conecte-se conosco


Nacional

Em 2018, governo de MG aprovou obras da Vale que colocavam Brumadinho em risco

Publicado


Bombeiros trabalham na busca por vítimas da tragédia de Brumadinho (MG); por enquanto, foram confirmadas 157 mortes
Divulgação/Corpo de Bombeiros MG
Bombeiros trabalham na busca por vítimas da tragédia de Brumadinho (MG); por enquanto, foram confirmadas 157 mortes

O governo de Minas Gerais aprovou, pouco menos de um mês antes da tragédia provocada pelo rompimento da barregam da Vale em Brumadinho, ações da mineradora em um projeto de expansão das minas do Córrego do Feijão, onde ocorreu o desastre. A obras autorizadas colocavam a região em risco. 

Leia também: Inhotim reabriu neste sábado e prometeu ajudar na recuperação de Brumadinho

De acordo com uma reportagem da Globo News
, transmitida na manhã deste domingo (10), em dezembro do ano passado, a Vale obteve autorização do governo mineiro para fazer explosões e usar equipamento pesado nas minas de Brumadinho
. As obras previstas, no entanto, contrariavam algumas das recomendações de segurança de um relatório de julho.

No documento, elaborado pela consultora Tüv Süd a pedido da própria Vale
, ficou atestada a estabilidade da estrutura, mas com ressalvas: a estabilidade do alteamento estava no limite de segurança das normas brasileiras.

Veja Também  Bombeiros mortos podem ter tido falta de oxigênio em resgate, diz especialista

Leia também: Polícia Militar de Minas Gerais detém seis pessoas por estelionato, roubo e atrapalharem buscas em Brumadinho

Por conta disso, o estudo recomendava à Vale que tomasse providências para aumentar a segurança e evitar a liquefação, uma das possíveis causas do rompimento da barragem
. O documento ainda recomendava que não fossem feitas explosões nas redondezas da mina e que não fossem usados equipamentos pesados na estrutura – justamente o que foi, em dezembro, aprovado pela Secretaria do Meio Ambiente (Semad) de Minas Gerais.

Embora a Vale não tenha revelado se tais obras haviam sido iniciadas, elas estavam permitidas pelo governo de Minas Gerais
, em dezembro, em detrimento de um laudo técnico assinado por uma consultora em julho. 

O rompimento da barragem de Brumadinho 
deixou, até agora, um total de 157 mortos e 182 desaparecidos
, passando a ser a maior tragédia humana já ocorrida no Brasil, com envolvimento de mineradoras. Atualmente, os bombeiros fazem buscas em cerca de 45 pontos da região atingida pela lama, com especial atenção para o ITM, os vestiários e o entorno do estacionamento, onde as equipes se concentram mais. 

Veja Também  PM abre investigação sobre disparo em refém após assalto a Viracopos

* Com informações da Agência Brasil.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook

Nacional

Reforma era feita sem escoramento, diz sobrevivente de desabamento em Fortaleza

Publicado

source
Fortaleza arrow-options
Bruno Lafaiete/Código 19/Agência O Globo
Problemas com a reforma do Edifício Andréa seguem aparecendo

O estudante de Arquitetura Davi Sampaio, de 22 anos, sobrevivente do desabamento do Edifício Andréa, em Fortaleza , afirmou neste domingo (20) ao programa Fantástico, da TV Globo, que, pouco antes de o prédio cair, ouviu “o barulho do quebra-quebra” da reforma dos pilares. Segundo ele, não havia reforço nas colunas para que o trabalho fosse executado.

Leia também: “Enfrentei o PT, não vou ter medo de moleques”, diz Joice sobre clã Bolsonaro

“Quando eu cheguei da faculdade à noite (na segunda-feira), eu percebi que alguns dos pilares estavam descascados, com as ferragens expostas. (…) Mandei pro meu grupo de WhatsApp dos meus amigos da Arquitetura: ‘Gente, tá acontecendo uma reforma no meu prédio, e o pessoal tá descascando toda a estrutura de concreto que envolve essas ferragens, mas eles não tão colocando nenhum tipo de apoio pras áreas de influência desses pilares.’ E todo mundo começou a responder: ‘Amigo, denuncie’.”

Veja Também  PM abre investigação sobre disparo em refém após assalto a Viracopos

Davi contou à TV Globo que, além da foto enviada aos pais, ainda conseguiu ligar para a polícia e fez vídeos agradecendo por estar vivo e demonstrando preocupação com seu gato de estimação.

Especialistas ouvidos pelo Fantástico apontaram que a falta de escoramento de pilares pode ter contribuído para o acidente. A Alpha Engenharia, responsável pela obra, disse em nota que “é precoce relatar algo concreto” e que uma perícia será feita.

Leia também: Bolsonaro chega nesta segunda-feira ao Japão para viagem por cinco países

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Pessoas saqueiam caminhão de carnes na Feira de Acari, no Rio de Janeiro; veja

Publicado

source
carreta saqueada arrow-options
Reprodução
População rouba carne de caminhão frigorífico na Feira de Acari


Moradores flagraram pessoas saqueando uma carreta frigorífica roubada na Feira de Acari, na Zona Norte do Rio, neste domingo. Nas imagens é possível ver o caminhão chegando no local com as portas do baú abertas, enquanto um grupo aproveita para levar grandes peças de carne da carga roubada.


Segundo a assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar, policiais militares do 9ºBPM (Rocha Miranda) foram acionados sobre a ocorrência de um caminhão de carga sendo descarregado nas proximidades da Praça de Coelho Neto, na Zona Norte da cidade do Rio. No local, o fato não foi constatado.

Leia também: Mesmo sem horário de verão, celulares adiantam relógios em uma hora

Porém, as equipes continuaram vasculhando e conseguiram recuperar o caminhão com parte dos produtos ainda no seu interior em um acesso à comunidade Para-Pedro. Até o momento, não houve prisões relacionadas ao fato. 

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Veja Também  ‘Vi a dor deles’, diz policial que assistiu tentativa de salvamento de bombeiros
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana