conecte-se conosco


Policial

GCCO impede furto a banco em Nova Ubiratã MT

Publicado

Policial

Na madrugada de domingo (18), os policiais da GCCO estavam na zona rural do município de Sorriso, quando vizinhos do Banco do Brasil de Nova Ubiratã escutaram barulho vindo do estabelecimento e denunciaram o fato. Ao perceber a movimentação policial, os suspeitos fugiram às pressas, pelo telhado do local, deixando uma mochila com ferramentas que seriam utilizadas para arrombar o cofre. Os trabalhos prosseguem buscando a qualificação dos fugitivos.Em prosseguimento às ações de combate a furtos e roubos a agências bancárias, a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Judiciária Civil, impediu mais uma subtração de valores do cofre do estabelecimento financeiro. Os policiais civis da especializada, em conjunto com o Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) de Sinop e Delegacia de Nova Mutum e Sorriso, frustraram o furto a unidade bancária do município de Nova Ubiratã (502 km ao Norte).

Prisões

Em sete dias, a GCCO realizou a prisão de 10 pessoas envolvidas em tentativas/furtos/roubos a agências bancárias. A identificação e prisão dos autores é resultante de trabalhado focado em inteligência, segundo avalia o delegado titular da Gerência, Diogo Santana.

“Temos intensificado as investigações, trabalhando de forma integrada para coibir a prática de furtos a estabelecimentos bancários. Na última semana, por meio de um trabalho conjunto das forças policiais com apoio dos Núcleos de Inteligência da Capital e do Interior conseguimos prender autores desta modalidade criminosa e também antecipar a ação deles, impedindo a prática de alguns crimes, como aconteceu em Nova de Nova Ubitarã e Sorriso, por exemplo”, explica.

Outro fator relevante, segundo o delegado é o esforço mútuo das entidades públicas e privadas na rápida ação contra os criminosos. A Polícia Civil realiza contato direto com o setor de segurança dos bancos trocando informações para frustrar a invasão e subtração de valores.

“Mesmo nos casos em que não for possível impedir o cometimento do crime, as informações obtidas são úteis para a rápida identificação dos suspeitos, que serão posteriormente indiciados e submetidos a apreciação do poder Judiciário”, afirma Diogo Santana.

Comentários Facebook

Policial

Réu pela morte da ex-convivente tem prisão cumprida pela Polícia Civil

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Um homem de 53 anos, réu pelo feminicídio da ex-convivente, ocorrido em 2018 na cidade de Castanheira, noroeste do estado, foi preso nesta segunda-feira (18.10) pela Polícia Civil, em Nova Lacerda. O mandado de prisão preventiva foi cumprido pela equipe do delegado Ricardo Marques Sarto.

O réu foi preso em sua residência, localizada no centro da cidade, e estava aguardando o julgamento em prisão domiciliar.
Contudo, a decisão foi revogada e um novo mandado foi expedido pela 3a Vara Criminal da Comarca de Juína, onde tramita o processo do feminicídio. Agora, ele aguardará o júri em regime fechado.

A vítima, Rosana Borges das Neves, 31 anos, foi morta pelo réu que invadiu a residência de familiares dela, em Castanheira, e a atingiu com vários disparos de arma de fogo. Conforme o registro da ocorrência, a vítima ainda gritou por socorro e tentou fugir do autor do crime, mas foi atingida pelas costas.

Após os trâmites legais de formalização do mandado de prisão na Delegacia de Comodoro, o preso foi encaminhado à unidade prisional, onde permanece à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Suspeito de tentativa de homicídio, que age como disciplina de facção, é preso pela Polícia Civil

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil cumpriu nesta segunda-feira (18.10), em Paranatinga, um mandado de prisão preventiva contra um rapaz de 21 anos investigado por tentativa de homicídio qualificado, ocorrida na última semana, na cidade.

O suspeito foi identificado como “disciplina” de uma facção criminosa e é investigado pela prática de diversos crimes realizados em Paranatinga, como tortura, tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma de fogo.

No último dia 12 de outubro, a vítima de 22 anos estava em uma residência quando foi atingido por disparos de arma de fogo.

A equipe da Delegacia de Paranatinga realizou diligências e chegou à identificação do autor do crime. Com a documentação reunida sobre a ação criminosa, o delegado Hugo Abdon representou pelo pedido de prisão preventiva, deferido pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Paranatinga.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso