conecte-se conosco


Policial

Ação integrada prende secretário de obras por peculato em Santa Terezinha

Publicado

Policial

Assessoria | PJC-MT

O secretário de obras do município de Santa Terezinha (1.312 km a Nordeste), Olímpio de Freitas Neto, 49, foi preso em flagrante, sob a acusação de crime de peculato. A ação integrada da Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar, foi realizada na tarde de quarta-feira (14.12). Um vereador da cidade também será indiciado pelo crime.

As diligências que resultaram na prisão do secretário iniciaram, após o recebimento de denúncia de que um maquinário da Prefeitura Municipal estava em serviço na propriedade rural do vereador, Roberto Xavier Teixeira Reis, 45, na estrada sentido Porto Velho (RO).

As equipes se deslocaram para a propriedade do vereador, onde encontraram uma máquina PC retroescavadeira, atolada na represa, bem como o caminhão prancha utilizado para trasportar o maquinário, estacionado dentro da fazenda.

No momento em que os policiais chegaram a propriedade, não havia ninguém no local, porém enquanto faziam o levantamento do maquinário, chegou um veículo da Prefeitura Municipal, em que estava o secretário de obras e mais quatro funcionários.

Todos foram conduzidos para prestar esclarecimentos na Delegacia de Santa Terezinha. Após ser interrogado o secretário foi autuado em flagrante pelo crime de peculato. Ele foi encaminhado para a Delegacia de Vila Rica e aguardará o pronunciamento da Justiça. Os demais servidores foram ouvidos e liberados.

Segundo o delegado, André Rigonato, no município existe a lei municipal nº 611/2014, a qual estabelece critérios legais para a utilização do maquinário, inclusive com a realização de roteiros de execução dos serviços e contraprestação do particular com o recolhimento de DAM – vinculada a conta da Secretaria Municipal de Agricultura, valor recolhido para manutenção dos maquinários, conforme regulamentação.

“O autuado não apresentou nenhum documento que demonstrasse a legalidade do ato praticado, apenas um recibo de compra de óleo, ou seja, atuação desenvolvida fora dos parâmetros legais, ferindo vários princípios constitucionais para atuação do gestor público”, destacou o delegado.

O vereador Roberto Xavier Teixeira Reis, dono da propriedade, não foi localizado pelas equipes, e também será indiciado por Peculato.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Homem é preso em flagrante pela Polícia Civil após ameaçar companheira em Lucas do Rio Verde

Publicado

Policiais civis de Lucas do Rio Verde prenderam em flagrante nesta quinta-feira (26.05) um homem de 45 anos por ameças contra sua companheira, que requereu medida protetiva de urgência. Após diligências, uma equipe de investigadores localizou o suspeito e o conduziu à Delegacia da Polícia Civil.

Na quarta-feira, a vítima procurou o Núcleo de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica e relatou as ameaças sofridas. Após o registro da ocorrência, a mulher e a filha adolescente buscaram socorro em outro lugar, com medo de retornar à residência. A vítima relatou também que no mês de abril, o suspeito tentou enforcá-la.

Depois de ser ouvida na Polícia Civil, a vítima voltou a receber ameaças e injúrias na noite de quarta-feira, quando o suspeito enviou mensagens por aúdio desferindo diversos xingamentos.

O delegado Eugênio Rudy Jr., do Núcleo de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica, determinou diligências para localização do suspeito, que foi encontrado na tarde desta quinta-feira no bairro Bom Jesus e preso em flagrante.

Após a autuação na delegacia, ele foi encaminhado ao centro de detenção de Lucas do Rio Verde. O delegado Eugênio Rudy encaminhou representação à Justiça pela conversão do flagrante em prisão preventiva.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Mulher é presa em flagrante com documento falso após aplicar golpe em banco

Publicado

Uma mulher de 53 anos foi presa na manhã desta quinta-feira (26) pela Polícia Civil, em Sapezal, por aplicar um golpe em uma agência bancária utilizando documentação falsa.

A Delegacia de Sapezal foi comunicada pela Delegacia Especializada de Estelionatos de Cuiabá de que a suspeita estaria dentro de uma agência bancária tentando aplicar um golpe. Uma equipe de investigadores seguiu até o local e encontrou uma mulher com as características passadas e a abordou dentro do banco.

Ao ser questionada, mulher se identificou com um nome divergente e entregou um RG que constava sua foto. Depois que os policiais civis pediram a ela mais informações, a mulher entrou em contradição e acabou confessando que se tratava de um documento de identificação falso.

Em contato com um atendente do banco, os investigadores foram informados que a suspeita abriu uma conta usando o documento falso, fez um empréstimo no valor de R$ 40 mil reais e havia retornado ao banco para desbloquear o aplicativo e realizar outros saques.

Ela foi conduzida à Delegacia de Sapezal, onde foi autuada e presa em flagrante por uso de documento falso.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso