conecte-se conosco


Destaque

Assassino de universitário confessa que matou por dívida e não revela nome de quem ajudou

Avatar

Publicado

Vanderson Daniel Martins dos Santos de 21 anos, conhecido como “Vandeco” e a namorada  dele Nathaly Alanes Barbosa dos Santos Silva, de 19, foram presos em cumprimento de  mandados de prisão temporária (30 dias), no bairro Da Manga, em Várzea Grande na manhã desta quinta-feira (01/11), pela Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP). Eles são acusados de envolvimento na morte do estudante de direito, Pedro Victor de Almeida, de 18 anos

Segundo as investigações, o crime não tem relação com a atividade de motorista de aplicativo (Uber). A vítima emprestava dinheiro, além de e trabalhava na função de Uber. Na madrugada dos fatos o jovem estava na casa dos pais, quando recebeu uma ligação por volta das 01h30, e saiu da residencia. Para ajudar nas investigações, os familiares forneceram extratos de chamadas do aplicativo Uber, o que provou que o jovem não saiu para atender passageiro.

Nathaly relatou que na noite do crime, ela e o filho de 11 meses estavam na casa do namorado, onde também funciona um lava jato, e que por volta das 01h30, o namorado saiu em uma motocicleta, mas não falou onde iria. Pouco antes das 4h da madrugada,  Vanderson voltou com as roupas toda ensanguentada e com a faca suja de sangue e disse que teria matada Pedro Victor.

Diante do fato, a namorada de Vanderson sugeriu que ele escondesse na casa da irmã e jogasse as roupas e a faca em um terreno baldio. Durante as investigações, as roupas  foram recuperadas e serão encaminhadas à perícia.

Na Delegacia, o suspeito confessou o crime, mas não revelou o nome da terceira pessoa envolvida. As investigações apontaram também que a vítima utilizou seu cartão bancário em dois estabelecimentos comerciais, em Várzea Grande, respectivamente por voltas das 03h03 e 03h34, em diligências foi possível apreender as imagens de um dos estabelecimentos, sendo constatado que a vítima estava acompanhada do assassino.

A delegada responsável pelo caso deixou claro que o crime está motivado por dívidas, mas que ainda busca outros elementos para confirmar a suspeita.

Reveja o caso:

Pedro Victor de Almeida Peroso foi morto a facadas na madrugada desta sexta-feira (19/10),no bairro Princesa do Sol, em Várzea Grande.

Segundo informações, o jovem teve uma briga dentro do carro com o assassino e foi golpeado. Ferido, ele ainda correu em busca de ajuda, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local.

Na frente do carro havia uma pedra enorme e o para-brisa do veículo estava danificado e a portado aberta. O serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foi acionado, porém, ele já estava sem vida.

A Polícia Técnica foi acionada e esteve no local para iniciar a perícia e encaminhou o corpo para O Instituto Médico Legal (IML). Ainda não há suspeitos. O caso será investigado pela Polícia Civil. O suspeito ainda não foi identificado.

PUBLICIDADE 

Comentários Facebook

Destaque

Campeonato Bola Cheia encerra com 106 gols marcados em 34 partidas disputadas

Avatar

Publicado

O Campeonato de Futebol Amador Bola Cheia, da Prefeitura de Cuiabá, encerrou-se com um balanço extremamente positivo de gols marcados. Conforme levantamento, em 34 confrontos realizados, as redes foram balançadas exatamente 106 vezes, alcançando a média extremamente positiva de 3,11 gols por partida. A competição teve pouco mais de um mês de duração e os campeões foram conhecidos no último sábado (14).

O ciclo de disputa pelo título foi fechado entre os times do Parque Atalaia e CPA III, no feminino, e Parque Atalaia e CPA I, no masculino. Reforçando uma característica dessa edição, a última rodada foi marcada por muita entrega dos jogadores e emoção. No feminino, o Parque Atalaia ficou com a primeira colocação ao vencer o CPA III por 5 a 1. Já no masculino, o CPA I derrotou o Parque Atalaia por 3 a 0, sagrando-se campeão.

“Ficamos felizes em saber que o campeonato terminou com essa marca positiva. Quem é apaixonado por futebol, como eu, quer assistir jogos em que a rede é balançada muitas vezes. O gol é o momento sublime desse esporte, é a sua essência, então temos que parabenizar todos os atletas pelo espetáculo em campo e, principalmente, pela disciplina que colaborou para o sucesso desse evento”, comemorou o prefeito Emanuel Pinheiro.

Segundo a Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo, a competição reuniu 20 equipes e 400 atletas, somando as categorias masculina e feminina. No total, foram 13 bairros participantes, das quatro regiões da Capital. De outubro a dezembro, desfilaram pelos gramados equipes das comunidades do Parque Atalaia, Pascoal Ramos, Jardim Vitória, CPA I, CPA III, Dom Aquino, Distrito do Sucuri, Santa Isabel, Distrito da Guia, Cidade Alta, Praeirinho, Despraiado e Jardim União.

As partidas aconteceram em três estádios: Complexo Esportivo Dom Aquino, Centro Esportivo Senador Jonas Pinheiro, o “Pinheirão”, e mini estádio do CPA I. A escolha dos locais foi feita com base no objetivo de descentralizar as ações de entretenimento, convívio social e qualidade de vida oferecidas pelo Município. Para a final, o palco escolhido foi o “Pinheirão”, considerados uma das mais completas áreas de lazer entregues pela Prefeitura.

“Montamos um planejamento que conseguiu atender a população de todas as regiões. Democratizar o acesso ao lazer é uma das marcas da gestão do prefeito Emanuel Pinheiro. E é isso que procuramos fazer em todas as nossas atividades. No Bola Cheia não foi diferente, escolhemos as principais praças esportivas de cada localidade e transformamos elas em palcos de belas disputas, protagonizadas por grandes atletas”, explicou o secretário de Cultura, Esporte e Turismo, Francisco Vuolo.

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Jovem e menor são detidos com armas dentro de mala em MT

Avatar

Publicado

Um jovem de 20 anos e uma adolescente foram detidos na madrugada desta quarta-feira (23) com duas armas e munições dentro da bagagem em um ônibus na BR-364. O veículo seguia para o estado de Minas Gerais. Os dois não tiveram as identidades divulgadas.

À polícia, o jovem contou que carregava a arma porque havia siso ameaçado de morte no estado do Espírito Santo, onde morava.

Em depoimento, os detidos contaram que moraram por um tempo no município de Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá, e estavam retornando para a cidade natal.

Durante checagem, os policiais constataram que uma das armas havia sido roubada e a outra não tinha numeração de registro.

O material e os dois detidos foram levados para Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá.

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana