conecte-se conosco


Polícia Federal

PF combate o tráfico internacional de drogas no RJ

Publicado

Rio de Janeiro/RJ – A Polícia Federal, com apoio da Capitania Dos Portos/Rj, da Aeronáutica e da Receita Federal do Brasil, deflagrou nesta quarta-feira (10/10) Operação Aegir, com o objetivo de combater o tráfico internacional de drogas, com foco no modal marítimo, perpetrado por organização criminosa responsável pela contaminação de contêineres a bordo de navios de carga, a fim de enviar cocaína para a Europa.

Aproximadamente 200 policiais federais deram cumprimento a 18 mandados de prisão temporária e 22 mandados de busca e apreensão, nos estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Paraíba.

O método que o grupo utilizava era o chamado “Rip-load (rip on) / Rip-off” “içamento” ou “pescaria” que consiste, basicamente, em levar a carga de drogas para dentro de navios ancorados nos portos, valendo-se de uma pequena embarcação que se aproxima do seu bordo externo (voltado para o mar e, por isso, abrigado da visão dos funcionários em terra), permitindo que os estivadores que estão no convés do navio transbordem a droga com o auxílio de cordas e contaminem os contêineres que haviam sido previamente escolhidos de acordo com o destino da remessa de cocaína.

Veja Também  Polícia Federal combate fraude no comércio de veículos em GO e no DF

O nome AEGIR remete à mitologia nórdica, sendo o deus dos mares e oceanos. Ele era ao mesmo tempo cultuado e temido pelos marinheiros, pois estes acreditavam que AEGIR aparecia na superfície para tomar homens e cargas e levá-los para seu salão no fundo do oceano.

Haverá entrevista coletiva, na sede da Polícia Federal (Av. Rodrigues Alves nº 01- Saúde), às 10h30.

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

[email protected] | www.pf.gov.br

(21) 2203-4407

Comentários Facebook
publicidade

Polícia Federal

PF prende seis pessoas com 76 kg de cocaína em Natal/RN

Publicado

Natal/RN – A Polícia Federal, com apoio do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), realizou na manhã de hoje, 16/01, em Parnamirim, Região Metropolitana de Natal, a prisão em flagrante de seis pessoas, com idades entre 21 e 39 anos, acusadas de tráfico de drogas.

Os detidos são cinco potiguares e um brasiliense, dentre eles, uma estudante de direito de uma faculdade de Natal. Com eles, os policiais encontraram 76,111 kg de cocaína. A droga estava camuflada no banco traseiro de um carro e no interior de uma casa.

A ação teve início quando a Polícia Federal recebeu informações dando conta de uma intensa movimentação suspeita em uma residência localizada em Emaús. Uma equipe se deslocou até o local e instantes depois chegou até aos suspeitos que não reagiram ao serem abordados.

Além de 73 tabletes da droga, foram apreendidos ainda, três radiocomunicadores (HT´s), duas pistolas cal. 380, quatro veículos, sendo dois de luxo, celulares e uma pequena quantidade de dinheiro.

Veja Também  Operação Vintena reprime esquema de contrabando de cigarros

Os presos foram indiciados com base na Lei de Entorpecentes e se condenados podem pegar de 5 a 15 anos de reclusão. Eles permanecem custodiados na sede da PF, à disposição da Justiça.

Esta foi a primeira apreensão de cocaína realizada pela PF este ano no RN. Em 2018, o total apreendido no estado somente pela Polícia Federal alcançou o total de 1,67 ton.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Norte
[email protected] | @pfnorn | www.pf.gov.br
(84) 3204.5588

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia Federal

Polícia Federal combate fraude no comércio de veículos em GO e no DF

Publicado

Goiânia/GO – A Polícia Federal deflagrou hoje, 17, a Operação Cosplay*, com o objetivo de combater crimes de falsidade ideológica e de lavagem de dinheiro envolvendo a compra e venda de veículos usados no Estado de Goiás e no Distrito Federal.

Cerca de 120 Policiais Federais estão cumprindo 31 mandados de busca e apreensão nas cidades de Águas Lindas de Goiás/GO, Valparaíso/GO, Brasília/DF, Brazlândia/DF, Ceilândia/DF, Guará/DF, Paranoá/DF, Recanto das Emas/DF, Riacho Fundo I/DF, Samambaia/DF, Sobradinho/DF, Taguatinga/DF, Vicente Pires/DF, Taquari/DF e duas medidas cautelares de sequestro de veículos e de bloqueio administrativo junto ao DETRAN, além das quebras dos sigilos bancários e fiscais dos envolvidos.

Durante as investigações, constatou-se a movimentação bancária de empresas fictícias em nome de “laranjas” que cediam seus nomes mediante pagamento para serem utilizados nas atividades empresariais fraudulentas. Também foi constatada a ocultação de patrimônio através de registros de propriedades de veículos automotores em nome de “laranjas” junto ao órgão de trânsito, praticando o crime de lavagem de dinheiro através do comércio de veículos usados.

Veja Também  PF prende seis pessoas com 76 kg de cocaína em Natal/RN

O principal investigado foi preso em flagrante pela Polícia Federal em outubro de 2017 por receptação de cargas de 72 TVs roubadas e, além disso, foram descobertas fortes evidências de que o mesmo teria envolvimento com a prática de falsidade ideológica, movimentando contas bancárias em nome de terceiros, além de gerir empresas fictícias.

Os investigados responderão pelos crimes de falsidade ideológica e de lavagem dinheiro, com penas que podem chegar a 10 anos de reclusão.

*O nome é uma referência ao termo da língua inglesa COSPLAY, que designa a representação de personagem com a utilização do vestuário que lhe caracteriza e deu nome à operação em referência à utilização de “laranjas” para ocultarem as verdadeiras identidades.

 

Não será realizada coletiva de imprensa.

 

Setor de Comunicação Social da PF em Goiás
[email protected] | www.pf.gov.br
(62) 3240-9607 (62) 99190-1618

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana