conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende casal por envolvimento na morte de estudante de direito

Avatar

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um homem e sua namorada foram presos na manhã desta quinta-feira (01.11), nas  investigações da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), do assassinato do estudante de direito, Pedro Victor de Almeida, de 18 anos, ocorrido na madrugada do dia 19 de outubro, no bairro Jardim Maringá I, em Várzea Grande.

Segundo a investigação, o crime não tem nada relacionado com a atividade de motorista de aplicativo (uber) da vítima. As investigações apontaram que a vítima emprestava dinheiro e trabalhava na função de Uber. Na madrugada dos fatos ele estava na casa dos pais, quando recebeu uma ligação por volta das 0130 horas, e saiu sob protestos dos genitores.

“Inicialmente afastamos a possibilidade de a vítima ter ido atender chamada de Uber  tendo em vista que a família forneceu o extrato de chamada do aplicativo, cadastrado em nome de um primo dele, que indica que a última corrida ocorreu às 22h06 horas”, explicou a delegada Jannira Laranjeira, que está à frente das investigações.

Os suspeitos: Vanderson Daniel Martins dos Santos (Vandeco), 21 anos, que era amigo da vítima, e sua namorada Nathaly Alanes Barbosa dos Santos Silva, 19, foram presos em cumprimento de  mandados de prisão temporária (30 dias)  e buscas no bairro Da Manga, em Várzea Grande.

Uma denúncia na DHPP, relatou que a moça estava com a namorado  no local do crime e em seu celular havia fotografia do suspeito (seu namorado) com a faca ensanguentada. A moça disse que na noite do dia 18 de outubro foi para casa do namorado, com o filho de 11 meses, e dormiu na casa dele, local onde também funciona lava jato do suspeito.

Ela contou que o telefone do namorado começou a tocar por volta da meia noite, mas ele não atendeu. No entanto, disse que Vanderson saiu de casa por volta das 0130, em uma motocicleta, trajando uma camiseta branca com desenhos na frente e uma bermuda jeans e calçava chinelos, mas não falou onde iria.

Pouco antes das 4 horas da madrugada,  Vanderson chegou à casa dele, pilotando a mesma motocicleta que tinha saído, mas estava com as roupas toda ensanguentada e com a faca suja de sangue e disse que teria matada Pedro Victor. Então, a moça sugeriu a  Vanderson que escondesse na casa da irmã dele. Com motocicleta do cunhado  do suspeito, jogaram as roupas e faca em um terreno baldio. Em diligências as roupas foram recuperadas e serão encaminhadas à perícia.

Na Delegacia, o suspeito confessou, mas se negou a informar o nome da terceira pessoa que participou o crime. “Ele confessa que matou, mas não inclui a terceira pessoa”, disse a delegada.

As investigações apontaram também que a vítima utilizou seu cartão bancário em dois estabelecimentos comerciais, em Várzea Grande, respectivamente por voltas das 03h03 horas e 03h34 horas, em diligências foi possível apreender as imagens de um dos estabelecimentos, sendo constatado Vanderson estava acompanhado da vítima.

A delegada esclareceu que o crime está motivado por dívidas, mas que ainda busca outros elementos para confirmar a suspeita.  

A moça deverá ter a prisão relaxada a pedido da delegada, por contribuir com informações.

A morte

O corpo da vítima foi encontrado com várias perfurações de arma branca (faca) no pescoço, cabeça, tórax e abdome, além de lesões no ombro esquerdo e mão esquerda, possivelmente, provenientes de defesa da vítima.

Moradores disseram que ouviram pedido de socorro da vítima, mas por medo não abriram a porta e acionaram a Polícia Militar. O carro da vítima (Ford K, branco)  também foi localizado nas proximidades, alguns metros distantes do local onde a vítima foi encontrada em óbito, em frente à porta de entrada de uma casa na Rua Dom Camilo Faresini.

Dentro do veículo haviam manchas de sangue na porta do motorista, volante e uma poça no chão, do lado do motorista, além de manchas de sangue do lado externo do veículo.

Segundo a perícia, as manchas de sangue indicam que tinham duas pessoas dentro do carro, em razão das marcas de sangue encontradas nas maçanetas de ambas as portas do automóvel. A perícia também informou que o estudante foi golpeado dentro do carro e em seguida saiu agonizado pela rua até a porta da casa onde foi encontrado morto. Pelo trajeto também foi encontrados gotas de sangue.

 

Comentários Facebook

Policial

Dupla e presa pela PM por tráfico com dinheiro e droga no sapato

Avatar

Publicado


.

Policiais da Base do Ribeirão do Lipa, unidade do 10º Batalhão da Polícia Militar, prenderam nesta segunda-feira (30.01) pela manhã, no bairro Alvorada, em Cuiabá, dois suspeitos por tráfico de droga. Os dois homens foram flagrados no momento em que vendiam na frente da quitinete onde moram.

No local os policiais visualizaram alguns jovens, possivelmente usuários de droga, e abordaram os dois que estariam traficando. Além de dois pinos com cocaína encontrados no bolso da bermuda, dentro do calçado de um deles, foram encontradas 9 porções da mesma droga. Ele também tinha um cheque de R$ 5,1 mil de uma construtora e cartões de banco em nome de outras pessoas.

Já com o segundo suspeito havia R$ 1,6 mil em notas de R$100, R$50 e de menor valor, porções de maconha, dois pinos vazios (recipiente de plástico usado para embalar droga).

Essa ação começou com denúncias anônimas e teve o apoio de policiais da Agência de Inteligência do 10º BPM e reforço de unidade do entorno, como a Base de Segurança do bairro Araés. Os dois suspeitos e todo o material apreendido foram levados para a Central de Flagrante do Cisc Verdão.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Em ação integrada, policiais prendem em flagrante suspeitos de quádruplo homicídio

Avatar

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Policiais civis de Lucas do Rio Verde, com apoio da Polícia Militar do município, prenderam na madrugada do dia 28 de março, três pessoas envolvidas na morte de quatro rapazes, ocorridas na noite de sexta-feira (27.03), em um bairro da cidade. Um adolescente, também suspeito de envolvimento no crime, foi apreendido.

Uma vítima morreu no local, uma casa no bairro Parque das Araras, e outras três ainda foram socorridas com vida a uma unidade de saúde, mas não resistiram aos ferimentos. Iago Victor, 22 anos Ricardo Junior Campos José, 23 anos, Daniel de Oliveira Gonçalves, 22 anos e Diego Luiz Jantsch, 30 anos foram alvejados por tiros quando estavam na frente da residência.Testemunhas relataram que estavam juntas no local, bebendo e fumando narguilé, quando os suspeitos, ambos armados, entraram e mandaram todos para o chão, pedindo celulares e chaves do carro. Em seguida, passaram a atirar na cabeça dos quatro rapazes e depois fugiram.

Assim que foi comunicada sobre a ocorrência, três equipes da Polícia Civil, coordenadas pelo delegado Daniel Nery, iniciaram as diligências para apurar o crime que vitimou os quatro rapazes. As diligências contaram com apoio de equipes da Polícia Militar.

Os policiais realizaram diligências, após receber informação de que uma pessoa com característica semelhante a um dos suspeitos estava no bairro Jardim Primavera. As equipes localizaram um rapaz que estava com um capacete e chave de uma motocicleta e bastante nervoso, se contradisse nas informações.

Conduzido à delegacia, o rapaz foi reconhecido por uma das testemunhas. Ele chegou a confirmar que participou do crime, mas que não realizou os disparos e deu informações de mais um comparsa que estava em sua companhia e de outras duas pessoas que também teriam envolvimento no crime.

Em continuidade às diligências, as equipes da PM e da Polícia Civil foram em outro bairro da cidade onde encontraram as três das pessoas citadas pelo primeiro suspeito detido. Também foi localizado o veículo Gol prata, um revólver 38 com seis munições intactas e porções de entorpecente.

Dois dos suspeitos detidos foram reconhecidos por testemunhas. Os quatro suspeitos, sendo três adultos e um adolescente, foram autuados em flagrante pelo delegado Daniel Nery. Os suspeitos adultos tiveram as prisões preventivas representadas pela Polícia Civil e deferidas pela Justiça. O menor de idade responderá por ato infracional análogo ao crime de homicídio e deverá ser encaminhado a uma unidade socioeducativa.

“Contamos com a colaboração da Polícia Militar para chegar aos suspeitos do crime, em um trabalho bastante integrado que é realizado em nosso município”, disse o delegado Daniel Nery.

As investigações seguem para esclarecer a motivação do crime. Na casa onde estavam as vítimas foram encontrados comprimidos de ecstasy e porções de maconha.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana