conecte-se conosco


Destaque

Fies abre hoje as inscrições para 155 mil vagas do segundo semestre de 2018

Publicado

As incrições para Fies podem ser feitas a partir de hoje pela internet, no site oficial do programa, até o dia 22 de julho
shutterstock/Reprodução
As incrições para Fies podem ser feitas a partir de hoje pela internet, no site oficial do programa, até o dia 22 de julho

As inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2018 estão abertas a partir desta segunda-feira (16). Ao todo, serão ofertadas 155 mil vagas, sendo 50 mil a juro zero. As incrições para Fies podem ser feitas pela internet, no site oficial do programa, até o dia 22 de julho.

Para concorrer a uma da vagas ofertadas, os candidatos devem ter feito pelo menos uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010. Nessa prova, quem quiser participar das inscrições para Fies
deverá ter alcançado uma média igual ou superior a 450 pontos e obtido uma nota maior que zero na redação.

O novo Fies tem modalidades distribuídas de acordo com a renda familiar dos candidatos. A modalidade Fies tem juro zero para os candidatos com renda mensal familiar per capita de até três salários-mínimos. Nesse caso, o financiamento mínimo é 50% do curso, enquanto o limite máximo semestral é R$ 42 mil.

Já a modalidade chamada de P-Fies é para candidatos com renda familiar per capita entre 3 e 5 salários-mínimos. Nesse caso, o financiamento é feito por condições definidas pelo agente financeiro operador de crédito que pode ser um banco privado ou Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento.

O resultado da seleção do Fies será divulgado no dia 27 de julho, em chamada única. Os candidatos que forem pré-selecionados deverão complementar as informações da inscrição no período de 27 a 31 de julho e, depois, fechar a contratação do financiamento.

No caso dos estudantes inscritos no P-Fies, não haverá lista de espera. Os demais poderão manifestar interesse entre os dias 1º e 24 de agosto.

O Fies concede financiamento a estudantes em cursos superiores de instituições privadas com avaliação positiva pelo Ministério da Educação.

* Com informações da Agência Brasil.

Comentários Facebook

Destaque

Jovem e menor são detidos com armas dentro de mala em MT

Publicado

Um jovem de 20 anos e uma adolescente foram detidos na madrugada desta quarta-feira (23) com duas armas e munições dentro da bagagem em um ônibus na BR-364. O veículo seguia para o estado de Minas Gerais. Os dois não tiveram as identidades divulgadas.

À polícia, o jovem contou que carregava a arma porque havia siso ameaçado de morte no estado do Espírito Santo, onde morava.

Em depoimento, os detidos contaram que moraram por um tempo no município de Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá, e estavam retornando para a cidade natal.

Durante checagem, os policiais constataram que uma das armas havia sido roubada e a outra não tinha numeração de registro.

O material e os dois detidos foram levados para Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá.

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Cálculo da aposentadoria muda a partir desta segunda-feira; saiba mais

Publicado

Novo cálculo para aposentadoria por tempo de contribuição vale a partir desta segunda-feira (31)
Divulgação
Novo cálculo para aposentadoria por tempo de contribuição vale a partir desta segunda-feira (31)

O cálculo das aposentadorias por tempo de contribuição mudou nesta segunda-feira (31), quando foi acionada uma regra implementada por lei em 2015. A regra exige um ano a mais para homens e mulheres se aposentarem. A atual fórmula, conhecida como 85/95, vai aumentar um ponto e se tornar 86/96.

Leia também: Aposentados pelo INSS sempre podem continuar trabalhando? Veja casos

De acordo com a fórmula 85/95, a soma da idade e do tempo de contribuição era de 85 anos para mulheres e 95 para homens. O tempo de trabalho das mulheres era de 30 anos e o dos homens, de 35 anos. Isso significa, por exemplo, que uma mulher que tenha trabalhado por 30 anos, precisaria ter pelo menos 55 anos para conseguir a aposentadoria
.

A partir desta segunda-feira, para se aposentar com o tempo mínimo de contribuição
, ela deverá ter 56 anos. A mesma soma precisará alcançar 86 e 96. A fórmula será aumentada gradualmente até 2026.

Leia também: Aposentadoria só poderá ser pedida por telefone ou internet

O pedido de aposentadoria pode ser solicitado pelo número 135 ou pelo site do INSS
.

A regra de aposentadoria é fixada pela Lei 13.183/2015. Nos próximos anos, a soma voltará a aumentar, sempre em um ano. A partir de 31 de dezembro de 2020, passará a ser 87/97; de 31 de dezembro de 2022, 88/98; de 31 de dezembro de 2024, 89/99; e, em 31 de dezembro de 2026 chegará à soma final de 90/100.

Além de se aposentar por essa regra, os trabalhadores podem atualmente conseguir a aposentadoria apenas por tempo mínimo de contribuição: 35 anos para os homens e 30 anos para as mulheres, independente da idade. Nesses casos, no entanto, poderá ser aplicado o chamado fator previdenciário que, na prática, reduz o valor da aposentadoria de quem se aposenta cedo.

Propostas de Bolsonaro para a aposentadoria

Bolsonaro quer fatiar reforma e manter diferença de idade mínima para aposentadoria entre homens e mulheres
Reprodução/Flickr/Governo de Transição
Bolsonaro quer fatiar reforma e manter diferença de idade mínima para aposentadoria entre homens e mulheres

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) anunciou que pretende apresentar uma proposta “fatiada” de reforma da Previdência ao Congresso. O ex-deputado também disse que quer dar prioridade à discussão sobre a definição de uma idade mínima para aposentadoria, tema que deve ser o primeiro a ser apresentado aos parlamentares pelo novo governo.

“[A reforma da Previdência ] Pode ser fatiada, sim. É bastante forte a tendência de começar pela [definição de uma] idade [mínima]. É menos difícil”, disse Bolsonaro a jornalistas. A entrevista foi concedida logo após uma reunião do presidente eleito com deputados federais do MDB e do PRB no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em São Paulo.

Bolsonaro ainda revelou que pretende manter a diferença de idade para a aposentadoria
de homens e mulheres, mas aumentando em dois anos a idade mínima para ambos em compensação. “A minha proposta é aumentar dois anos para todo mundo”, completou o presidente eleito.

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana