Busca no site:

 

Prefeito Emanuel Pinheiro firma parceria com Hospital Júlio Muller para ampliação e abertura de novos serviços

Com o propósito de diminuir a fila de espera e a demanda reprimida de cardiologia, ortopedia pediátrica e otorrinolaringologia, a Prefeitura de Cuiabá assinou um termo de cooperação técnica com o Hospital Universitário Júlio Muller (HUJM), na tarde desta quarta-feira (26). A parceria institui o primeiro ambulatório de cardiologia do Município. Assim, os pacientes realizarão, num único local, consultas, exames e o agendamento do procedimento recomendado pelo diagnóstico médico.

De acordo com a secretária Municipal de Saúde, Elizeth Araújo, estas são especialidades que geram uma grande demanda de ações judiciais. “Isto acontece porque o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) não tem acesso ao serviço. Com a abertura destas especialidades, queremos diminuir a fila de espera e, por outro lado, atacar a demanda reprimida. Estamos atendendo ao pedido do nosso prefeito, Emanuel Pinheiro, e organizando uma rede assistencial que acolha melhor a população, de forma digna e humanizada”.

Para se chegar à parceria, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) identificou, junto ao Hospital, a existência de estrutura física e equipamentos instalados para ofertar os serviços, porém um déficit de profissionais. Enquanto isso, o Município possui um número significativo de especialistas, sendo alguns do Centro de Especialidades Médicas (CEM) e do Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (HPSMC). A partir deste diagnóstico, foi elaborado um plano de trabalho que passará a ser empregado a partir de segunda-feira (31).

O superintendente do HUJM, Hidevaldo Monteiro Fortes, ressaltou a realização de cirurgias do pé tordo em crianças e, num futuro breve, de mão. Já na área de otorrinolaringologia, a realização de cirurgias de médio e pequeno portes, com uma perspectiva da realização de implantes cocleares (aparelho auditivo) nos próximos meses.      

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, ressaltou a importância da união de esforços para diminuir as filas de espera na Central de Regulação. “Essa situação compromete vidas e acaba agravando patologias que poderiam ser curadas antes, mas que por falta de uma melhor organização da rede assistencial acabam não sendo tratadas logo no início. Este é um dos passos na caminhada para garantirmos uma saúde digna e de qualidade para a população cuiabana”, finalizou.  

Galeria de Fotos:

 
 
 
 

SERGIO ALLIEND
 
COMPARTILHE
 

>Comentários

( 0 ) cadastrados.
 

 


O LAPADA LAPADA não se responsabiliza pelos comentários postados.
Desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos,
preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.