conecte-se conosco


Tecnologia

Como fazer figurinhas do WhatsApp no Android e no iPhone

Publicado


Aprenda a fazer e usar as figurinhas do WhatsApp
Divulgação/WhatsApp
Aprenda a fazer e usar as figurinhas do WhatsApp

As figurinhas do WhatsApp, ferramenta lançada pelo principal aplicativo de mensagens do mundo em novembro do ano passado, certamente já chegaram até você em algum momento. Mas como fazer as suas próprias e compartilhar com os contatos, nos grupos e no privado?

Leia também: Jovem pesa PlayStation como se fosse fruta e é preso após pagar R$ 37 no console

Uma forma de tornar mais visual e divertida a conversa, as figurinhas do WhatsApp
não são exatamente pioneiras nos aplicativos de troca de mensagens. A ferramenta foi o diferencial do Telegram por muito tempo, além de ter sido incorporada ao Facebook Messenger antes do lançamento pelo WhatsApp, que também pertence a Mark Zuckerberg.

Como criar as figurinhas do WhatsApp


As figurinhas do WhatsApp podem deixar suas conversas mais divertidas e visuais
Reprodução
As figurinhas do WhatsApp podem deixar suas conversas mais divertidas e visuais

Para criar figurinhas no WhatsApp
, é possível baixar imagens da internet ou utilizar fotos da própria memória do celular. Caso queira figurinhas com visual atraente, é necessário fazer algumas modificações para ela fique com o fundo transparente, se diferenciando de uma “foto pequena”, que são as figurinhas com o fundo.

O diferencial é, em muitos casos, a transparência do fundo da imagem. Para remover o fundo das fotos, será preciso baixar um aplicativo voltado para este fim. Tanto para Android quanto para usuários de iPhone, com sistema operacional iOS, há uma série de aplicativos gratuitos.

Veja Também  Google e Apple barram downloads do aplicativo TikTok, ex-Musical.ly, na Índia

Entre os apps testados, o “MagicEraser” funciona bem para o iPhone e o “Background Eraser” é o preferido para Android. Basta instalar o app, autorizar o acesso à mídia do dispositivo, selecionar a imagem que será alterada, usar a ferramenta “crop” ou “cortar imagem” para reduzir a área da foto para algo próximo do desejado para a figurinha e, por fim, apagar a área desejada, aumentando ou reduzindo o zoom de acordo com a área desejada. O ideal para grandes espaços a serem apagados é aumentá-lo, acelerando o processo.

Leia também: “Bolsokid”: quarto filho de Bolsonaro tem canal no Youtube e transmite jogos

Depois de editar a foto como desejar, removendo o fundo, chega o momento da conversão ao WhatsApp
propriamente. Para isso, será usado outro aplicativo. No caso do iPhone, o recomendado é o “WStickers”, enquanto para Android o app “Stickers” cumpre o que promete. Ambos são gratuitos. Para finalizar, basta selecionar a quantidade mínima de três fotos e máxima de 15 (já com o fundo recortado, caso deseje) e incorporá-las ao aplicativo de mensagens.

Em resumo, o passo a passo para criar a figurinha

  1. Baixar os aplicativos 
    para apagar fundo e para converter a imagem em figurinha diretamente no WhatsApp – no Android, “Background Eraser” e “Stickers” e, no iPhone, “MagicEraser” e “WStickers”;
  2. Abrir o aplicativo para cortar fundo da imagem – no Android “Background Eraser” e no iOS “MagicEraser”;
  3. Permitir o acesso à sua biblioteca de fotos;
  4. Cortar a imagem para um tamanho mais próximo do ideal para sua figurinha, com a ferramenta “Crop”;
  5. Apagar o fundo, aumentando ou reduzindo o zoom de acordo com o tamanho desejado;
  6. Abrir o aplicativo para converter a imagem em figurinha – no Android, “Stickers” e, no iPhone, “WStickers”;
  7. Abrir a função “New Pack”;
  8. Selecionar entre três e 15 fotos da biblioteca do celular; e
  9. Salvar e apertar o sinal de “+” para então incorporar ao aplicativo de mensagens.
Veja Também  11 recursos do WhatsApp que você precisa começar a usar o quanto antes

Ícone destacado em vermelho reunirá as figurinhas do WhatsApp
Reprodução
Ícone destacado em vermelho reunirá as figurinhas do WhatsApp

Seguindo esses passos simples, sua figurinha
estará recortada (caso queira) e convertida. Pronta para uso. Se preferir algo mais direto, é possível pular os passos da edição da imagem, incorporando a foto diretamente às figurinhas, com o fundo da foto. Depois de concluída a conversão, como usar a ferramenta?

Leia também: Seu Instagram ficou em inglês? Aprenda a trocar o idioma do aplicativo

Depois de convertidas ao app, as figurinhas do WhatsApp
ficam no ícone “Emoticon”. Para enviar, é só entrar em uma conversa tocar no ícone e, ao encontrar as figurinhas, selecionar a sua desejada. Basta tocar para enviar. Para guardar uma figurinha enviada por outra pessoa à sua coleção, basta “marcar com estrela” a mensagem.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook

Tecnologia

Xiaomi vale a pena? Veja prós e contras dos smartphones da marca chinesa

Publicado

Se você não conhece alguém que tem um celular da Xiaomi, já deve ter pelo menos ouvido falar da marca chinesa. Com smartphones a partir de R$800 , ela está chamando muito a atenção dos consumidores que buscam mais qualidade e um preço baixo. Mas será mesmo que, ao comparar com outras marcas, investir em um Xiaomi vale a pena? 


celulares Xiaomi modelo Redmi 5
Divulgação/Xiaomi
Muita gente questiona se Xiaomi vale a pena por causa de seu custo-benefício. Na foto, o smartphone Xiaomi Redmi 5


A questão sobre se o Xiaomi vale a pena
ou não ganhou destaque pela primeira vez em 2015, quando marca chinesa chegou ao Brasil
  , mas acabou saindo do país dois anos depois. Até o início de 2019 os celulares só podiam ser encontrados em sites asiáticos de distribuição internacional, como o Aliexpress, lojas importadoras ou com sistema marketplace.

Depois de fechar parceria com a empresa brasileira de produtos eletrônicos DL, a marca voltou a distruibuir os smartphones
por aqui e ficou mais fácil encontrar os produtos em lojas físicas e grandes redes de venda pela internet. 

Através de nota divulgada pela assessoria de imprensa, a DL afirmou que os brasileiros “não têm à disposição aparelhos com configuração avançada a preço acessível” e é exatamente o público em busca dessas funcionalidades que eles estão tentando — e conseguindo — alcançar. 

Leia também: Celular que vira um carregador sem fio? Sim! Saiba como compartilhar a bateria

Veja Também  Lançamento: Lenovo Z6 Pro terá quatro câmeras traseiras

Mas, afinal, comprar um Xiaomi vale a pena? 


celular Xiaomi modelo Redmi Note 7 Pro
Divulgação/Xiaomi
Especialista afirma que Xiaomi vale a pena, mas é difícil encontrar assistência técnica. Na foto, o Xiaomi Redmi Note 7 Pro

Ao iG Tecnologia
, Guylherme Ribeiro, fundador da Suporte Smart, rede de franquias de assistência técnica para celulares, afirma que a gigante chinesa foca na tecnologia de ponta e nos preços extremamente competitivos. “A  Xiaomi
consegue trazer o que há de melhor em tecnologia e design, mas cobrando um valor muito abaixo de seus concorrentes”, ressalta. 

“Esse valor acaba sendo diferente de outras grandes fabricantes porque a Xiaomi não investe em publicidade e distribuição. Por causa disso, a marca não sofre nenhum tipo de pressão por parte de tabelas de distribuidores e consegue aplicar o valor que ela mesmo determina para a venda dos aparelhos ao redor do mundo”, explica. 

E é por isso que, segundo ele, o custo-benefício vale a pena se você compra em uma loja diretamente no Brasil, já que no caso da importação as taxas deixariam o produto mais caro. “Uma vez que você terá a garantia oferecida pelo revendedor no país, juntamente com nota fiscal e possível suporte em relação a manutenção, comprar aqui é a melhor saída.” 

O maior “contra” é que como a chegada em território nacional ainda é muito recente, ainda não há uma assitência técnica autorizada por aqui. Por isso, quem comprar um celular Xiaomi vai ter que procurar empresas que tenham profissionais especializados no reparo desses aparelhos e, também, possuam peças para reposição em estoque.  

Veja Também  11 recursos do WhatsApp que você precisa começar a usar o quanto antes

Leia também: Qual é a melhor maneira de economizar a bateria do celular? Vote na enquete

Escolhendo o Xiaomi certo para você


Xiaomi modelo Mi8
Divulgação/Xiaomi
Independente da opinião sobre se Xiaomi vale a pena ou não, é fato que a empresa está crescendo. Na foto, o Xiaomi Mi8

Se você se interessou pela marca, mas ficou em dúvida entre os 20 modelos já lançados pela Xiaomi, Guylherme faz as recomendações. “Lançado no ano passado, Mi8 sem dúvidas é o ‘queridinho da vez’, mas o PocoFone também é ótimo quando o assunto é velocidade.”

Ambos possuem processador Snapdragon 845, que passou a ser usado em smartphones com Android e computadores Windows 10 no ano passado, e um sistema de refrigeração liquida. “Esse recurso que facilita a troca de calor do aparelho com o ar em temperatura ambiente, evitando problemas por superaquecimento”, detalha o profissional. 

No site da marca, os peços dos modelos mencionados variam entre R$2.800 até R$4.300, o que vai depender do modelo, quantidade de memória interna e processador. Existem também os modelos “econômicos”, como o Redmi 6, Redmi S2 e Redmi 5, por exemplo, que estão na faixa de R$800, R$1880 e R$1900, respectivamente. 

Porém, celulares não são o único produto para perguntar se investir na  Xiaomi vale a pena
 . “A empresa vêm investindo em produtos de diferentes nichos, desde smartphones, smartwatches, notebooks, acessórios, até televisores, patinetes elétricos e carros”, comenta o profissional. Independente da opinião, é fato que a marca está crescendo entre as grandes do mercado. 

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Lançamento: Lenovo Z6 Pro terá quatro câmeras traseiras

Publicado

O Lenovo Z6 Pro, próximo smartphone da marca, será lançado no dia 23 de abril em um evento na China. Enquanto o lançamento não chega, a marca está liberando algumas informações sobre o aparelho antes de acontecer a sua apresentação oficial.

Leia também: Duas, três ou quatro? Quantas câmeras de celular são realmente necessárias?


Lenovo Z6 Pro
Divulgação/Lenovo
Lenovo Z6 Pro será lançado no dia 23 de abril e terá quatro câmeras traseiras que conseguirão capturar imagens de 100 MP

A principal novidade do Lenovo Z6 Pro
é o sistema de quatro câmeras traseiras, com uma delas com um sensor de 48 MP (megapixel). Ainda não foram reveladas as funções de cada uma, mas a companhia afirmou que o aparelho vai conseguir capturar imagens de 100 MP.

Essa novidade deve fazer do Z6 Pro o primeiro smartphone do mundo a conseguir fazer fotos nessa qualidade. Uma das imagens divulgadas do aparelho também indica a presença de inteligência artificial para fazer as fotos, além de um modo chamado “Hyper Video”.

Leia também: Multilaser lança celular com “tela infinita” e foco na qualidade das selfies

Veja Também  Empresas se reinventam para acompanhar a evolução da internet

Mais novidades do Lenovo Z6 Pro


Lenovo Z6 Pro
Divulgação/Lenovo
Lenovo Z6 Pro terá tecnologia de reconhecimento facial

Outra novidade do modelo é que a tela deve tomar carca de 90% da frente do dispositivo. Além disso, o aparelho deve apresentar um sensor de digitais integrado na tela, uma inovação que é tendência no mercado. Mais uma tecnologia que pode aparecer no Z6 Pro é o sistema de reconhecimento facial.

Leia também: Qual a melhor maneira de economizar a bateria do celular?

O lançamento oficial acontecerá no dia 23 de abril e o smartphone estará disponível para compra na China. Ainda não foi confirmado quando o Lenovo Z6 Pro
chegará a outros mercados. Acredita-se que mais detalhes serão divulgados no dia do lançamento.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana