PSOL anuncia apoio a Fernando Haddad no segundo turno das eleições


PSOL anuncia apoio a Haddad no segundo turno das eleições
Ricardo Stuckert

PSOL anuncia apoio a Haddad no segundo turno das eleições

O PSOL, partido que teve Guilherme Boulos como candidato a presidência da República, anunciou apoio à candidatura de Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições presidenciais. O PSOL anunciar apoio a Haddad em um momento em que as principais legendas acertam seus posicionamentos para a próxima fase do pleito.

Leia também: Fernando Haddad prega união e diz que “segundo turno é oportunidade de ouro”

Em nota, o partido apontou que a adesão à chapa do PT se dá em nome da “democracia no sentido mais amplo, que envolve a defesa dos direitos sociais, do Estado democrático de direito e o respeito às instituições que foram construídas na Constituição Federal de 1988”. O PSOL anuncia apoio a Haddad e diz, ainda, que participará ativamente da militância em nome do candidato.

“O Psol vai se engajar ativamente na resistência democrática, se somando à campanha do Fernando Haddad pra evitar o retrocesso que está colocado como uma ameaça concreta ao Brasil”, diz a nota.

Fernando Haddad já busca ampliar o arco de alianças de seu partido para o segundo turno das eleições. Em Curitiba, onde concedeu entrevista coletiva, o candidato petista acenou aos ex-rivais e pediu a união dos democratas no dia 28 de outubro. Haddad busca apoio, nesse momento, do PSB, que não disputou a presidência, da Rede de Marina Silva e do PDT de Ciro Gomes.

Leia também: Jair Bolsonaro e Fernando Haddad se enfrentam no segundo turno para presidente

“Temos total tranquilidade para ajustar parâmetros do programa que pretendemos fazer para resgatar reafirmação dos direitos, dos valores democráticos, que está no cerne do nosso projeto”, disse, afirmando haver “grande convergência” entre o seu projeto de governo e o de Ciro, por exemplo. Haddad busca apoio do ex-rival, que ficou em terceiro na disputa presidencial, e representa um importante ativo na virada almejada no segundo turno.

“Vou conversar com as forças democráticas do País, representadas por algumas candidaturas como as de Ciro Gomes , Guilherme Boulos, mantendo ainda contato com governadores do PSB. Tenho interesse que essas forças estejam reunidas em torno desse projeto de restauração e inclusão social, como tratamos no primeiro turno com o PCdoB”, disse o presidenciável.

O PSOL anuncia apoio a Haddad enquanto o PT aguarda o posicionamento dos demais candidatos. Nos próximos dias, devem se manifestar Ciro Gomes, Marina Silva e Geraldo Alckmin.

Leia também: Vice de Bolsonaro diz que neto é bonito porque sofreu “branqueamento da raça”

Comentários Facebook