre sua atitude: “Eu acho muito difícil ser filho de uma pessoa famosa. E se ele quiser fumar maconha ou beber quando for menor de idade, ou se ele for gay e não quiser me contar? Ele será fotografado e é assim que eu vou descobrir”.

Leia também: Sem flash! Famosos que escolheram deixar seus filhos no anonimato

A forma com que cada estrela lida com a maternidade
são fatores particulares e devem ser respeitados. Entretanto, ao que tudo indica, por conta do avanço das redes sociais provavelmente a exposição da gestação seja o negócio mais lucrativo e com maior tendência de crescimento entre as personalidades públicas. 

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook

Entretenimento

Lei Rouanet vai mudar de nome e passará a ter teto de R$ 1 milhão

Publicado


Ministro osmar Terra fala ao microfone
Marcelo Camargo/ABr
Ministro da Cidadania, Osmar Terra anunciou mudanças na Lei Rouanet


Mudanças na lei que garante uma grande parte da produção cultural do Brasil começaram a ser anunciadas para valer nesta segunda-feira (22). Em vídeo publicado na página de Facebook do Ministério da Cidadania, o ministro Osmar Terra explica algumas das diretrizes da Lei de Incentivo à Cultura – o nome Lei Rouanet não será mais usado. Não ficou claro, ainda, quando as novas regras passam a valer. 

Leia também: Promessa de campanha, Bolsonaro reduz apoio à Cultura nos 100 primeiros dias

Conforme anunciado há duas semanas pelo presidente Jair Bolsonaro, o limite para captação de recursos pela Lei Rouanet
vai baixar de R$ 60 milhões para R$ 1 milhão por projeto. Já uma mesma empresa que apresentar várias propostas diferentes poderá receber, quando somados todos os eventos patrocinados, até R$ 10 milhões por ano. O teto, nesse caso, também era de R$ 60 milhões.

Haverá algumas exceções. Terra cita nominalmente exemplos como o Festival Folclórico de Parintins, no Amazonas, e o Natal Luz, em Gramado (RS), poderão utilizar até R$ 60 milhões. Feiras de livros, restauração de patrimônio tombado, construção de teatros e cinemas em cidades pequenas, e planos anuais de identidades sem fins lucrativos, como museus e orquestras, também estão fora do limite de R$ 1 milhão, mas não há detalhes do teto para esses casos.

Leia também: Luan Santana diz que abandonou projeto após conhecer melhor a Lei Rouanet

Veja Também  Priscila Fantin e Ricardo Tozzi recebem carinho de crianças com câncer

“Com isso, vamos enfrentar a concentração de recursos nas mãos de poucos. Com o mesmo dinheiro, mas melhor distribuído, vamos ter muito mais atividades culturais e artistas apoiados, dando oportunidade para os novos talentos”, disse Osmar Terra
, a quem a Secretaria de Cultura é subordinada.

Mais ingressos gratuitos

A cota de ingressos gratuitos, que hoje é de 10%, deverá ficar entre 20% e 40%. Além disso, o valor dos ingressos populares terá que baixar de R$ 75 para R$ 50. Também haverá editais focados no incentivo à cultura regional, em parceria com as empresas estatais, e estímulo para que as 25 unidades da federação, com exceção de São Paulo e Rio de Janeiro, tenham mais recursos. O objetivo é desconcentrar os projetos patrocinados, que em sua maioria estão atualmente nesses dois estados.

Leia também: Escolas de samba do Rio receberão R$ 8 milhões da Lei Rouanet

Outro ponto citado é que os beneficiados pelos repasses terão que fazer ação educativa em escolas ou na comunidade, em parceria com as prefeituras.

Veja Também  Zizi e Luiza Possi celebram nova fase em show e anunciam primeira turnê juntas

Terra afirmou ainda que as prestações de contas já feitas, tanto na Secretaria de Cultura como em outras áreas sob o guarda-chuva do Ministério da Cidadania
, serão passadas a limpo por um comitê. E que as prestações de contas daqui para a frente serão feiras “praticamente” em tempo real na internet.

“Os brasileiros, que estão cansados de ouvir falar dos abusos no uso dos recursos da Lei Rouanet
, podem ter certeza que isso está acabando. Vamos enfrentar a concentração de recursos públicos beneficiando poucos. Nossa nova lei de incentivo vai aumentar o acesso da população brasileira à cultura, especialmente para as pessoas mais pobres. Nossas ações também terão foco no estímulo ao surgimento de novos talentos, no fortalecimento de ações de inclusão social, formando profissionais na área artística e promovendo a cultura popular”, disse Terra. 

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Lembra dela? Ex-BBB Francine Piaia mostra nova silhueta após perder oito quilos

Publicado

Francine Piaia, ex-BBB 9 exibiu as novas curvas, após emagrecer oito quilos, por meio do programa de emagrecimento Thai 360. A apresentadora do “Transalouca”, da rádio Transamérica, conheceu a modelo Lizi Benites e seu marido, Galego, durante uma participação na rádio e acabou se interessando pelo desafio de oito semanas online, que visa eliminar peso e medidas com apenas 20 minutos de exercícios diários.

Leia também: Ex-BBB Francine sensualiza de lingerie e exibe corpo “violão”


Francine Piaia no espelho, de calça e top verdes
Divulgação/Agência Fio Condutor
Francine Piaia


“Eu estava insatisfeita comigo mesma, não queria mais sair de casa e estava psicologicamente abalada. Ninguém me falou nada, mas eu sabia que estava acima do peso
. Minhas pernas e costas doíam muito, meu intestino não funcionava direito, eu já havia tentado de tudo e nada dava certo”, confessou Francine Piaia
.

Leia também: Rízia do “BBB 19” sofre represálias após soltar indireta na web

Depois de finalmente conquistar uma silhueta mais esguia, Fran voltou a publicar fotos em suas redes sociais
e, além disso, revelou que ainda quer perder mais seis quilos para chegar ao corpo ideal.

Veja Também  Organizadores do Oscar respondem a acusações de Roman Polanski

O antes de Francine Piaia, de top e shorts pretos
Reprodução/Instagram
Francine Piaia


Leia também: Vencedora do BBB 19, Paula é indiciada por preconceito religioso

“Foi muito difícil perder os três primeiros quilos, até pensei que a balança estivesse quebrada. Mas persisti e consegui eliminar oito. Estou muito feliz, até meu rosto e cintura estão mais finos. Antes, eu fugia das fotos nas redes sociais e agora fico feliz quando me olha no espelho”, revelou Francine Piaia
.

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana