conecte-se conosco


Educação

Inep confirma realização das provas do Enem nos dias 3 e 4 de dezembro

Avatar

Publicado

O INEP, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, responsável pela organização do ENEM, o Exame Nacional do Ensino Médio, divulgou nota nesta quinta feira, informando que não existe possibilidade de acontecer nova mudança na data das provas.

 

Devem fazer os testes nos dias 3 e 4 de dezembro os mais de 277 mil inscritos em diversas unidades da federação, que não realizaram o Enem devido a ocupação dos locais das provas por estudantes.

 


Comentários Facebook
Veja Também  MEC lança projeto que estimula leitura infantil com familiares

Educação

Detentos fazem provas do Enem hoje e amanhã

Avatar

Publicado

O Exame Nacional do Ensino Médio para pessoas que cumprem penas privativas de liberdade e sob medida socioeducativa (Enem PPL) vai ser aplicado nesta terça (10) e quarta-feira (11). A prova será aplicada para 41.044 participantes e conta com  1.228 instituições inscritas e homologadas.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 46.163 inscrições foram feitas, em 25 estados e no Distrito Federal. São Paulo é o estado com o maior número de inscritos, 15.832 participantes.

Para o presidente do Inep, Alexandre Lopes, o número de inscrições mostra o sucesso da parceria do Ministério da Educação (MEC) e do Inep com as secretarias estaduais de Segurança Pública, de Administração Penitenciária, de Direitos Humanos e de Educação.

Para garantir a segurança, os malotes de prova são escoltados até o local de aplicação, e o acompanhamento, durante o exame, será feito pela Polícia Federal. As unidades que firmaram adesão com o Inep são obrigadas a garantir espaço para as provas, segurança e sigilo durante a realização do exame.

Os participantes do Enem PPL que já concluíram ou concluirão o ensino médio neste ano poderão utilizar o desempenho no exame para acesso à educação superior. Já os participantes que não estejam cursando ou não concluirão o ensino médio no ano letivo de 2019 só poderão utilizar os resultados individuais para autoavaliação de conhecimentos.

Veja Também  MEC lança projeto que estimula leitura infantil com familiares

O responsável pedagógico de cada unidade prisional ou socioeducativa tem a função de acompanhar todos os trâmites do exame, desde a inscrição até o resultado. Ele também deve determinar as salas de provas dos participantes; a transferência entre as unidades e excluir aqueles que tiverem sua liberdade decretada.

O responsável pedagógico terá acesso aos resultados obtidos pelos participantes, fará a inscrição, pleiteará seu acesso ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu)  e deverá divulgar as informações sobre o exame aos participantes.

Da mesma forma que o Enem tradicional, o Enem PPL é constituído de redação e de quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha. No primeiro dia do exame, serão aplicadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e ciências humanas e suas tecnologias, com cinco horas e meia de duração. No segundo dia, serão aplicadas as provas de ciências da natureza e matemática, com cinco horas de duração.

*Com informações do Inep

Saiba mais

Veja Também  MEC inicia capacitação de profissionais para escolas cívico-militares
Edição: Graça Adjuto
Fonte: EBC Educação
Comentários Facebook
Continue lendo

Educação

MEC capacita profissionais para implementar escolas cívico-militares

Avatar

Publicado

Em Brasília, 170 profissionais de educação e representantes das secretarias estaduais e municipais de educação participam, a partir desta terça (10), de treinamento para implementar escolas cívico-militares no Brasil.

Serão oferecidas palestras e oficinas sobre o projeto político-pedagógico das escolas, as normas de conduta, avaliação e supervisão escolar, além da apresentação das regras de funcionamento das escolas e as atribuições de cada profissional.

O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares é uma parceria do Ministério da Educação (MEC) com o Ministério da Defesa. Cerca de 1.000 militares da reserva das Forças Armadas, policiais e bombeiros militares da ativa vão atuar na gestão educacional das instituições. Em 2020, o MEC destinará R$ 54 milhões para levar a gestão de excelência cívico-militar para 54 escolas, sendo R$ 1 milhão por instituição de ensino. Até 2023, o programa será implementado em 216 escolas.

*Com informações do Ministério da Educação

Edição: Liliane Farias
Fonte: EBC Educação
Comentários Facebook
Veja Também  Resultado do Encceja já pode ser consultado no site do Inep
Continue lendo

Destaques

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana