conecte-se conosco


Curiosidades

Cidade sueca reduz jornada de trabalho para 6 horas sem diminuir salário… e funciona

Publicado

Curiosidades

A cidade sueca de Gothenburg é a segunda maior de seu país em tamanho e importância. Nela e em seus arredores vivem quase um milhão de pessoas.

Metade dessas pessoas têm um estilo diferente da maioria das que habitam quase todos os lugares do mundo, pois trabalham 6 horas por dia e não recebem menos que recebiam quando trabalhavam 8 horas.

A redução da jornada de trabalho foi uma experiência iniciada pelo governo no ano de 2014, pois suspeitava-se de que as pessoas poderiam render a mesma quantidade ou mais, uma vez que estariam mais motivadas, mais focadas e também mais felizes.

Trabalhadores estaduais da Gothenburg foram divididos em dois grupos: um continuou trabalhando 8 horas diárias e o outro começou a trabalhar 6.

Cidade sueca reduz jornada de trabalho para 6 horas sem diminuir salário.

Cidade sueca de Gothenburg é a segunda maior de seu país em tamanho e importância. Ela reduziu a jornada de trabalho de 8 horas para 6, sem diminuir o salário dos funcionários.

Dois anos depois os primeiros resultados da experiência mostraram que o programa foi implementado com sucesso, reduzindo de maneira importante o absenteísmo e melhorando significativamente a produtividade e a saúde dos trabalhadores, de acordo com uma auditoria lançada em abril deste ano (2016).

Foto: Labioguia

Foto: Labioguia

Um homem chamado Arturo Perez e uma mulher chamada Lise-Lotte Pettersson são exemplos de como a vida melhorou. Antes ambos chegavam em casa esgotados e agora isso não acontece mais. Eles têm mais disposição e tempo para ficarem com suas respectivas famílias.

Foto: Labioguia

Foto: Labioguia

Foto: Labioguia

Foto: Labioguia

Fonte: Labioguia

Veja Também  Idosa é presa suspeita de 'temperar' café do marido com veneno para baratas

Comentários Facebook

Curiosidades

Em briga de trânsito, ciclista cospe em motorista e anuncia: “Estou com Covid”

Avatar

Publicado


source
Ciclista
Pexels

Ciclista cuspiu em motorista e anunciou que está com o novo coronavírus

Um ciclista utilizou a Covid-19 como arma em uma briga de trânsito na Inglaterra. Após discutir com uma motorista, a pessoa que estava na bicicleta cuspiu e, em seguida, anunciou: “Estou com Covid”.

A mulher que foi atingida pela cuspida teve de passar por um teste de Covid-19. Ela não quis se identificar, mas disse ao South Yorkshire que foi abordara por um “homem agressivo” que cuspiu sem motivos e anunciou estar com a doença.

“Não estava causando problemas a ninguém. Eles desceram da bicicleta e começaram a gritar e me filmar, então eu fiz o mesmo”, contou a mulher não identificada. Ela então contou que o homem aproximou-se até o ponto em que suas cabeças se tocaram antes de tossir, gritar e cuspir.

Veja Também  Idosa é presa suspeita de 'temperar' café do marido com veneno para baratas

“Pedi que se afastasse de mim e recuasse, foi quando ele disse que estava com Covid”, continuou. “Agora estou desanimada para sair de casa”. Ela confirmou que fez o exame para detectar se contraiu o vírus e aguarda o resultado.

Comentários Facebook
Continue lendo

Curiosidades

Idosa é presa suspeita de ‘temperar’ café do marido com veneno para baratas

Avatar

Publicado


source
xícara de café vista de cima com desenho
Daria Ahafonova/Getty Images

A mulher pode ser condenada a quatro anos de prisão

Uma mulher de 70 anos foi presa em Nova Iorque , nos Estados Unidos , por ter supostamente envenenado o café do marido com inseticidas para exterminar baratas e formigas diversas vezes . As informações são do jornal  ABC News .

Suncha Tinerva foi flagrada por uma câmera de vigilância em uma das tentativas de envenenar o cônjuge , no último dia 12 de janeiro. Nas imagens, a mulher aparece depositando uma “substância pulverulenta branca” dentro da xícara do parceiro.

Segundo o jornal, o conteúdo suspeito vinha de uma garrafa com tampa vermelha e rótulo amarelo. “Tinerva pegou a garrafa do armário embaixo da pia [de casa] e supostamente temperou o café do marido em duas ou três ocasiões”, disse em comunicado o gabinete da procuradora distrital do Queens, Melinda Katz.

Dessa maneira, os detetives foram até a residência na última quinta-feira (14) para investigar o suposto envenenamento. Ao chegarem no local, encontraram a garrafa vermelha e o rótulo na pia. O veneno continha 100% de ácido bórico, substância comumente usada em inseticidas e antissépticos. 

Veja Também  Em briga de trânsito, ciclista cospe em motorista e anuncia: "Estou com Covid"

Você viu?

O envenenamento por esse tipo de substância pode causa náuseas, vômitos, dores de estômago e diarreia. E, em caso de ingestão em altas quantidade, ocorrem erupções cutâneas avermelhadas e até perda de pele, de acordo com o centro especializado National Pesticide Information Center, que conta com colaboração da Universidade Estadual do Oregon.

O marido da mulher adoeceu com as diversas tentativas de envenenamento, mas sobreviveu. “A violência doméstica não se limita ao abuso mental e físico. O réu, neste caso, supostamente usou engano para adoecer seu esposo”, disse o gabinete da procuradora distrital do Queens.

A mulher será julgada pelo Tribunal Criminal do Queens, onde deve comparecer no dia 10 de março. Caso seja condenada, Tinerva pode ficar até quatro anos presa.

Veja Também  Em briga de trânsito, ciclista cospe em motorista e anuncia: "Estou com Covid"

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana