Comportamento inadequado é o que mais atrapalha jovem na hora de arrumar emprego


Comportamento inadequado é principal obstáculo para contratação de jovens, dizem recrutadores
shutterstock

Comportamento inadequado é principal obstáculo para contratação de jovens, dizem recrutadores

O comportamento inadequado dos jovens, tanto na entrevista de emprego quanto nas redes sociais, é o grande obstáculo para a contratação dessa força de trabalho, que atualmente já é aquela que tem mais dificuldade de se posicionar no mercado. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o desemprego entre jovens é superior ao dobro da taxa geral no País, que  hoje atinge 12,7 milhões de brasileiros .

O comportamento indesejado foi apontado como principal obstáculo para a contratação de jovens por 48% de um total de 215 recrutadores entrevistados pela Catho, em pesquisa que ouviu ainda 1.496 candidatos de até 25 anos de idade. Também foram citados como entraves a falta de qualificação profissional (25%); a falta de experiência no mercado (16%); a atual situação econômica do País (7%); e a ausência de conhecimento em um segundo idioma (3%).

Leia também: Confira seis coisas para não fazer durante sua próxima entrevista de emprego

No momento da contratação, segundo os recrutadores, costuma-se observar atentamente o comportamento dos postulantes ao cargo, sobretudo os que possuem pouca ou nenhuma experiência profissional. Mais de 70% das organizações disseram investir em graduação, pós-graduação/MBA, cursos técnicos e de idiomas para os empregados em busca da capacitação do profissional.

Os jovens entrevistados citaram falta de oportunidade e de experiência profissional como principais dificuldades na busca por emprego, com 75% e 48% de presença nos discursos sobre quais os grandes desafios. A economia do País, com 16%, a baixa qualificação profissional, 14%, não ter um segundo idioma, 12%, substituição de mão de obra por tecnologia, 3%, comportamento, 1% e outros motivos 7% dos apontamentos.

Redes sociais podem ser obstáculo para contratação?


Um obstáculo para contratação de jovens é o que postam nas redes sociais
Screenshot/Facebook

Um obstáculo para contratação de jovens é o que postam nas redes sociais

As redes sociais, cada vez mais presentes no cotidiano, viraram alvos de recrutadores no momento da definição de quais profissionais serão contratados. Avaliar, conhecer e poder recrutar de acordo com os princípios da empresa podem ficar mais fáceis com rápida pesquisa nas redes sociais dos candidatos.

O diretor da HAYS Response, Raphael Falcão, falou sobre, argumentando que se deve ter cuidado sempre: “Hoje, as redes possuem um poder muito grande. É importante que os profissionais estejam lá, com seu perfil atualizado. Interagir com elas é essencial”. Algumas postagens que podem parecer simples são, na realidade, barreiras para uma eventual contratação, por isso, é importante estar atento ao comportamento na internet.

Leia também: Como conduzir uma boa negociação salarial durante a entrevista de emprego?

Falcão disse ainda que “Geralmente as pessoas nos pressionam para termos opinião sobre um tema. E devemos nos posicionar sim, mas de uma forma mais branda, diferente de uma mesa de bar”, defendendo que o ideal é evitar ter posicionamentos extremistas nas redes. Se colocar contra ou a favor determinada instituição não é o caminho ideal a ser trilhado, sendo este estar sempre aberto ao diálogo e a posições contrárias.

Colocar links de redes sociais – exceto LinkedIn, 100% profissional – não é recomendado, exceto em casos específicos, como materiais de portfólios ou outros trabalhos já realizados que servem de experiência.

Participar em grupos de discussões sobre o mercado nas redes e procurar conexões ‘fora da tela’ são vistas com bons olhos, especialmente quando se mostra iniciativa e interesse pelos temas e debates, que também ajudam o profissional a gerar uma rede de contatos dentro de sua área de atuação e no mercado de trabalho .

Leia também: Comércio e serviços devem gerar 59 mil empregos até o fim de ano, diz CNDL

As dinâmicas do mercado de trabalho se transformaram e as redes sociais pode, sim, ser um obstáculo para contratação real, sobretudo na realidade dos jovens em busca de emprego, portanto buscar uma relação saudável com as mídias digitais e controlar o que é mostrado sobre você online é essencial para entrar no mercado de trabalho.

Comentários Facebook