conecte-se conosco


Internacional

Terremoto na Itália poupa vidas, mas é cruel com a arte

Publicado

Internacional

Vista dos destroços provocados pelo terremoto de magnitude 6,2 graus na escala Richter, em Pescara del Tronto, região central da Itália

Terremotos na Itália causaram danos ao patrimônio históricoAngelo Carconi/Agência Lusa/EPA/direitos reservados

O terremoto de magnitude 6,5 na escala Richter que atingiu a Itália no último domingo (30), o mais forte da série de tremores que vem sacudindo o país desde o fim de agosto, não deixou mortos, mas provocou danos “impressionantes” – nas palavras do primeiro-ministro Matteo Renzi – ao patrimônio histórico, cultural e religioso. As informações são da agência Ansa.

A começar pela Basílica de San Benedetto, uma igreja construída no século 14 e que é símbolo da cidadezinha medieval de Norcia, na Úmbria, porém da qual restou apenas a fachada. Todo o resto foi ao chão com o sismo, gerando algumas das imagens mais impactantes da tragédia.

“A igreja de San Benedetto, em Norcia, voltará. Todos sabemos que aqueles símbolos do terremoto devem voltar”, disse Renzi, tentando tranquilizar os cidadãos. Mas os danos vão muito além da basílica. Na mesma Norcia, intervenções urgentes foram realizadas para proteger a igreja de San Salvatore, onde os abalos derrubaram diversos afrescos.

Veja Também  Estudo diz que vacina usada no Japão imuniza contra variantes

Na capital e maior cidade do país, Roma, rachaduras foram registradas na Basílica de São Paulo Fora dos Muros, uma das quatro basílicas papais e a segunda maior delas, atrás apenas de São Pedro. Outro templo afetado foi a igreja de Sant'Ivo alla Sapienza, construída por Francesco Borromini e cuja cúpula sofreu avarias.

Prédios são fechados em Fermo

Em Fermo, na região de Marcas, o prefeito Paolo Calcinaro determinou o fechamento do Domo, do Tribunal e do Palácio dei Priori, as três principais construções históricas do município, por conta da gravidade de danos estruturais que começaram a surgir com o tremor de 24 de agosto.

Já na cidade de Macerata, também em Marcas, há preocupações com a estabilidade da cúpula de uma igreja que abriga uma obra-prima de Tintoretto chamada “La natività”. A prefeitura discute uma maneira de evitar o desabamento da estrutura e danos irreparáveis ao trabalho do pintor maneirista italiano.

Mas entre tantas notícias ruins, há suspiros de alívio. Em alguns casos, como o da Torre Cívica de Amatrice, os danos foram muito menores do que se imaginava. Obras de arte e objetos de valor das igrejas afetadas estão sendo levados para três depósitos situados em Cittaducale (Lazio), Spoleto (Úmbria) e Ascoli Piceno (Marcas).

Veja Também  Israel destrói prédio em Gaza que abrigava escritórios de imprensa

O que é certo, segundo a secretária-geral do Ministério dos Bens Culturais, Antonia Pasqua Recchia, é que o tremor de 30 de outubro foi oito vezes mais violento do que o de agosto, embora este tenha sido muito mais mortal, com 298 vítimas.


Comentários Facebook

Internacional

Israel destrói prédio em Gaza que abrigava escritórios de imprensa

Avatar

Publicado


Israel realizou um ataque e destruiu uma torre de 12 andares em Gaza que abrigava os escritórios da Associated Press e de outros meios de comunicação dos Estados Unidos neste sábado (15), alegando que o prédio também foi usado pelo grupo militante islâmico Hamas.

O prédio al-Jalaa na Cidade de Gaza, que também abriga os escritórios da emissora Al Jazeera, do Catar, bem como outros escritórios e apartamentos, foi evacuado depois que o proprietário recebeu um aviso prévio da ataque iminente.

Um jornalista palestino foi ferido no ataque, informou a mídia palestina. Destroços e estilhaços voaram a dezenas de metros de distância.

Os militares israelenses disseram que seus “aviões de combate atingiram um prédio de vários andares que continha ativos militares pertencentes aos escritórios de inteligência da organização terrorista Hamas”.

Eles disseram que haviam fornecido um aviso prévio aos civis no prédio, permitindo que todos saíssem.

Comentários Facebook
Veja Também  Tropas israelenses se posicionam na fronteira da Faixa de Gaza
Continue lendo

Internacional

Israel bombardeia Gaza para conter militantes palestinos

Avatar

Publicado


Israel assolou Gaza com fogo de artilharia e ataques aéreos nesta sexta-feira (13), visando túneis de militantes palestinos para tentar deter os ataques de foguete persistentes contra cidades israelenses.

Em uma ofensiva de 40 minutos antes do amanhecer, ao menos 13 palestinos foram mortos, incluindo uma mãe e seus três filhos, cujos corpos foram recuperados dos escombros de sua casa, disseram autoridades de saúde de Gaza.

A operação israelense incluiu 160 aeronaves, além de tanques e fogo de artilharia, fora da Cidade de Gaza, disse o coronel Jonathan Conricus, porta-voz dos militares de Israel.

As levas de foguetes palestinos contra o sul de Israel vieram na sequência no quinto dia dos combates mais intensos entre Israel e militantes de Gaza desde 2014.

Mais tarde, uma autoridade militar israelense disse que mais de 2 mil foguetes foram disparados de Gaza a Israel desde o início do conflito e que seu país destruiu vários quilômetros de túneis usados pelos militantes.

Pelo menos 126 pessoas foram mortas em Gaza desde segunda-feira  (10), incluindo 31 crianças e 20 mulheres, e 950 ficaram feridas, disseram autoridades médicas palestinas.

Veja Também  Tropas israelenses se posicionam na fronteira da Faixa de Gaza

Entre os oito mortos em Israel estão um soldado que patrulhava a fronteira de Gaza e seis civis israelenses, incluindo duas crianças, segundo autoridades israelenses.

O Egito lidera os esforços internacionais para obter um cessar-fogo e impedir que o conflito se dissemine. Fontes de segurança disseram que nenhum dos lados parece receptivo até agora, mas uma autoridade palestina disse que as negociações se intensificaram nesta sexta-feira.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, apelou por um cessar-fogo imediato.

“Os combates têm o potencial de desencadear uma crise humanitária e de segurança irrefreável e fomentar ainda mais o extremismo…”, disse o porta-voz da ONU, Stéphane Dujarric.

O presidente francês, Emmanuel Macron, também pediu a volta da paz durante uma conversa telefônica com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu.

O Hamas, grupo islâmico que comanda Gaza, disparou os ataques de foguete na segunda-feira para retaliar choques da polícia israelense com palestinos perto da mesquita de Al-Aqsa, o terceiro local mais sagrado do islã, em Jerusalém Oriental.

Veja Também  Israel inicia ataques terrestres à Faixa de Gaza

Desde então, os episódios de violência se espalharam em cidades onde judeus e a minoria árabe de Israel convivem lado a lado. Também houve confrontos entre manifestantes palestinos e forças de segurança israelenses na Cisjordânia ocupada, onde autoridades de saúde disseram que 11 palestinos foram mortos nesta sexta-feira.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana