conecte-se conosco


Mulher

Como não sentir dor no sexo anal?

Publicado

Uma das principais dúvidas de quem quer se aventurar na penetração anal é: como não sentir dor no sexo anal
? Afinal, a prática é conhecida por ser desconfortável quando não se tem os macetes e técnicas para fazer a penetração da melhor forma.


Saber algumas dicas de como evitar a dor no sexo anal é fundamental para garantir uma relação sexual mais confortável
shutterstock
Saber algumas dicas de como evitar a dor no sexo anal é fundamental para garantir uma relação sexual mais confortável

No entanto, não é preciso ter medo. Adotando algumas dicas e fazendo com cuidado, é possível não sentir dor no sexo anal
e vivenciar um momento bastante prazeroso. 

Como evitar dor no sexo anal


Investir nas preliminares, apostar na lubrificação e começar aos poucos são o segredo para não sentir dor no sexo anal
shutterstock
Investir nas preliminares, apostar na lubrificação e começar aos poucos são o segredo para não sentir dor no sexo anal

Adotar novos hábitos na hora do sexo pode ser a chave para não sentir dor no sexo anal
. Veja o que sexólogas que já conversaram com o Delas
indicam para aproveitar ao máximo esse tipo de penetração:

  • Investir em preliminares

Quanto mais relaxada e excitada a mulher está, menos dor ela vai sentir durante o sexo. Por isso, é fundamental investir bem nas preliminares para que elas sejam intensas, deixando a mulher bastante envolvida sexualmente. A dica é investir em carícias nas zonas erógenas e em falas picantes antes do sexo de fato acontecer. Tudo isso vai instigar ainda mais o casal para o sexo anal.

Para garantir a excitação nesse momento, a mulher pode usar brinquedos eróticos. Em entrevista prévia ao Delas
, a fisioterapeuta pélvica e sexóloga Débora Pádua sugere usar um vibrador de clitóris. Para quem quer começar a estimulação anal, os brinquedos também são interessantes. No entanto, a profissional explica que é preciso ter acessórios separados para a região anal e para a vulva, para não haver risco de contaminação.

  • Apostar em lubrificação

Diferente da vagina, o ânus não tem uma lubrificação natural. Por conta disso, o uso do lubrificante é fundamental para amenizar o atrito e para que a penetração anal
não machuque a mulher. Existe uma série de  lubrificantes
pensados especialmente para a prática.

Veja Também  Dicas de beleza de SabrinaSato, Maísa e outras famosas e como adotá-las agora

O lubrificante excitante anal, por exemplo, é feito a base de óleo e tem a textura de um silicone. Além de facilitar a penetração, ele é beijável. Também existem os sensibilizantes anais que servem para amenizar a dor do começo da prática da penetração anal.

No entanto, é preciso ter cuidado em relação ao lubrificante escolhido. Por medo da dor, algumas pessoas optam por pomadas anestésicas, muitas vezes até vendidas em sex shop, porém, elas não são indicadas. “Com o anestésico, a mulher não vai sentir nada. Se existia a possibilidade de ela ter prazer, isso foi eliminado”, explica Débora Pádua. E, por não sentir dor, a mulher pode deixar que o homem vá mais fundo ou mais rápido do que ela aguenta, o que pode a machucar.

  • Começar aos poucos

Começar aos poucos é a dica de ouro para não sentir dor no sexo anal. De acordo com a sexóloga Carla Cecarello em entrevista prévia ao Delas
, é interessante fazer a estimulação com o dedo antes da penetração. Carla Cecarello explica que, quando se encosta no ânus, ele se contrai, e muitas vezes os casais fazem a penetração quando a região está contraída, algo que não pode acontecer, já que causa dor.

“Tem de permanecer encostadinho no ânus. Ele vai contrair, aí espera relaxar, para que depois possa ser feita a penetração. Também não se inicia a prática anal logo pelo pênis, mas com o dedo primeiro. Então encosta no ânus, espera contrair, na hora que relaxa introduz o dedo e assim vai, com um dedo, depois dois dedos, até conseguir a penetração com o pênis”, fala.

Veja Também  Medalhista olímpico dá dicas para quem quer começar a correr em provasde rua

Na hora de começar com a penetração do pênis, a sexóloga orienta a ir com calma e aos poucos. “Entrou só metade do pênis? Faz o vai e vem com a metade e aos poucos vá relaxando e perdendo o medo”, orienta.

A melhor posição sexual para o sexo anal


Saber qual a posição sexual mais adequada para a penetração anal é um dos segredos para não sentir dor no sexo anal
shutterstock
Saber qual a posição sexual mais adequada para a penetração anal é um dos segredos para não sentir dor no sexo anal

Quando você pensa em sexo anal, qual a primeira posição sexual que vem à sua mente? Provavelmente o clássico “de quatro”
, onde a mulher fica ajoelhada de quatro e o homem a penetra por trás. Porém, ao contrário do que muita gente imagina, essa não é a posição mais indicada para praticar o sexo anal. Carla Cecarello explica que a penetração anal é muito direta nessa posição e o indicado é uma posição em que a mulher tenha o mínimo de controle dos movimentos. 


A posição sexual
iG Arte
A posição sexual “de ladinho” ou de “conchinha” é mais indicada para os iniciantes não sentirem dor no sexo anal

De acordo com ela, a posição de conchinha é o ideal para os iniciantes. “Ao mesmo tempo em que a mulher é penetrada, ela mesma e/ou o parceiro podem estimular o clitóris para gerar prazer, e o contato corpo a corpo também é muito importante”, recomenda. 


A posição sexual
Renato Munhoz (Arte iG)
A posição sexual “de quatro” pode causar dor no sexo anal para quem não está acostumada com a prática

Já a posição de quatro, só é indicada para os casais que sabem mesmo como fazer sexo anal e estão acostumados com esse tipo de estímulo. Como a abertura fica maior para a entrada do pênis, a penetração é mais profunda e intensa, o que pode ser desconfortável quando ainda não se é habituada com o estimulo.

As dicas não funcionaram, e agora?


Se a dor no sexo anal continuou mesmo após todas as dicas, talvez seja hora de apostar em novas posições e práticas sexuais
shutterstock
Se a dor no sexo anal continuou mesmo após todas as dicas, talvez seja hora de apostar em novas posições e práticas sexuais

Pode ser que mesmo com todas essas dicas a dor no sexo anal ainda seja uma realidade. De acordo com a sexóloga, esse é um indicio de que a mulher ainda não está relaxada o suficiente para receber o pênis. “Por esse motivo vai doer bastante, porque ela está com a musculatura anal totalmente contraída, então tem de parar”, orienta.

A dica é não insistir em uma prática que não seja confortável. Mas não se preocupe ou ache que tem algo de errado com você por sentir dor no sexo anal
ou se sentir desconfortável com a prática. Existem inúmeras posições e formas de fazer sexo que podem ser tão prazerosas quanto o sexo anal.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook

Mulher

“Buttery skin” é nova tendência de maquiagem para pele perfeita

Publicado

Há uma nova tendência de maquiagem esperando para ser testada! Já sabemos que deixar a  pele com um “ar” natural
é a ideia do momento, mas as formas de fazer isso podem variar — e é exatamente sobre isso que essa alternativa, chamada “buttery skin”, se trata.


A 'buttery skin' é a nova tendência de maquiagem que foca na preparação da pele usando um produto simples: hidratante
Reprodução/Instagram/isabelle.de.vries/
A ‘buttery skin’ é a nova tendência de maquiagem que foca na preparação da pele usando um produto simples: hidratante

O foco dessa tendência de maquiagem
é, basicamente, apostar em uma boa forma de preparar a pele. Ainda assim, isso não significa que é preciso abandonar completamente o iluminador, já que ele ainda será usado para dar aquele “glow” na hora de fazer o acabamento, mas talvez você vá deixá-lo um pouco de lado. Afinal, a “buttery skin” dá um brilho natural. 

A tendência viralizou no Instagram da maquiadora norte-americana Isabelle de Vries e o objetivo é realmente deixar a pele com um visual “amanteigado” (a palavra “butter”, em ingês, significa manteiga). O ”  buttery skin
” usa hidratante para preparar a pele de deixá-la mais bonita antes de receber a maquiagem.

Veja Também  Noiva ameaça cortar melhor amiga de casamento se ela não emagrecer

Segundo a profissional, o ideal é combinar a técnica com um contorno leve. 

1. Use hidratante
na pele e deixe por alguns minutos. Esse tempo é necessário para que a pele absorva o produto e fique hidratada antes de receber os demais cosméticos; 

2. Para criar o efeito “buttery” é só aplicar a base que você utiliza normalmente com os dedos — o fato deles serem quentes é o que vai “selar” o maquiagem na pele. Nesse caso, menos é mais, então não exagere na quantidade e use apenas para cobrir a pele de leve; 

3. Finalize aplicando corretivo com um pincel de sombra, que vai deixar a pele iluminada. 

Outra técnica de maquiagem com hidratante faz sucesso


A 'baking makeup'é uma tendência de maquiagem que já estava em alta antes da técnica 'buttery' viralizar nas redes
Reprodução/Youtube/Heidi Hamoud
A ‘baking makeup’é uma tendência de maquiagem que já estava em alta antes da técnica ‘buttery’ viralizar nas redes

Mesmo antes do “buttery” viralizar nas redes sociais, a técnica de “baking makeup” já fazia sucesso. O foco dessa alternativa também é preparar bem a pele para receber a maquiagem e ainda ajuda a evitar  “rugas” de corretivo
na área abaixo dos olhos. 

Veja Também  Noiva não quer que irmã seja sua madrinha por estar “visivelmente grávida”

Se quer investir nisso, é só usar hidratante para área dos olhos antes de passar qualquer cosmético. Em seguida, passe uma camada de corretivo e misture os dois com a ajuda de uma esponja úmida. Por último, aplique uma quantidade visível de pó translúcido
com um pincel de sombra para dar acabamento — mas calma, o resultado não é esse.

O objetivo desse último passo é deixar os produtos “assando” na pele e retirar o excesso de pó depois desse de 5 a 10 minutos. A tendência de maquiagem
 “baking” é bastante popular entre celebridades, como Kim Kardashian, mas será que a “buttery” vai seguir esse caminho?

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

3 feitos de Karl Lagerfeld que mudaram a indústria da moda

Publicado

O estilista alemão Karl Lagerfeld morreu nesta terça-feira (19) aos 85 anos de idade, em Paris, na França. Um dos maiores ícones da moda, ele ficou conhecido pelo trabalho como diretor criativo da francesa Chanel, marca de grande nome na indústria fashion. 


O estilista Karl Lagerfeld, diretor criativo das marcas Chanel e Fendi, morre aos 85 anos de idade em Paris, na França
Reprodução/Instagram/karllagerfeld
O estilista Karl Lagerfeld, diretor criativo das marcas Chanel e Fendi, morre aos 85 anos de idade em Paris, na França


Karl Lagerfeld
começou seu trabalho na casa de moda francesa Chloé, onde atuou de 1963 à 1978. Em 1965, passou a assinar as coleções da marca italiana Fendi, antes de ser nomeado diretor artístico da Chanel anos depois, em 1983, pelo conjunto de suas coleções de alta costura, prêt-à-porter e acessórios. Em 1984, criou a marca que leva seu nome. Além disso, ele participou de projetos paralelos ligados à fotografia, cinema e design de interiores. 

O trabalho do estilista deixou um legado e revolucionou não só as marcas que comandava, mas o mundo da moda como um todo; confira alguns de seus feitos abaixo:

1. O trabalho de Karl Lagerfeld foi revoluncionário para a Chanel


O trabalho de Karl Lagerfeld revolucionou a marca francesa Chanel, levando modernismo às peças sem tirar a essência
Reprodução/Instagram/chanelofficial
O trabalho de Karl Lagerfeld revolucionou a marca francesa Chanel, levando modernismo às peças sem tirar a essência

Fundada em 1910 por Gabrielle “Coco” Chanel, a Chanel
é uma das mais conhecidas do mundo quando o assunto é alta costura. Porém, quando Karl assumiu o cargo de diretor criativo, a marca estava à beira da falência.

Com o objetivo de perpetuar o estilo lançado pela fundadora, ele lançou uma linha que resgatava as influências do trabalho de Coco Chanel nas décadas de 20 e 30 que chamou atenção do público e da crítica. Além disso, também renovou o estilo das clássicas bolsas da grife francesa, que se tornaram grandes sonhos de consumo das apaixonadas por moda. 

Veja Também  Noiva ameaça cortar melhor amiga de casamento se ela não emagrecer

Em publicação no Instagram, a Chanel descreveu o estilista como “um indivíduo extraodinariamente criativo”, que “reinventou os códigos da marca criados por Gabrielle Chanel”, como os  famosos terninhos
e jaquetas, vestidos pretos, tweeds, sapatos de dois tons, bolsas e jóias. Além de ter explorado “muitos horizontes artíticos”, já que participava de todos os processos de criação, desde o desenho até as campnhas. 

O legado de Karl à marca francesa significou que, ao mesmo tempo em que levou os conceitos de modernidade e renovação para as criações, conseguiu manter as características clássicas e a essência idealizada por Coco Chanel. 

2. Karl Lagerfeld é um dos responsáveis por tornar Paris a capital da moda


O estilista Karl Lagerfeld foi um dos responsáveis por tornar a cidade de Paris conhecida como 'a capital da moda'
Reprodução/Instagram/chanelofficial
O estilista Karl Lagerfeld foi um dos responsáveis por tornar a cidade de Paris conhecida como ‘a capital da moda’

Paris é a capital da moda e Karl é um dos responsáveis por levar esse legado ao resto do mundo. Até 1850, o conceito de estilista não existia e quem fazia as roupas eram costureiros anônidos. Depois que Charles Frederick Worth, considerado o pai da alta costura, passou a assinar suas criações, outros estilistas começaram a fazer o mesmo. 

Veja Também  Jovem ganha festa de despedida para seus peitos antes de fazer mastectomia

Assim, eles passaram a ditar o que estava em alta e, literalmente, ditar moda. Ao mesmo tempo, Paris era um centro cultural que influenciava o mundo inteiro e quando as semanas de moda passaram a ser o foco para divulgar a alta costura, a ” Paris Fashion Week
” se tornou destaque. 

Sobre a morte do estilista, Bernard Arnault, presidente do grupo LVMH, holding francesa responsável pela Fendi, disse em nota que a “moda e cultura perdem uma grande inspiração”, já que Karl “ajudou a fazer de Paris a capital da moda do mundo”.

3. O estilo de Karl Lagerfeld o fez ser reconhecido como designer de moda


Karl Lagerfeld tinha um visual registrado e sempre chamava atenção por onde passada por causa dos óculos escuros
Reprodução/Instagram/karllagerfeld
Karl Lagerfeld tinha um visual registrado e sempre chamava atenção por onde passada por causa dos óculos escuros

O estilista tinha um visual registrado
: trajes escuros, sempre de luvas, os óculos de sol e o rabo de cavalo baixo. E esse foi um dos fatores que o deixou mais conhecido entre os estilistas das grandes marcas e o tornou um dos grandes nomes da moda, inclusive para além de seu trabalho.

Instantaneamente reconhecível em qualquer lugar que passasse, a forma de se vestir e de se portar de  Karl Lagerfeld
 o tornou um dos profissionais que levou as marcas a serem mais reconhecidas por seus designers. Como ele mesmo se descrevia, era uma “caricatura de si mesmo” e o legado que deixou será lembrado. 

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana