conecte-se conosco


Destaque

Idosos e pessoas com deficiência devem fazer inscrição no Cadastro Único para manter benefício

Publicado

Destaque

O Governo Federal publicou no Diário Oficial da União que circulou na terça-feira (26.12), a Portaria Interministerial n° 5/2017, que determina que os idosos acima de 65 anos e as pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) devem estar inseridos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

O Cadastro Único, conhecido como Cad Único, é a porta de entrada para mais de 20 programas sociais – é um instrumento que identifica as famílias de baixa renda, permitindo que o governo conheça melhor a realidade socioeconômica de cada uma delas. Nele, são registradas as características da residência, a identificação de cada pessoa, a escolaridade, a situação de trabalho e renda, entre outras informações.

O cadastramento é obrigatório e deve ser feito até dezembro de 2018 nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) ou nas secretarias de assistência social dos municípios. Caso o beneficiário tenha alguma dificuldade de deslocamento, a inscrição pode ser feita pelo responsável familiar. Basta apresentar o CPF de todas as pessoas que moram na residência com o beneficiário.

Veja Também  Bebê é encontrado em caixa de sapato ao lado de lixeira

Conforme o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS),a medida cumpre uma recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU) e vai aperfeiçoar a gestão dos benefícios sociais.

Dados do MDS revelam que em novembro, mais de 4,5 milhões de pessoas receberam o BPC. Destes, 2 milhões são idosos e 2,5 milhões são pessoas com deficiência. Do total, mais de 2,3 milhões já estão no Cadastro Único e 2,1 milhões ainda precisavam realizar o cadastramento.

Acesse aqui a Portaria Interministerial n° 5/2017

Com informações da Ascom/MDS

Comentários Facebook

Destaque

Bebê é encontrado em caixa de sapato ao lado de lixeira

Avatar

Publicado

Na manhã desta segunda-feira (18), um bebê foi encontrado abandonado de fralda, dentro de uma caixa de tênis, ao lado de um contêiner de lixo, no bairro de Mussurunga 1.

A menina foi resgatada por pessoas que passavam pelo local e levada para a Unidade de Pronto Atendimento de São Cristóvão.

Segundo informações dos médicos que atenderam a criança, ela tinha cerca de quatro horas de vida, quando foi encontrada. A recém-nascida passa bem.
Reprodução das redes sociais

Comentários Facebook
Veja Também  Ex-policial militar com diversas condenações e foragido da Justiça é localizado e preso na Capital
Continue lendo

Destaque

Bebâdo filho ameaça arrancar cabeça da mãe em Cuiabá

Avatar

Publicado

Um jovem de 21 anos foi preso pela Polícia Militar na noite de domingo (17) no bairro Jardim Paulicéia, em Cuiabá. Ele teria tentando matar a mãe, de 39 anos, com golpes de facão e enxada.

Na delegacia, ele seguiu com as ameaças e disse que arrancaria a cabeça da vítima com uma enxada e um facão.

Segundo boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada pelos familiares, por volta das 19h10. Eles relataram que o agressor estaria fora de controle e teria tentado matar a mãe.

Ao chegar no local, a vítima relatou aos militares que foi chamada pela nora para ir até a casa onde eles estavam. Lá, se deparou com o filho bastante alterado, aparentando estar bêbado. O suspeito a mandou ir embora de casa, mas ela se recusou.

Foi então que ele pegou um facão e disse que iria matá-la. A vítima foi golpeada com chutes e por pouco não foi atingida por golpes de facão, pois testemunhas conseguiram evitar o pior. Em seguida, o agressor pegou um pedaço de madeira e bateu na mãe, que ficou ferida no braço esquerdo.

Veja Também  Prefeito apresenta Plano Municipal de Imunização contra a Covid-19

Em rondas, os policiais encontraram o suspeito que foi encaminhado para a delegacia da mulher. Segundo informações dos militares, ele ameaçou os policiais e ainda disse que vai ‘arrancar a cabeça da mãe’.

A Polícia Civil investiga o caso.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana