conecte-se conosco


Educação

Inep divulga gabarito preliminar do Revalida 2017

Avatar

Publicado

Os gabaritos preliminares da prova objetiva da primeira etapa do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira (Revalida) 2017 já estão disponíveis. São dois gabaritos, referentes aos cadernos de prova aplicados no último domingo (24). Eles podem ser acessados na página do Revalida, no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O período para apresentação de recursos, referente ao gabarito preliminar, será aberto a partir de 2 de outubro.

O exame reconhece os diplomas de médicos que se formaram no exterior e querem atuar no Brasil e é direcionado tanto a estrangeiros formados em medicina fora do Brasil quanto a brasileiros que se graduaram em outro país e querem exercer a profissão em sua terra natal.

A edição de 2017 teve 7.453 inscritos, sendo 3.842 brasileiros. Médicos de 56 nacionalidades diferentes fizeram o exame.

O Revalida contou com uma prova objetiva, composta de 100 questões de múltipla escolha, e uma discursiva, abarcando cinco questões, que avaliaram as competências, as habilidades e o nível de desempenho esperado.

A divulgação do resultado da primeira etapa está prevista para novembro. Apenas os aprovados nessa fase poderão se inscrever para a segunda etapa, prevista para março de 2018. Esta fase será formada por uma prova de Avaliação de Habilidades Clínicas, na qual os candidatos terão um intervalo de tempo determinado para realizar tarefas específicas da função médica.


Comentários Facebook

Educação

Rio cria Rota da Leitura para doação de livros durante a pandemia

Avatar

Publicado


.

Para promover uma corrente solidária visando a arrecadação de livros a serem doados durante a pandemia do novo coronavírus, a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro (Sececrj) lançou o projeto Rota da Leitura. 

Os doadores farão o agendamento prévio, sem necessidade de sair de casa, e um carro será disponibilizado gratuitamente para buscar os exemplares nos endereços fornecidos.

O material será utilizado para montagem de salas de leitura e libertações de livros em locais com baixos índices de leitura e pouca oferta de equipamentos culturais. Os doadores receberão um diploma de Amigo da Leitura.

A secretária de Cultura e Economia Criativa, Danielle Barros, afirmou que um dos compromissos é incentivar a leitura entre os cidadãos. 

“Para isso, sempre realizamos eventos de doação de livros. Agora, estamos também pedindo a contribuição da sociedade civil. Você que tem livros e gostaria de compartilhar conhecimento, pode entrar em contato para fazer a doação. Pela cultura e literatura vamos incentivar novos leitores para manter essa prática muito especial”, argumentou.

Traçando a rota

O carro da secretaria vai percorrer, a cada semana, uma região do município do Rio de Janeiro. A rota será traçada a partir da colaboração dos doadores.

Quem quiser doar pode entrar em contato pelo Whatsapp (21) 99906-3675 e fazer o agendamento. 

Serão aceitos no mínimo dez livros no roteiro a ser traçado, que podem ser de qualquer estilo e não restritos a publicações didáticas, de caráter pedagógico usado nas escolas. Os livros devem estar em bom estado de conservação.

O superintendente de Leitura e Conhecimento da Sececrj, Pedro Gerolimich, disse que serão efetuadas triagens nos livros recolhidos, de modo a garantir todos os procedimentos técnicos da quarentena em um período de pandemia. “Cumpriremos todas as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS)”, adiantou.

Libertação de livros

Durante o período de isolamento social imposto para impedir a expansão da covid-19, a secretaria não deixou de realizar os eventos de libertação de livros. Nesse período, foram doados 1.388 exemplares. 

Uma das ações foi realizada no Retiro dos Artistas, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio, onde 52 idosos receberam 100 livros. A secretaria também levou livros para a ação do Dia das Mães da organização não governamental (ONG) Efeito Urbano, no Morro da Providência, no bairro da Gamboa, região central do Rio.

Veja o link para inscrição no projeto Rota da Leitura.

Edição: Kleber Sampaio

Comentários Facebook
Continue lendo

Educação

Governo prepara retorno gradual das aulas em São Paulo

Avatar

Publicado


.

O secretário executivo da Secretaria Estadual da Educação de São Paulo, Haroldo Rocha, disse hoje (5) que o retorno às aulas presenciais, ainda sem data marcada, será de forma gradual. “A ideia é que nós vamos voltar em fases, combinadas com as [cinco] fases do Plano São Paulo [plano do governo estadual de retomada das atividades econômicas e de serviços, de forma gradual e regionalizada]. A ideia é que a gente volte com 20% [de presença] dos alunos no primeiro momento; no segundo momento, com 50% dos alunos; e, na fase final, com 100% dos alunos. Isso já é uma decisão”, detalhou o secretário. Rocha. 

As aulas presenciais na rede estadual de São Paulo estão suspensas desde o dia 23 de março como medida de controle à propagação do novo coronavírus (covid-19). E o retorno “depende da evolução da pandemia e da orientação científica da saúde”, disse Rocha.

O estado tem hoje 13 milhões de estudantes. 

O secretário disse que ainda está sendo discutido que faixa etária terá prioridade na retomada das aulas, se as crianças mais novas ou as crianças mais velhas. Outra questão que está sendo estudada pela secretaria diz respeito aos professores que estão na faixa de risco para o coronavírus, seja por idade acima de 60 anos, seja por problemas anteriores de saúde.

Rocha lembrou que apesar das aulas presenciais estarem suspensas, elas vêm acontecendo de forma online e remota, por meio do Centro de Mídias da Educação de São Paulo (CMSP), plataforma criada pela secretaria de Educação durante a pandemia do novo coronavírus. 

“Estamos transmitindo as aulas pelo Centro de Mídias, que é uma construção que envolve o aluno e o professor, que acessam um aplicativo para as aulas, com internet patrocinada [pelo governo]. Esse Centro de Mídias não é ferramenta da pandemia. Ela nasceu agora, mas será muito importante para a educação daqui para a frente, sobretudo na retomada de aulas”.

De acordo com o secretário executivo de Educação, a retomada das aulas no estado será feita de forma híbrida, aproveitando o Centro de Mídias. “Na retomada das aulas, nós vamos trabalhar com o ensino híbrido, ou seja, as crianças terão um tempo presencial na escola e vão ter também a oportunidade de ampliar ou ter apoio do Centro de Mídias em suas casas para avançar no conhecimento”, disse. 

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Educação de São Paulo (Seduc-SP) informou que vem realizando reuniões com instituições públicas e privadas para organizar a retomada planejada das aulas presenciais. E que será de forma gradual e regionalizada, seguindo o que os dados científicos sobre a epidemia indicarem em cada região do estado.

Ainda segundo a secretaria, as diretrizes sobre a retomada presencial das aulas devem ser apresentadas à sociedade nas próximas semanas.

Competições e práticas esportivas

O governador de São Paulo, João Doria, disse hoje (5) que a volta das competições e práticas esportivas no estado está em fase de estudos, sem prazo ainda para serem retomadas. “Ainda não há posição definida sobre prazo de retorno do futebol e dos demais esportes”, disse Doria.

“Temos trabalhado em duas frentes. Primeiro, temos um grupo estudando a forma como o vírus se espalha ou pode ser disseminado em uma corrida ou atividades como bicicleta, jogos de futebol, basquete ou tênis. Então pretendemos levar, nas próximas duas semanas, tudo isso para discussão no comitê de crise para embasar uma discussão de eventual abertura desse tipo de atividade, se isso for seguro e possível. Na outra frente, temos tido contato com as federações. E estamos aguardando que elas apresentem protocolos para colocar isso em discussão”, disse Carlos Carvalho, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo.

Manifestações

O governador João Doria disse que a Polícia Militar já está orientada para acompanhar, e atuar, caso seja necessário, na manifestação prevista para este domingo (7), na Avenida Paulista. 

Segundo Doria, será preservado o direito das pessoas a se manifestarem. “A posição do governo é de que não somos contra manifestações. Entendemos as manifestações como uma forma democrática da população a assumir sua posição, contra ou a favor. O que não apoiamos são as agressões. A manifestação, dentro dos princípios democráticos, e dentro do respeito ao cidadão, merece nosso apoio e consideração. Mas medidas que proponham violência ou discriminação ou ações ofensivas e agressivas a quem quer que seja, não serão toleradas pelo governo de São Paulo”.

Edição: Fernando Fraga

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana