Começa hoje a campanha de Haddad e Bolsonaro pela vitória no segundo turno


Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) vão disputar o segundo turno para a Presidência da República
iG Arte/Divulgação/Ricardo Stuckert

Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) vão disputar o segundo turno para a Presidência da República

A apuração dos votos do primeiro turno das eleições 2018 mal acabou e a corrida em busca da vitória no segundo turno já recomeça nesta segunda-feira (8) – tanto nos estados quanto na Presidência da República. Por conta disso, as campanhas dos candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) já estão correndo contra o tempo para construir estratégias a fim de conquistar o eleitor até o dia 28 de outubro. 

Ao todo, serão apenas 20 dias de campanha até o segundo turno das eleições. Porém, apesar da pressa, o calendário eleitoral é bem rígido: é preciso esperar, nesta segunda, completarem-se 24 horas do encerramento da votação (17 h de ontem) para reiniciar propaganda e divulgações. Ou seja, a campanha recomeça oficialmente às 17h de hoje. 

Também estão em jogo os apoios dos demais partidos e a transferência de votos dos outros candidatos às eleições 2018. Algumas legendas agendaram reuniões da executiva nacional para esta semana, a fim de definir, em conjunto, qual será o posicionamento adotado.

A Executiva Nacional do PSDB, por exemplo, se reúne nesta terça-feira (9), em Brasília. O PSTU, por sua vez, anuncia na próxima quarta-feira (10) qual será o seu apoio, além da Rede e do PV, que também têm previsão de encontros até sexta-feira (12). 

O candidato Guilherme Boulos (PSOL) foi o primeiro dos 11 presidenciáveis derrotados nas urnas a declarar apoio a um dos candidatos líderes dos votos. Dono de pouco mais de 615 mil votos, o psolista disse que apoiará Haddad na disputa.  

Terceiro colocado na votação deste domingo, com mais de 13,3 milhões de votos, Ciro Gomes (PDT) se disse em meio a “muita angústia” diante do resultado das urnas. O pedetista não confirmou se subirá em palanque de Haddad, mas garantiu que Bolsonaro não terá seu apoio. 

Prazos e datas da campanha do segundo turno

Até a próxima sexta-feira (12), quando os principais partidos tiverem definido os seus posicionamentos, começa o período de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. A três dias do segundo turno, no dia 25, termina o período para propaganda política mediante reuniões públicas ou promoção de comícios e utilização de aparelhagem de sonorização fixa.

Às vésperas do pleito, no dia 26, será o prazo final para a divulgação da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão, assim como para a divulgação paga, na imprensa escrita, de propaganda eleitoral. Os debates se encerram também nessa data.

Um dia antes das eleições, 27, ainda é permitida propaganda eleitoral com alto-falantes ou amplificadores de som. Até as 22h poderá ocorrer distribuição de material gráfico e a promoção de caminhada, carreata, passeata ou carro de som que transite pela cidade divulgando jingles ou mensagens de candidatos.

Além disso, pelo Código Eleitoral, a partir do próximo sábado (13), aqueles candidatos que ainda estão na disputa eleitoral (seja presidencial ou estadual) não poderão ser detidos ou presos, a não ser que o seja em caso de flagrante.

Para os eleitores, a proibição das detenções do segundo turno só vale a partir do dia 23, quando não poderá haver prisão, exceto em flagrante e por sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou por desrespeito a salvo-conduto.

* Com informações da Agência Brasil.

Comentários Facebook