conecte-se conosco


Curiosidades

Polícia holandesa encontra R$ 1,5 milhão dentro de máquina de lavar

Publicado


Suspeito é preso por 'lavagem de dinheiro' diferente na Holanda
Divulgação/ Polícia da Holanda
Suspeito é preso por ‘lavagem de dinheiro’ diferente na Holanda

A polícia holandesa prendeu, na última segunda-feira (19), um suspeito de lavagem de dinheiro que levou o sentido da palavra para o lado mais literal possível. Durante uma operação à procura de moradores não registrados, foi encontrado cerca de 350 mil euros (R$ 1,5 milhão) em notas dentro de uma máquina de lavar em uma estranha casa no oeste de Amsterdã, capital do país.

Leia também: Cabral vira réu pela 26ª vez acusado por lavar dinheiro através de restaurantes

 Segundo a rede norte-americana CNN
, o homem de 24 anos – não nomeado pela polícia – que estava presente no momento da incursão dos policiais, foi detido por suspeita de lavagem de dinheiro
. A polícia também confiscou diversos celulares, uma arma de fogo e uma máquina de contagem de notas.

 “A administração municipal havia informado que ninguém morava no endereço”, disse a polícia à rede CNN
em um comunicado. “Mas quando fizemos a busca na casa, encontramos 350 mil [euros] escondidos na máquina de lavar
“.

Leia também: Padre encontra R$ 160 mil em confessionário após confundir dinheiro com bomba

 Em comunicado, a polícia holandesa
explicou que a operação fazia parte de uma investigação de fraude mobiliária, lavagem de dinheiro e outros crimes. Os agentes também divulgaram uma foto em que é possível ver a máquina de lavar lotada de diversas notas vivas de 20 e 50 euros.

Esconderijos peculiares de dinheiro 


Doação em dinheiro foram deixadas dentro de bonecas em brechó nos EUA
Reprodução/American Cancer Society
Doação em dinheiro foram deixadas dentro de bonecas em brechó nos EUA


Apesar de curioso, esse não foi o primeiro caso em que notas de dinheiro foram encontradas em lugares diferentes. Em junho deste ano, os funcionários do brechó da Sociedade Americana Contra o Câncer receberam, por engano, uma ‘doação’ de R$136 mil encontrada dentro de uma caixa de boneca.

 O caso aconteceu em Santa Mônica, na Califórnia, quando Ray Rhinehart, após a morte de sua mãe, doou toda a coleção de bonecas dela para o brechó. A equipe da loja, acostumada a receber todos os dias doações de roupas, brinquedos e diversos outros artigos, foi surpreendida com a ‘doação’, já que as contribuições em dinheiro são recolhidas por outro departamento a instituição.

 Deduzindo ser um engano, os funcionários se esforçaram para encontrar o dono da coleção que, da mesma forma, também foi surpreendido pelo alto valor encontrado e por ter doado muito mais do que seus objetos usados. Sabendo da notícia, Rhinehart logo voltou para a loja para receber o dinheiro
de volta.

Fonte: IG Curiosidades
Comentários Facebook

Curiosidades

Criança de 4 anos é multada por andar de patins em praça de Veneza

Publicado


Criança de 4 anos é multada, em Veneza, por andar de patins
Reprodução/ Ansa
Criança de 4 anos é multada, em Veneza, por andar de patins

Uma criança de 4 anos foi multada enquanto andava de patinete em volta da praça Piazzetta dei Leoncini, nessa segunda-feira (19), em Veneza, na Itália. Por ser menor de idade, a multa – um total de 66,80 euros – foi atribuída ao pai do menino e, após ser compartilhada nas redes sociais, recebeu diversos comentários sobre a atuação do policial. “Vergonha”, “loucura” e “tristeza” foram algumas das manifestações dos internautas.

Leia também: Trezentas moedas de ouro da época do Império Romano são encontradas na Itália

Diversos comentários saíram em defesa da criança e criticaram a multa
aplicada, dizendo que ela estava “somente brincando” e que impedir que crianças brinquem nas ruas é o primeiro passo para tornar Veneza uma “cidade fantasma”.

Na sanção foi registrada que “a pessoa consentia ao filho menor de idade utilizar um acelerador de velocidade (patinete) na proximidade da Piazzeta dei Leoncini”. Ameaçando chamar um advogado, o pai do menino se dirigiu à sede policial para protestar contra a aplicação da multa, medida que achava exagerada e absurda.

“Piazza San Marco não deve virar um parque de jogos, mas que dano uma criança de 4 anos pode ter causado?”, debateu o pai dirigindo-se a Monica Sambo, chefe do Partido Democrático (PD) no Conselho Municipal.

Leia também: Casal se distrai com selfie e deixa filho recém-nascido cair no mar na Itália

Nas próximas semanas, um novo regulamento da Polícia Municipal estará em curso para aprovação com o objetivo de abolir a utilização de patinetes por crianças
menores de 10 anos de idade e sugerir outros lugares mais delicados e artísticos na cidade que possam ser propícios à utilização do equipamento, como San Marco e Rialto.

Enquanto as novas regras são votadas, o regulamento antigo, que proíbe a utilização de “todo e qualquer acelerador de velocidade”, como patins, por exemplo, continua valendo. Além disso, são proibidos jogos coletivos e individuais que possam envolver o lançamento de objetos.

Mas não só essas medidas estão regendo na Itália.
 Nos últimos meses, a Prefeitura de Veneza colocou em prática novas restrições a moradores e turistas, visando o maior controle de Piazza San Marco e suas proximidades, gerando polêmica no país.

No entanto, essa não foi a única sanção estranha aplicada nos países internacionais. Em junho desse ano, na Guiana, o jovem Kevin Rodrigues teve seu carro parado pela polícia
 enquanto levava uma vítima de picada de cobra ao centro médico em Georgetown, capital do país.

“Isso não é problema meu e nem desculpa para infringir a lei”, disse o policial que aplicou a medida.  Após o adolescente ser barrado, o “criminoso” foi liberado e conseguiu chegar a tempo para socorrer sua amiga Lizzy. A vítima ficou internada e o adolescente teve que comparecer ao tribunal para reverter a sua multa
.

*Com informação da ANSA

Fonte: IG Curiosidades
Comentários Facebook
Continue lendo

Curiosidades

Detentos tentam fugir durante audiência e o próprio juiz os persegue; assista

Publicado


Juiz corre atrás dos detentos em quatro lances de escada, até que consegue pegar um deles
Reprodução/Daily Mail
Juiz corre atrás dos detentos em quatro lances de escada, até que consegue pegar um deles

Dois detentos tentaram fugir durante um julgamento realizado nessa terça-feira (23) no tribunal do Condado de Lewis, nos Estados Unidos. Kodey Howard e Tanner Jacobonson correram pelos corredores enquanto ainda estavam algemados, mas o juiz corre atrás dos detentos. 

Leia também: Pane em escada rolante no metrô de Roma deixa feridos; assista ao vídeo

Howard, de 28 anos e Jacobonson, de 22, estavam sendo julgados por acusações ainda desconhecidas em um tribunal em Lewis quando decidiram tentar fugir – mesmo estando algemados. Os vídeos, captados pelas câmeras de segurança da corte, mostram que o próprio juiz corre atrás dos detentos
.

Antes de iniciar a perseguição, o magistrado RW Buzzard, é visto tirando sua túnica preta para depois correr pelos corredores do prédio atrás dos fugitivos. Um dos suspeitos chega a cair por conta da falta de equilíbrio causada pelos punhos algemados.

As imagens da câmera de segurança do tribunal mostram Buzzard
correndo atrás dos fugitivos por quatro lances das escadas de incêndio, até que ele consegue segurar Howard já na porta de saída. O segundo, Jacobonson, consegue correr mais alguns quarteirões, mas também foi detido pelas autoridades. 

No Twitter, o jornal CBS Evening News publicou o vídeo das câmeras de segurança. “Fazendo uma pausa para isso: Quando dois presos saíram de um tribunal em Lewis County, eles sabiam que a polícia iria atrás deles – o que eles não esperavam era que o juiz também viesse.”

Leia também: Número de vítimas do Furacão Michael nos Estados Unidos sobe e chega a 18

Juiz corre atrás dos detentos nos EUA; assista abaixo:

O promotor do condato de Lewis, Jonathan Meyer, disse em entrevista ao jornal local The Chronicle
que uma ideia para diminuir os incidentes dentro do tribunal é permitir que guardas armados monitorem o local em todos os momentos. “Francamente, eu não gosto quando os juízes partem para perseguir as pessoas… porque não é isso que eles são treinados para fazer”, disse Meyer.

No vídeo, o juiz corre atrás dos detentos
e consegue pegá-los. Após isso, ambos foram acusados em segundo grau por tentativa de fuga e terão que pagar fiança em dinheiro no valor de US$ 50 mil dólares para Howard e de US$ 100 mil para Jacobonson (o detento que conseguiu deixar o prédio do tribunal). 

Leia também: Selfies ‘já mataram’ 259 pessoas, mostra estudo; homens são principais vítimas

Fonte: IG Curiosidades
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana