conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil participa de ação social promovida pelo Tribunal de Justiça

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Coordenadoria de Polícia Comunitária da Polícia Judiciária Civil junto a Gerência de Polícia Comunitária da Secretaria de Segurança Pública (Sesp), participaram do evento “12º Ribeirinho Cidadão”. A ação social é promovida pela Justiça Comunitária do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, a qual é coordenada pelo juiz de direito José Antônio Bezerra Filho.

Cerca de 2 mil pessoas foram beneficiadas em dois dias de trabalho. O primeiro dia aconteceu na segunda-feira (04.02), em Santo Antônio do Leverger (34 km ao Sul). Na terça-feira (05.02), foram realizados serviços para comunidade da cidade de Barão de Melgaço (113 km ao Sul). A programação segue na próxima quarta-feira (13.02), no município de Poconé (104 km ao Sul).

No evento, foi destacada a importância das atividades realizadas em conjunto e parceria com a comunidade, visando fortalecer o vínculo entre os órgãos públicos, bem como a aproximação com o cidadão.

Vários serviços foram oferecidos ao publico em geral como, emissão de segunda via de certidão de nascimento, de casamento, de óbito, de hipossuficiência, de carteira de trabalho, disponibilizada confecção de CPF, ofertada realização de foto 3×4, plastificação de documentos, além de corte de cabelo, atendimento médico, atendimento de assistente social sobre a previdência social, entre outras orientações.

Durante as atividades, o “Bom Dog”, mascote do programa De Cara Limpa Contra as Drogas, desenvolvido pela PJC, esteve presente trazendo alegria para as crianças e pais que passavam pelo local. Na ocasião foram divulgadas as atividades e ações sociais promovidas pela instituição.

Veja Também  NOTA DE FALECIMENTO

Além da Polícia Civil participaram também do trabalho social, a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setas), Exército e Marinha do Brasil, Defesa Civil, Polícia Militar (Cavalaria, Ambiental, Rotan e Bope), Corpo de Bombeiro Militar, Centro Integrado de Operações Aérea (Ciopaer), Policia Rodoviária Federal (PRF), Gerência Estadual de Polícia Comunitária da SESP, Defensoria Pública, Ouvidoria do Tribunal de Justiça, INSS, Sesc, Galvan Escola de Cabeleireiros e Prefeitura Municipal de Cuiabá.

 

 

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Submetralhadora de facção criminosa é apreendida em Rondonópolis

Publicado

Assessoria | PJC-MT (atualizada às 15h27)

A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Rondonópolis (212 km ao Sul) de Rondonópolis (212 km ao Sul) apreendeu nesta terça-feira (19.02), uma submetralhadora 9mm, munições calibres 9mm e 40, e uma espingarda calibre 22. Ambas as armas estavam com supressor de ruído.

As armas e munições estavam na posse de pai e filhal (Nelson Martins e Ingrid Andrade Martins), que foram presos em flagrante por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e permitido. O pai seria o dono da espingarda e a filha estaria ocultando a submetralhadora, a pedido de terceiro. A arma foi encontrada enterrada no quintal da casa localizada na região da Vila Operária. 

A apreensão é resultado do cumprimento de dois mandados de busca e apreensão, ocorrido em dois locais distintos na cidade de Rondonópolis. No segundo endereço foram apreendidos R$ 4.730 e duas motocicletas.

O delegado Santiago Rozeno informou que as armas, possivelmente, pertencem a membros de facção criminosa. “Hoje cumprimos dois mandados de busca e apreensão dentro investigações que destinam a combater o crime de organização criminosa”, afirmou.

Veja Também  Curso em parceria com a França fortalecerá repressão ao tráfico e lavagem de dinheiro

A ação contou com a participação do Sistema Penitenciário, que efetuou buscas em celas da Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Videomonitoramento flagra ações criminosas e prende suspeitos

Publicado

Em Cuiabá e Várzea Grande, são 102 câmeras instaladas em pontos estratégicos das regiões central e periférica. Além de atos criminosos, também são registradas boas ações.

Hérica Teixeira | Assessoria/Sesp-MT 

Em janeiro de 2019, o sistema de videomonitoramento da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) captou 169 ocorrências nas principais vias de Cuiabá e Várzea Grande. Deste número, 60% foram flagrantes delitos de tentativa de roubo e furto, ameaça, direção perigosa e tráfico de drogas. Os dados são do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), que também registra boas ações. 

Uma das tentativas de furto frustrada aconteceu na tarde da última quinta-feira (14), na Travessa João Dias, esquina com a Rua 13 de Junho, no centro de Cuiabá. Mesmo com a movimentação da via pública, um homem segurando um capacete abria o baú das motos estacionadas e depois tentava ligar algumas motocicletas. Neste momento, o operador do Ciosp aproximou a imagem e solicitou apoio policial, que prendeu o homem. Veja o vídeo.

Durante toda a ação, o operador das câmeras de videomonitoramento e o policial que atendeu a ocorrência mantiveram diálogo via rádio até o encerramento da operação.

Em Cuiabá e Várzea Grande são 102 câmeras instaladas em pontos estratégicos da região central e na periferia. Atualmente, seis operadores e quatro supervisores se revezam em turnos – manhã, tarde e noite – no monitoramento das imagens. Cada operador monitora de 10 a 12 câmeras.

“Os operadores estão aptos para identificar atitudes suspeitas e realocar as imagens para flagrar delitos criminais. Quando este tipo de imagem é captada, o operador comunica o supervisor e imediatamente a força policial é acionada”, destacou o gerente técnico do Ciosp, sargento BM Leandro Alves.

Prevenção e repressão

O secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp, coronel PM Victor Paulo Fortes Pereira, disse que a meta da atual gestão é ampliar o videomonitoramento. Para o gestor, as câmeras auxiliam na prevenção e repressão.

 “Vamos buscar parceria para garantir a ampliação, pois é um método de trabalho que traz benefícios para a segurança pública. A atuação impede a prática do delito criminal e também reprime”, avaliou.

As câmeras auxiliam nas investigações policiais das Delegacias, Juizados e do Ministério Público. Um acidente flagrado no dia 16 de janeiro de 2019, na Avenida Isaac Póvoas, mostra o momento do choque entre dois veículos, conforme vídeo.

“As imagens são sempre importantes para esclarecer a dinâmica dos acidentes, estabelecer a velocidade dos veículos, eliminando assim, eventuais dúvidas relacionadas ao evento. Na investigação, as imagens auxiliam na identificação de veículos envolvidos, quando há fuga do local, possibilitando a responsabilização do condutor”, enfatizou o titular da Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran), Christian Cabral.

Diariamente, o Ciosp recebe cerca de cinco processos das instituições solicitando imagens para apuração de delitos criminais.

Boa ação

Cuidado e ajuda ao próximo também são imagens que fazem parte do dia a dia dos operadores do viodeomonitoramento.

Na quinta-feira (14), um veículo teve problemas mecânicos em uma das vias da Avenida Miguel Sutil. O carro ficou na rua, o que dificultava o livre tráfego na região. Ao perceber a situação, motoristas que passavam pelo local pararam e ajudaram o condutor a colocar o carro em local seguro. Veja o vídeo.

Outras boas ações também já foram flagradas pelas câmeras, a exemplo de doação de alimentos a moradores de ruas e ajuda a idosos.
 

Veja Também  Reunião com o Tribunal de Justiça discute soluções para desafogar pátios de delegacias

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana