conecte-se conosco


Agricultura

Governo publica lista de produtos com bônus em fevereiro

Publicado

A Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura divulgou nesta sexta-feira (8) a lista de produtos contemplados em fevereiro pelo Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF). Os cultivos tiveram queda no preço de mercado e o mecanismo visa aplicar descontos no momento de amortização do crédito obtido junto ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). O desconto concedido é correspondente à diferença entre o preço de mercado e o de garantia.

Ao todo, entraram na lista 18 produtos, sendo açaí, alho nobre, arroz em casca natural, babaçu (amêndoa), banana, borracha natural cultivada, cacau (amêndoa), cana-de-açúcar, castanha de caju, feijão caupi, leite, manga, maracujá, mel, raiz de mandioca, sorgo, tomate, trigo. Além desses, há uma cesta que se destina a operações de investimento que não possuem um produto principal ou que não estejam incluídos na lista. Nesses casos, os descontos são calculados por meio de uma média ponderada do feijão, leite, mandioca e milho.

Os estados que integram a lista deste mês são: Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Veja Também  Ministério promove oficinas para elaboração de projetos prioritários e estratégicos

Os bônus para algumas culturas chegam a 69,59%, como é o caso do feijão caupi para os agricultores do Tocantins.

O produto, que tem Preço de Garantia de R$ 147,49, a saca de 60 kg, teve o preço de mercado no último mês registrado em R$ 45, a saca de 60 kg, o que representa queda de mais de 69%. Os descontos de todos os cultivos são calculados mensalmente pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e divulgados pela Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento.

A tabela com os produtos que têm o desconto é publicada mensalmente no Diário Oficial da União (DOU) e o bônus, então, é aplicado pelo banco que operou o Pronaf no saldo devedor do financiamento para os produtos da lista, garantindo que os agricultores familiares tenham assegurado, no mínimo, o custo de produção para garantir o pagamento.

 

Mais informações à imprensa:Coordenação-geral de Comunicação Social
Inez De Podestà
[email protected]

Fonte: MAPA GOV
Comentários Facebook

Agricultura

Ministério promove oficinas para elaboração de projetos prioritários e estratégicos

Publicado

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento está promovendo oficinas de modelagem e detalhamento dos Projetos Estratégicos Corporativos (PECs) definidos pela atual gestão. São 30 projetos, dos quais 18 são considerados prioritários, entre eles o AgroNordeste, cujo plano foi publicado nesta segunda-feira (19) e será lançado em breve.

As oficinas de modelagem e a elaboração dos documentos são organizadas pela Assessoria de Gestão Estratégica do Mapa para definir o objetivo, justificativa, previsão de orçamento e planos de execução de cada programa, com intuito de garantir mais agilidade, uniformidade e aumentar o alcance dos resultados pretendidos.

Um portfólio com o resumo dos 18 projetos prioritários do Ministério deve ser lançado nas próximas semanas. Entre os projetos prioritários estão o de Regularização Fundiária, Conservação de Recursos Naturais e Desenvolvimento Rural em Microbacias Hidrográficas, Autocontrole, Inovação e Agregação de Valor ao Médio Produtor Rural e Fortalecimento da Agricultura Familiar na Amazônia Legal.

As primeiras oficinas foram iniciadas em junho e as últimas devem ser finalizadas em 30 de setembro. As turmas são formadas por representantes de todas as secretarias do Mapa e de unidades como Embrapa e Conab. Cada turma passa por quatro oficinas, que são ministradas por consultores especializados em gestão de projetos.

Os participantes são treinados para elaborar o projeto desde a etapa de proposição, planejamento até seu encerramento. Nas duas primeiras oficinas, são feitos os termos de abertura de cada projeto e os planos de gerenciamento. Nas duas últimas, os servidores são capacitados para o monitoramento da execução dos programas.

Veja Também  Ministério prepara maior feira da agricultura familiar já realizada na Expointer

O coordenador-geral da Assessoria de Gestão Estratégica do Mapa, Paulo Fresneda, destaca que as oficinas representam uma maneira participativa, coletiva e organizada para construção dos projetos e que diminuem os riscos de falha na execução.

“O que eles estão fazendo nessas oficinas é como se fosse a planta de uma construção. É chamar o arquiteto e o engenheiro para fazer um projeto de execução da obra. Assim, você alcança o objetivo final com menor custo, menos tempo e talvez menos retrabalho, porque você pode errar por ter feito algo que não deveria ter sido feito”, explicou.

O Ministério adquiriu recentemente um software de apoio que permitirá, pela primeira vez, a disponibilização das informações sobre execução dos projetos para os gestores ao longo do desenvolvimento das ações planejadas. “É a profissionalização da gestão dos projetos do Ministério”, completou Fresneda.

Mais informações à imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
[email protected]

Fonte: MAPA GOV
Comentários Facebook
Continue lendo

Agricultura

Funcafé libera contratos de R$ 2,3 bi com bancos para atual safra

Publicado

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento firmou contrato com 11 agentes financeiros para operar com os recursos do Funcafé (Fundo de Defesa da Economia Cafeeira) da safra 2019/2020, totalizando uma disponibilidade imediata de R$ 2,33 bilhões para os cafeicultores.

O valor foi repassado para as linhas de credito de custeio, comercialização, aquisição de café e capital de giro para as indústrias de solúvel, torrefadores e cooperativas, além de recuperação de cafezais danificados, para atender os produtores que tiveram as lavouras prejudicadas pela recente geada.

Ao todo são 35 agentes financeiros que irão operar orçamento de R$ 5,071 bilhões para atual safra.

Segue abaixo o quadro com a relação dos agentes financeiros, linhas de crédito e recursos contratados:

tabelafuncafe.png

Os produtores interessados poderão procurar seus bancos ou cooperativas de crédito para fazerem as propostas de financiamento.

Mais informações à Imprensa:Coordenação-geral de Comunicação Social
Inez De Podestà
[email protected]

Fonte: MAPA GOV
Comentários Facebook
Veja Também  Ministério da Agricultura publica Plano de Ação para o Nordeste
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana