conecte-se conosco


Nacional

Fortaleza abre ciclo carnavalesco nesta sexta-feira

Avatar

Publicado

O bloco Luxo da Aldeia abre, na noite desta sexta-feira (12), o ciclo carnavalesco deste ano em Fortaleza. A cidade antecipa-se ao calendário e inaugura a folia com o Luxo da Aldeia, que animará a Praça do Ferreira, no centro, com repertório formado por composições de artistas cearenses.

Ao todo, 56 blocos fazem parte da programação carnavalesca, que se espalha por 10 polos em diferentes pontos da capital. Com o tema Iracema Meu Amor, em alusão à personagem criada pelo escritor cearense José de Alencar, o ciclo carnavalesco homenageia o bloco Periquito da Madame, criado em 1980 e que estimulou a cultura do pré-carnaval em Fortaleza.

“Este será o carnaval do respeito, da diversidade e da tolerância, espalhando mais amor e gentileza por Fortaleza”, diz o secretário da Cultura da cidade, Evaldo Lima. A pasta investiu R$ 550 mil em edital público de apoio aos blocos de rua e R$ 916 mil nas 38 agremiações que desfilam na Avenida Domingos Olímpio durante o carnaval.

Repetindo o modelo do ano passado, o evento conta ainda com patrocínio da iniciativa privada. O ciclo carnavalesco vai abranger também os quatro dias de carnaval, terminando somente no dia 13 de fevereiro.


Comentários Facebook
Veja Também  Calor, chuva e raios nesta quinta em São Paulo

Nacional

Paraisópolis tem segurança reforçada após ação que matou nove em baile funk

Avatar

Publicado

Protesto em Paraisópolis. Moradores caminham e linha arrow-options
Bruno Rocha/Fotoarena/Agência O Globo
Moradores farão homenagem aos mortos no último domingo (1º)

Moradores de Paraisópolis , na zona Sul de São Paulo , relatam que agentes policiais reforçaram a segurança na comunidade depois que uma ação da Polícia Militar (PM) deixou nove pessoas mortas por pisoteamento e 17 feridas no último domingo (1º) no Baile da 17 . Neste sábado (7), moradores farão uma homenagem aos mortos.

Divididos em grupos, policiais começaram a fazer a patrulha das principais ruas do bairro do Morumbi que dão acesso ao local. Na saída para a Avenida Giovanni Gronchi, por exemplo, motoristas e motociclistas foram parados.

Nesta sexta-feira (6), o governador João Doria voltou a falar que os protocolos de atuação da PM vão ser alterados, mas não deu mais detalhes sobre quais seriam essas mudanças nem quando elas ocorreriam.

Agentes investigados

Uma semana após a tragédia, 38 agentes que atuaram na operação em Paraisópolis estão sendo investigados pela Polícia Civil. Vídeos que circulam nas redes sociais gravados por moradores e câmeras de segurança mostra os oficiais agentes agredindo frequentadores do baile funk. Seis deles já foram afastados pela Corregedoria da Polícia Militar.

Veja Também  Doria anuncia uso de drones para auxílio das polícias de São Paulo

Leia também: Defesa diz que PM evitou “tragédia maior” em ação em Paraisópolis 

Segundo os moradores do local, a multidão que estava no baile foi conduzida para vielas com balas de borracha e gás lacrimogêneo. A defesa dos policiais diz, no entanto, que eles entraram no baile para perseguir dois suspeitos em uma moto.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Após fiança, Justiça manda soltar mulher que recusou taxista negro

Avatar

Publicado

source

A Justiça determinou, neste sábado (7), a liberdade provisória mediante pagamento de fiança no valor de R$ 10 mil da advogada Natália Burza Gomes Dupin , de 36 anos. Ela é suspeita de cometer injúria racial a um taxista na Avenida Álvares Cabral, no bairro Santo Agostinho, em Belo Horizonte.

Natália foi ouvida pela juíza Roberta Chaves Soares em uma audiência de custódia, no Fórum Lafayette, no bairro Barro Preto, na Região Centro-Sul. Caso ela descumpra as determinações judiciais, poderá ser presa novamente . Ela estava detida desde o dia 5 de dezembro.

De acordo com a Polícia Militar (PM), Luiz Carlos Alves Fernandes, de 51 anos, perguntou se a mulher, que estava com o pai idoso, precisava de um táxi; ela disse que precisava sim, mas não andava com “preto”.

mulher racista arrow-options
Foto: Reprodução/Internet
Aos gritos de “racista”, ela é conduzida por policiais para uma delegacia

Ainda conforme a ocorrência, o motorista alegou que a mulher não poderia dizer aquilo, porque era crime; ela respondeu: “eu não gosto de negro, sou racista, sou racista mesmo” . E na sequência cuspiu no pé dele.

Veja Também  Adolescente morre ao usar celular ligado na tomada para ouvir música

Com a chegada da Polícia Militar, a mulher foi detida e levada para a delegacia. No local, ela ainda desacatou os militares, chegou a chamar uma sargento de “sapata”, conforme a ocorrência, e foi algemada.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que a advogada presa e autuada por injúria racial após ofender um taxista em Belo Horizonte. Aos gritos de “racista”, ela é conduzida por policiais para uma delegacia.

No início da tarde desta sexta-feira (6), a Polícia Civil informou que a mulher foi encaminhada para uma unidade prisional do estado, mas o local não foi divulgado.

Segundo a corporação, Natália também foi autuada por desacato, desobediência e resistência contra os policiais militares. A defesa dela disse que só vai comentar o caso no curso do processo que, a partir de agora, corre em segredo de Justiça.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana