conecte-se conosco


URGENTE

URGENTE Motorista de Mato Grosso morre em acidente no Pará, estão a procura dos familiares

Publicado

Atenção internautas, acaba de morrer neste momento um caminhoneiro de MT, no estado do Pará.

José Carlos, trabalha na trasportadora Capelli LTDA, proprietário do caminhão Cláudio José Capelli. Segundo informações colhidas por populares no local a vitima pode ser morador da Cidade de Lucas do Rio Verde MT.

Estão tentando entrar em contato com a empresa e com a família mas não estão conseguindo.

Por favor se alguém conhecer pede para entrar em contato com a Policia do Pará na comunidade de Jamanxim

Comentários Facebook
Veja Também  Policia Civil caça dupla contratada por amantes para matar empresário em Cuiabá

URGENTE

Ministério da Saúde confirma que Santa Casa não poderia receber emenda de R$ 12 milhões

Publicado

O Ministério da Saúde confirmou nesta terça-feira (12), que a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá não poderia receber o repasse de R$ 12 milhões de emenda de bancada do Estado. Com a impossibilidade da unidade filantrópica, foi cadastrado o Hospital e Pronto-Socorro Municipal para Mato Grosso para não perder o recurso.

O deputado federal Emanuel Pinheiro Neto encaminhou ofício ao Ministério da Saúde em 18 de fevereiro, solicitando informações sobre a emenda de bancada de Mato Grosso ao Orçamento Geral da União (OGU) de 2017.

Em resposta, a chefe da assessoria parlamentar substituta, Míria de Figueiredo Damásio Padilha confirmou o que o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, já havia declarado anteriormente: A Santa Casa não tinha condições de receber o recurso, pois o limite de indicação de emendas para a unidade naquele ano já estava comprometido.

O Ministério pontuou na resposta que no dia 27 de dezembro de 2017, foi apresentada a proposta de destinação da emenda para a Santa Casa. Porém, no exercício daquele ano, a unidade tinha limite para indicação de proposta de incremento temporário de R$ 19,7 milhões. Como já haviam sido cadastradas 15 propostas beneficiando a Santa Casa, totalizando R$ 18,9 milhões, estava comprometido em 95% o valor que poderia ser destinado à unidade e não comportaria a indicação integral da proposta.

Diante disso, no outro dia, em 28 de dezembro de 2017, a proposta habilitada de emenda de bancada indicou que os recursos de custeio destinavam-se ao Hospital e Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá.

Veja Também  Polícias Civil e Militar cumprem buscas e desarticulam tráfico no bairro Jardim Renascer

Outra explicação do Ministério é que não poderia haver remanejamento de destinação da emenda, após a definição da portaria de habilitação. “Conforme portaria de março de 2017, que regulamentou a aplicação das emendas parlamentares que adicionarem recursos ao SUS no exercício de 2017, para o incremento do teto de média e alta complexidade, os recursos transferidos pela portaria deveriam ser aplicados na manutenção da unidade de atenção informada na portaria de habilitação que no caso em tela é o estabelecimento Hospital e Pronto-Socorro de Cuiabá”, diz trecho do documento.

O documento também informa que a proposta foi paga ao Fundo Municipal de Saúde de Cuiabá em 19 de dezembro de 2018.

Confira anexo dos documentos:

Confira anexo dos documentos:

Arquivos Anexados:

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

URGENTE

Câmara de Cuiabá recomenda intervenção da Prefeitura na Santa Casa

Publicado

Decisão foi tomada hoje após reunião do Colégio de Líderes e foi aprovada por unanimidade em plenário

A Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Cuiabá decidiu, na manhã desta terça-feira (12), encaminhar ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) pedido para que intervenha na gestão da Santa Casa da Misericórdia da Capital. O pedido foi defendido após reunião do Colégio de Líderes minutos antes da sessão e tem apoio da maioria dos 25 vereadores.

O rompimento entre o Parlamento Cuiabano e a direção do hospital filantrópico chegou ao ápice, após diligências da Delegacia Fazendária (Defaz), há uma semana, que impediram a prefeitura de cumprir com a liberação de quatro parcelas de R$ 3,5 milhões pela compra antecipada de serviços de saúde.

Por serviços não prestados, a Santa Casa já teria recebido cerca de R$ 24 milhões e não aplicado o dinheiro na saúde pública. A dívida total com fornecedores, funcionários e setores públicos chega a R$ 80 milhões. “Existe uma caixa preta na Santa Casa que precisa ser aberta e isso só se dará por meio de intervenção. Da forma como está não há como negociar mais na diplomacia”, disse Toninho de Souza.

O vereador do PSD, que criou o movimento ‘Santa Casa de Portas Abertas’ e conduziu as negociações do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que possibilitaria a liberação do recurso, lamentou a volta à estaca zero. “Infelizmente não há outra saída que não seja a intervenção. É preciso passar essa história a limpo, pois, os funcionários não podem continuar com cinco meses de salários atrasados, mais o décimo terceiro de 2018”, explicou.

Veja Também  Saúde realiza 1ª Amostra de Experiências Exitosas da Atenção Primária nesta quinta-feira

“Voltamos ao ponto de partida. Caberá agora ao prefeito Emanuel Pinheiro decretar a intervenção. Tudo isso está acontecendo por culpa das diretorias recentes que não administraram bem, puseram as mãos em dinheiro público e transformaram a instituição em cabide de empregos”, falou Toninho ao defender a intervenção.

Entre os funcionários que se enquadram na prática de nepotismo com altos salários estão Luiz Otávio Preza, primo do ex-presidente Antônio Preza, além de Vitor Ramos, que é primo do também ex-presidente do hospital, Luiz Felipe Saboia. “Até quando os funcionários vão ficar sem salários? Quantas pessoas ainda vão morrer até que haja uma ação no âmbito do Ministério Público e da Justiça? O que fizeram foi caso de Polícia e deve ser tratado como investigação de crime organizado”, concluiu Toninho de Souza.

“Com informações da Assessoria”

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana