conecte-se conosco


Policial

Casal é preso ao tentar vender carro roubado usando documento falso

Publicado

Policial

Assessoria PJC | MT

Um casal foi preso pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), de Várzea Grande, da Polícia Judiciária Civil, quando tentava finalizar a venda de um veículo roubado para uma loja de garagem. A prisão foi efetuada em Cuiabá, na tarde de quarta-feira (21.02).

Juarez Geraldo dos Santos, 66, e Bárbara Christinne Souza Gomes, 34, ambos com passagem pela polícia, foram autuados em flagrante pelos crimes de uso de documento falso, receptação, adulteração de sinais identificadores de veículos, associação criminosa e estelionato.

Os dois foram surpreendidos dentro do Cartório do 7º Ofício de Cuiabá. A dupla estava na posse do automóvel, Ford Fusion, branco, roubado de um lava jato, no bairro Jardim Imperial, no dia 1º de fevereiro.

Na ocasião do assalto ao lava jato foram roubados dois veículos, sendo o Ford Fusion e uma caminhonete Amarok, que foi recuperada no mesmo dia da ação criminosa, 1 de fevereiro.

Os dois suspeitos estavam tentando vender para um garagista o automóvel, que já estava com os sinais identificadores adulterados. No momento da abordagem, Juarez se apresentou com outro nome e também entregou uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) contento sua fotografia, porém, falsificada.

Questionado sobre os fatos, Juarez alegou ser usuário de drogas e frequentador da praca do Pedra 90, local onde recebeu proposta de duas pessoas, para assinar documento de um veículo, em troca ganharia R$ 2 mil reais e mais entorpecente para consumo.

Após aceitar a empreitada, os rapazes compraram roupas e sapatos novos para Juarez, que também foi levado até um salão de beleza para corte do cabelo e da barba, e, posteriormente, tirado fotografias.

Na segunda-feira (19), Juarez e Bárbara estiveram no estabelecimento comercial para efetuar a venda do veículo. No entanto, não tinham o documento CRV do carro, que foi exigido pelo proprietário da garagem. Quando retornaram para concretizar a venda acabaram presos em flagrante. 

Bárbara possui passagem por crimes patrimoniais e estelionato. Já Juarez por tráfico de drogas. Os dois foram conduzidos à Delegacia, interrogados, autuados e apresentados para audiência de custódia.

 

Comentários Facebook

Policial

Réu pela morte da ex-convivente tem prisão cumprida pela Polícia Civil

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Um homem de 53 anos, réu pelo feminicídio da ex-convivente, ocorrido em 2018 na cidade de Castanheira, noroeste do estado, foi preso nesta segunda-feira (18.10) pela Polícia Civil, em Nova Lacerda. O mandado de prisão preventiva foi cumprido pela equipe do delegado Ricardo Marques Sarto.

O réu foi preso em sua residência, localizada no centro da cidade, e estava aguardando o julgamento em prisão domiciliar.
Contudo, a decisão foi revogada e um novo mandado foi expedido pela 3a Vara Criminal da Comarca de Juína, onde tramita o processo do feminicídio. Agora, ele aguardará o júri em regime fechado.

A vítima, Rosana Borges das Neves, 31 anos, foi morta pelo réu que invadiu a residência de familiares dela, em Castanheira, e a atingiu com vários disparos de arma de fogo. Conforme o registro da ocorrência, a vítima ainda gritou por socorro e tentou fugir do autor do crime, mas foi atingida pelas costas.

Após os trâmites legais de formalização do mandado de prisão na Delegacia de Comodoro, o preso foi encaminhado à unidade prisional, onde permanece à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Suspeito de tentativa de homicídio, que age como disciplina de facção, é preso pela Polícia Civil

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil cumpriu nesta segunda-feira (18.10), em Paranatinga, um mandado de prisão preventiva contra um rapaz de 21 anos investigado por tentativa de homicídio qualificado, ocorrida na última semana, na cidade.

O suspeito foi identificado como “disciplina” de uma facção criminosa e é investigado pela prática de diversos crimes realizados em Paranatinga, como tortura, tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma de fogo.

No último dia 12 de outubro, a vítima de 22 anos estava em uma residência quando foi atingido por disparos de arma de fogo.

A equipe da Delegacia de Paranatinga realizou diligências e chegou à identificação do autor do crime. Com a documentação reunida sobre a ação criminosa, o delegado Hugo Abdon representou pelo pedido de prisão preventiva, deferido pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Paranatinga.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso