conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende acusados de furto de gado e recupera 100 animais em Porto Alegre do Norte

Publicado

Policial

Assessoria PJC-MT

Dois homens acusados de furtarem gado em propriedades rurais nos município de Porto Alegre do Norte (1.125 km a Nordeste), e Canabrava do Norte (1.215 km a Nordeste), foram presos pela Polícia Judiciária Civil. A ação resultou também na recuperação de cerca de 100 animais, armas de fogo e material usado para marcar o rebanho.

Os suspeitos, Adauto José Ferleti, conhecido como “Galego”, e Silvino Mariano Neto, conhecido como “Paraíba”, foram autuados em flagrante pelos crimes de furto, associação criminosa e posse ilegal de arma de fogo.

As investigações iniciaram após registros de boletins de ocorrência referente furtos de gado em fazendas na região. Os policiais  identificaram Silvino como o autor dos furtos dos rebanhos e Adauto José, o receptador dos animais.

Nas propriedades dos envolvidos, a Polícia Civil encontrou grande quantidade do gado subtraído das vítimas e também duas armas de fogo e material usado para suprimir as marcas originais e remarcar os bois.

De acordo com o delegado Porto Alegre do Norte, Marcelo Henrique Maidame, os policiais civis continuam em campo juntamente com as vítimas, para recuperar todos os animais furtados, que ainda estão sendo contabilizados.

“As investigações continuam pelas suspeitas de se tratar de um grupo criminoso, que vem agindo na região, causando grandes prejuízos aos fazendeiros”, comentou o delegado Marcelo Henrique Maidame.

“As fortes chuvas estão dificultando os trabalhos dos policiais civis de Canabrava e Porto Alegre do Norte, pois o gado está espalhado em várias fazendas. No entanto, as investigações estão sendo realizadas graças ao empenho e dedicação dos servidores das duas delegacias de polícia”, destacou Marcelo Henrique Maidame.

Os presos serão interrogados e autuados em flagrante e depois encaminhados para audiência de custódia, ficando à disposição do juízo da Comarca de Porto Alegre do Norte.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Homem é preso em flagrante pela Polícia Civil após ameaçar companheira em Lucas do Rio Verde

Publicado

Policiais civis de Lucas do Rio Verde prenderam em flagrante nesta quinta-feira (26.05) um homem de 45 anos por ameças contra sua companheira, que requereu medida protetiva de urgência. Após diligências, uma equipe de investigadores localizou o suspeito e o conduziu à Delegacia da Polícia Civil.

Na quarta-feira, a vítima procurou o Núcleo de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica e relatou as ameaças sofridas. Após o registro da ocorrência, a mulher e a filha adolescente buscaram socorro em outro lugar, com medo de retornar à residência. A vítima relatou também que no mês de abril, o suspeito tentou enforcá-la.

Depois de ser ouvida na Polícia Civil, a vítima voltou a receber ameaças e injúrias na noite de quarta-feira, quando o suspeito enviou mensagens por aúdio desferindo diversos xingamentos.

O delegado Eugênio Rudy Jr., do Núcleo de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica, determinou diligências para localização do suspeito, que foi encontrado na tarde desta quinta-feira no bairro Bom Jesus e preso em flagrante.

Após a autuação na delegacia, ele foi encaminhado ao centro de detenção de Lucas do Rio Verde. O delegado Eugênio Rudy encaminhou representação à Justiça pela conversão do flagrante em prisão preventiva.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Mulher é presa em flagrante com documento falso após aplicar golpe em banco

Publicado

Uma mulher de 53 anos foi presa na manhã desta quinta-feira (26) pela Polícia Civil, em Sapezal, por aplicar um golpe em uma agência bancária utilizando documentação falsa.

A Delegacia de Sapezal foi comunicada pela Delegacia Especializada de Estelionatos de Cuiabá de que a suspeita estaria dentro de uma agência bancária tentando aplicar um golpe. Uma equipe de investigadores seguiu até o local e encontrou uma mulher com as características passadas e a abordou dentro do banco.

Ao ser questionada, mulher se identificou com um nome divergente e entregou um RG que constava sua foto. Depois que os policiais civis pediram a ela mais informações, a mulher entrou em contradição e acabou confessando que se tratava de um documento de identificação falso.

Em contato com um atendente do banco, os investigadores foram informados que a suspeita abriu uma conta usando o documento falso, fez um empréstimo no valor de R$ 40 mil reais e havia retornado ao banco para desbloquear o aplicativo e realizar outros saques.

Ela foi conduzida à Delegacia de Sapezal, onde foi autuada e presa em flagrante por uso de documento falso.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso