conecte-se conosco


Destaque

Tenente Ledur presta depoimento este mês por tortura

Publicado

Destaque

Além dela, que era responsável direta pelo treinamento dos novatos na corporação, também foram intimados outros cinco réus: o tenente-coronel Marcelo Augusto Revéles Carvalho, o tenente Thales Emmanuel da Silva Pereira, os sargentos Diones Nunes Sirqueira e Eneas de Oliveira Xavier e o cabo Francisco Alves de Barros.

Além disso, estão previstas oitivas de testemunhas, mas que vão ocorrer por meio de cartas precatórias, pois moram em cidades do interior como Tangará da Serra, Nova Mutum, Sinop, Dom Aquino, Rondonópolis e chapada dos Guimarães.

Na mesma decisão em que o juiz Furandir Florêncio, substituto legal da juíza Selma Rosane Santos Arruda, designou a data da audiência de instrução, também foi negado a Ledur o pedido de desclassificação da acusação de crime de tortura para o crime de maus tratos, que tem pena menor.

Conforme a legislação, o crime de tortura tem pena prevista entre 2 e 8 anos de reclusão e outros agravos como a perda de cargo em casos de servidores públicos. Já em relação ao crime de maus tratos, a pena de prisão é entre 4 e 14 anos, quando se resulta em morte.

Relembre o caso

Reprodução Facebook

Rodrigo Claro

Rodrigo Claro morreu aos 21 anos de idade, no dia 15 de novembro de 2016, vítima de uma hemorragia cerebral causada poucas horas após participar de treinamento e atividades aquáticas, pelo 16º Curso de Formação de Soldado Bombeiro do Estado de Mato Grosso.

Durante o treino, ele foi submetido a sessões de afogamento durante a travessia da lagoa Trevisan. Ele chegou a ser hospitalizado, mas após cirurgia e 5 dias de internação na UTI, acabou morrendo.

Comentários Facebook
publicidade

Destaque

Polícia Civil cumpre mandados contra grupo envolvido em execução de empresário morto em 2019

Publicado

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), deflagrou no início da tarde desta terça-feira (09.08), a Operação Chapeiros, para cumprimento de ordens judiciais contra um grupo criminoso envolvido na execução do advogado Antônio Padilha de Carvalho.

VEJA O VÍDEO AQUI

A vítima foi morta em um semáforo da Capital no dia 04 de dezembro de 2019. A operação é coordenada pelo delegado Marcel Gomes de Oliveira, com supervisão do delegado titular da DHPP, Fausto Freiras e conta com apoio de 30 policiais da homicídios e da Gerência de Operações Especiais (GOE).

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

NO AR SBT COMUNIDADE

Publicado

Acompanhe o SBT Comunidade ao vivo, de segunda a sexta-feira das 11h até às 13h, pelo Facebook ou Youtube. Participe também mandando sua sugestão de pauta ou reclamação pelo COMUNIZAP – 📲 Whatsapp: https://wa.me/5565999970955

Conheça nossas redes sociais nos links abaixo 

FACEBOOK: https://www.facebook.com/sbtcuiaba/

YOUTUBE: https://www.youtube.com/c/SBTCuiab%C3%A101

 

 

 

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso