Produção industrial cresce em 9 de 15 estados pesquisados pelo IBGE em agosto


Produção industrial cresce em 9 dos 15 estados pesquisados pelo IBGE em agosto; Mato Grosso puxa a fila com crescimento de 3%
Arquivo/Agência Brasil

Produção industrial cresce em 9 dos 15 estados pesquisados pelo IBGE em agosto; Mato Grosso puxa a fila com crescimento de 3%

Apesar da queda na produção industrial de 0,3% como um todo, a indústria nacional cresceu em 9 dos 15 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) entre os meses de julho e agosto deste ano. Segundo a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional, a maior alta foi observada nos estados de Mato Grosso (3%), Bahia (2,7%) e Pernambuco (2,6%).

Leia também: Comércio e serviços devem gerar 59 mil empregos até o fim de ano, diz CNDL

A produção industrial também apresentou crescimento nos estados do Ceará (1,5%), Rio Grande do Sul (0,8%), Paraná (0,7%), Minas Gerais (0,5%) e em Goiás (0,2%). O IBGE também analisou o comportamento da indústria nos nove estados da região Nordeste como um todo. Nessa região, a produção cresceu 1,5%. 

Por outro lado, seis estados tiveram queda na indústria: Amazonas (-5,3%), Pará (-1,1%), Espírito Santo (-0,9%), São Paulo (-0,9%), Santa Catarina (-0,7%) e Rio de Janeiro (-0,3%).

Mesmo assim, o resultado não deixa de ser um alento para a indústria nacional , um importante pilar do crescimento brasileiro, numa semana que tanto o Fundo Monetário Internacional (FMI) quanto o Banco Mundial reduziram as perspectivas de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro, soma dos produtos e serviços comercializados no Brasil, para 2018. Enquanto o FMI reduziu a projeção do PIB de 1,8% para 1,4% , o  Banco Mundial estimou um PIB de 1,2% para 2018 em comparação com os 2,4% que tinha previsto antes.

Ambos os organismos internacionais atribuíram a redução nas suas perspectivas de crescimento do PIB , entre outros motivos, à greve dos caminhoneiros.

Produção industrial cresce em comparação com 2017


No comparativo da produção industrial de 2018 com a de 2017, crescimento foi ainda mais acentuado; Rio Grande do Sul puxou a fila com crescimento de 12,3%
Agência Brasil

No comparativo da produção industrial de 2018 com a de 2017, crescimento foi ainda mais acentuado; Rio Grande do Sul puxou a fila com crescimento de 12,3%

Já na comparação com agosto de 2017, a indústria cresceu fortemente em 11 dos 15 locais pesquisados, com destaque para Rio Grande do Sul (12,3%), Pernambuco (11,7%) e Pará (11%). Na contramão, dos quatro locais que apresentaram queda, o recuo mais acentuado foi observado no estado do Amazonas (-6,7%).

O IBGE pesquisou e comparou ainda o acumulado da produção da indústria nacional no ano e constatou que também houve altas em 11 dos 15 locais pesquisados. Dessa vez, o maior crescimento foi registrado justamente no estado de Amazonas (10,9%), seguido pelo seu vizinho, o estado do Pará (9,2%). Por outro lado, quatro locais tiveram queda, sendo as mais expressivas em Goiás (-3,6%) e no Espírito Santo (-3,4%).

Leia também: Mercado eleva expectativa da inflação para 4,40%, indica Boletim Focus

Já no acumulado de 12 meses, a produção industrial cresceu em 13 locais. Amazonas e Pará tiveram os melhores desempenhos, com altas de 10,1%. Os dois locais em queda foram Espírito Santo (-3,1%) e Minas Gerais (-0,8%).

*Com informações da Agência Brasil

Comentários Facebook