conecte-se conosco


Sem categoria

Justiça manda soltar jovem que matou travesti atropelada em Várzea Grande

Avatar

Publicado

A Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT) decidiu, por unanimidade, mandar para a prisão domiciliar Thiago Marques Tapajós, de 28 anos, acusado de atropelar e matar no dia 23 de junho de 2017 a travesti Natália Pimentel, de 22 anos, na região conhecida como “Zero KM”, em Várzea Grande. A decisão foi proferida em sessão desta terça-feira (19).

A defesa do réu alegou no pedido de conversão de prisão preventiva para prisão domiciliar que o réu sofre de miocardiopatia dilatada – doença cardíaca grave, que impede o bombeamento eficaz do sangue para o restante do corpo. O advogado afirmou que “só um transplante” pode curar a enfermidade e que a unidade prisional onde ele se encontra não reúne as condições necessárias para oferecer o tratamento adequado em episódios de crise. O relator do pedido, o desembargador Marcos Machado, concedeu o benefício.

“Uma perícia por parte do SUS demandaria por conta do final de ano, retarda isso por um mês ou mais. Eu queria compartilhar essa posição com vossas excelências. Vou conceder a ordem voltando ao regime de prisão domiciliar, advertindo que a violação já geraria sua prisão novamente”, disse o desembargador.

Marcos Machado, porém, fez críticas ao comportamento do réu, dizendo que o crime contra a travesti ocorreu durante uma violação de prisão domiciliar, fato que fez com que Thiago atropelasse “covardemente” Natália Pimentel. “A razão porque estava mantendo a prisão […] Ele havia sido colocado em regime de prisão domiciliar, descumpriu a prisão e atropelou covardemente o homossexual”, disse o magistrado.

A defesa disse ainda que o juiz de primeira instância que conduz o caso reconheceu a gravidade da doença e determinou que a Politec realizasse uma perícia para avaliar as condições de saúde de Thiago Pimental. Porém, o órgão público de segurança se recusou a fazer o procedimento. O réu ainda teria tido uma crise recentemente, sendo necessária sua reanimação, além de encaminhamento a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Marcos Machado também ressaltou que foi surpreendido com as informações, dizendo que iria confiar nas palavras do advogado do réu. “Esse é o grande problema da surpresa por conta de situações pontuais. Eu quero confiar na boa fé de vossa excelência”.

Seu voto foi seguido pelos outros dois desembargadores da Primeira Câmara Criminal, Orlando Perri e Paulo da Cunha.

O CASO

Apontado como autor do crime, Thiago Marques Tapajós, 28, teve a ordem de prisão cumprida pela equipe da DHPP coordenada pelo delegado Flávio Henrique Stringueta. Ele foi localizado em casa, no Residencial Francisca Loureiro Borba, no bairro Osmar Cabral, em Cuiabá. O suspeito foi reconhecido por duas testemunhas que presenciaram o atropelamento.

O crime aconteceu no dia 23 de junho, tendo como vítima a travesti, Thiago Assunção da Costa Corrêa, 22, conhecida como Nahália Pimentel. Na ocasião, a vítima e outra travesti estavam na rua a espera de clientes para programa sexual quando foram abordadas por um homem em um veículo Volkswagem Gol, prata, por volta das 07h30.

A travesti não aceitou a proposta do suspeito e saiu do local, seguindo para outra esquina junto a sua colega. Neste momento o suspeito acelerou o carro e atropelou intencionalmente a vítima e em seguida fugiu. A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no dia 25 julho, em decorrência do atropelamento.

A ocorrência foi inicialmente atendida pela Delegacia de Trânsito (Deletran), porém, após ficar confirmada a intenção da vítima, o caso passou a ser investigado pela DHPP, que passou a trabalhar na identificação do suspeito. Durante os trabalhos, foram realizadas diversas diligências e oitivas de testemunhas que levaram a identificação das características físicas do autor do crime.

Comentários Facebook

Sem categoria

Prefeito de Cuiabá prorroga decreto para manter comércio fechado e suspensão de aulas para evitar contágio do coronavírus

Daniel da Silva

Publicado

Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro — Foto: Luiz Alves/Prefeitura de Cuiabá

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), prorrogou o decreto sobre as medidas de prevenção e combate à disseminação do novo coronavírus na capital mato-grossense. O anúncio foi feito em uma rede social neste sábado (4).
O comércio continuará fechado até o dia 21 de abril e a aulas continuarão suspensas até o dia 10 de maio para evitar o contágio do coronavírus. O decreto será publicado na segunda-feira (7).
Na coletiva, o prefeito afirmou que ‘prefere pecar por excesso do que omissão’.
“Evite usar o transporte coletivo, evite aglomerações. Aparentemente parece que está tudo normal, mas existe um inimigo invisível que já contaminou milhares de pessoas no mundo e que chegou em Mato Grosso”

Educação e assistência social
As aulas nas creches municipais, Centro Municipal de Educação Infantil (CMEIs) e programas escolares, que impliquem em aglomeração de crianças, ficam suspensas entre os dias 4 de abril até o dia 10 de maio.
Os abrigos, projetos sociais, restaurante popular, Centros de Referência da Assistência Social (Cras) também continuam com atividades suspensas ou limitadas.
Os alunos em situação de vulnerabilidade social continuarão recebendo o kit alimentação escolar. Alunos do Ensino Fundamental (1° ao 9º Ano) e da Educação de Jovens e Adultos (EJA), irão receber as atividades educacionais na forma virtual (EAD).
Comércio e serviços
Para o setor de comércio e serviços fica determinado o fechamento pelo período de 6 a 21 de abril de quaisquer estabelecimentos comerciais e de serviços no município de Cuiabá, como shopping centers, restaurantes, bares, academias, feiras, igrejas, exposições entre outros.
O veto também se aplica aos vendedores ambulantes. Também continua vedada a realização de qualquer tipo de evento que possa resultar em aglomeração de pessoas.
Estabelecimentos como supermercados, padarias, açougues, e lojas de conveniência podem continuar o funcionamento, mas o consumo dentro destes locais está vedado. Os mercados poderão funcionar aos finais de semana e feriados.

Transporte
Os ônibus continuarão com a frota de 30% para atender servidores da saúde e profissionais dos serviços essenciais. Nesse período ficam suspensos os benefício do passe-livre estudantil, tarifa-social e passe da melhor idade dos idosos. Os ônibus devem operar com 50% da capacidade para evitar a superlotação de passageiros.
Os servidores municipais continuam trabalhando de casa.

 

Fonte: G1 MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Sem categoria

Venda de bilhetes do bonde de Santa Teresa a turistas está proibida

Avatar

Publicado


.

O uso dos bondes de Santa Teresa, na região central da cidade do Rio, está restrito a partir de hoje (18), a moradores do bairro cadastrados no sistema de gratuidade, sem prejuízo da necessidade da devida comprovação desta condição com apresentação da carteira devida. Com a medida fica proibida da venda de bilhetes para turistas, que costumam visitar o bairro com este tipo de transporte.

De acordo com a secretaria de estado de Transportes do Rio, a medida foi adotada como prevenção ao novo coronavírus. A ocupação dos lugares no bondinho, como são chamados, foi reduzida de 32 para 24 e a circulação será feira entre a estação Carioca e parada Dois Irmãos, com intervalos de uma hora.

A secretaria informou ainda que a aplicação da restrição será avaliada até o fim de semana e não descartou a inclusão de novas medidas. “Até o fim da semana, essas mudanças serão reavaliadas e novas medidas poderão ser adotadas”, diz a nota.

Os dias e horários de operação foram mantidos. De segunda a sexta é das 8h às 17h40; aos sábados, das 10h às 17h40, e aos domingos e feriados, das 11h às 16h40.

A decisão do diretor-presidente da Companhia Estado de Engenharia de Transportes e Logística- Central, Carlos Alberto Buss, responsável pela operação do serviço foi publicada nesta quarta-feira (18) em portaria do presidente do Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro, Cleber Ribeiro Afonso.

 

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana