conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende suspeitos de roubar R $ 80 mil e matar idoso em Alto Garças

Publicado

Policial

Assessoria | PJC-MT    

Dois jovens autores de um bárbaro latrocínio, praticado contra um idoso no município de Alto Garças (357 km ao Sul), foram preso pela Polícia Judiciária Civil. A investigação  também  resultou na identificação de mais três pessoas envolvidas na ação violenta e brutal.   

O casal, Kelle Aparecida Almeida dos Santos, 20, e Rafael Rezende Rodrigues, 19, foi preso pela equipe da Delegacia de Polícia, após ambos terem os mandados de prisão preventiva decretados pela Justiça, por latrocínio.

O fato aconteceu na noite de sábado, 26 de novembro, em uma residência localizada no centro da cidade, onde o morador Amado Pereira da Silva, 69, foi torturado até a morte.  O corpo da vítima, que morava sozinha, foi encontrado na manhã do dia seguinte, domingo (27.11), caído no fundo do imóvel.

Nas diligências, os policiais civis descobriram que o idoso foi morto durante um roubo de aproximadamente R$ 80 mil reais, que ele  guardava dentro de sua casa.

Conforme apurado, o dinheiro era fruto das economias feitas pelo idoso, que conseguiu juntar ao longo de sua vida. A quantia ficava dentro de uma bolsa, escondida em cima de um guarda-roupa, no quarto do senhor Amado.  

As investigações levaram para a identificação de cinco pessoas envolvidas no latrocínio, sendo dois vizinhos da vítima, ambos já qualificados, e os responsáveis por passar a informação da existência do dinheiro para os criminosos, além dos três autores.

No dia do crime, Kelle e Rafael, na companhia de outro jovem de 22 anos (esse ainda foragido), foram ao local onde renderam a vítima que foi amarrada e amordaçada com suas próprias roupas e cintos. Em seguida, o idoso asfixiado caiu com o rosto ao solo e acabou agonizando até ir a óbito.

Com base nos indícios e provas, os autores do latrocínio tiveram os pedidos de prisão preventiva representado pela Polícia Civil, e deferido pelo juízo da Comarca local.

O trabalho continua para localizar e prender o terceiro envolvido no fato.

De acordo com o delegado de polícia de Alto Garças, Carlos Roberto Moreira de Oliveira, os dois vizinhos também serão responsabilizados criminalmente no inquérito policial instaurado, pelos atos praticados.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Homem é preso em flagrante pela Polícia Civil após ameaçar companheira em Lucas do Rio Verde

Publicado

Policiais civis de Lucas do Rio Verde prenderam em flagrante nesta quinta-feira (26.05) um homem de 45 anos por ameças contra sua companheira, que requereu medida protetiva de urgência. Após diligências, uma equipe de investigadores localizou o suspeito e o conduziu à Delegacia da Polícia Civil.

Na quarta-feira, a vítima procurou o Núcleo de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica e relatou as ameaças sofridas. Após o registro da ocorrência, a mulher e a filha adolescente buscaram socorro em outro lugar, com medo de retornar à residência. A vítima relatou também que no mês de abril, o suspeito tentou enforcá-la.

Depois de ser ouvida na Polícia Civil, a vítima voltou a receber ameaças e injúrias na noite de quarta-feira, quando o suspeito enviou mensagens por aúdio desferindo diversos xingamentos.

O delegado Eugênio Rudy Jr., do Núcleo de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica, determinou diligências para localização do suspeito, que foi encontrado na tarde desta quinta-feira no bairro Bom Jesus e preso em flagrante.

Após a autuação na delegacia, ele foi encaminhado ao centro de detenção de Lucas do Rio Verde. O delegado Eugênio Rudy encaminhou representação à Justiça pela conversão do flagrante em prisão preventiva.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Mulher é presa em flagrante com documento falso após aplicar golpe em banco

Publicado

Uma mulher de 53 anos foi presa na manhã desta quinta-feira (26) pela Polícia Civil, em Sapezal, por aplicar um golpe em uma agência bancária utilizando documentação falsa.

A Delegacia de Sapezal foi comunicada pela Delegacia Especializada de Estelionatos de Cuiabá de que a suspeita estaria dentro de uma agência bancária tentando aplicar um golpe. Uma equipe de investigadores seguiu até o local e encontrou uma mulher com as características passadas e a abordou dentro do banco.

Ao ser questionada, mulher se identificou com um nome divergente e entregou um RG que constava sua foto. Depois que os policiais civis pediram a ela mais informações, a mulher entrou em contradição e acabou confessando que se tratava de um documento de identificação falso.

Em contato com um atendente do banco, os investigadores foram informados que a suspeita abriu uma conta usando o documento falso, fez um empréstimo no valor de R$ 40 mil reais e havia retornado ao banco para desbloquear o aplicativo e realizar outros saques.

Ela foi conduzida à Delegacia de Sapezal, onde foi autuada e presa em flagrante por uso de documento falso.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso