Temer vota em SP e prega harmonia: ‘Não pode haver brasileiro contra brasileiro’


Presidente da República, Michel Temer vota em São Paulo logo pela manhã deste domingo de eleições
Reprodução/TV Globo

Presidente da República, Michel Temer vota em São Paulo logo pela manhã deste domingo de eleições

O presidente da República, Michel Temer, votou logo pela manhã deste domingo (7) na zona oeste da capital paulista. Temer vota no colégio Santa Cruz e chegou por volta das 8h20.

Leia também: Eleições 2018: mais de 147 milhões vão às urnas hoje pelo futuro do País

Após exercer seu direito, o presidente falou rapidamente com jornalistas e afirmou ter convicção de que as eleições 2018 serão tranquilas pelo País. Apesar de viver a maior parte do seu tempo em Brasília, Temer vota em São Paulo e nunca alterou seu colégio eleitoral.

Cercado por seguranças, Temer defendeu o uso das urnas eletrônicas e disse que acredita que a vontade do povo deve prevalecer, frente às adversidades e à polarização política que o País vive. “Não pode haver brasileiro contra brasileiro”, completou.

Após pregar a “harmonia” entre os eleitores. O presidente disse que “quem for eleito é a vontade do povo” e se despediu dos jornalistas. Temer saiu do local perto das 8h25, levando apenas cerca de cinco minutos para votar nas eleições 2018 .

Leia também: Bolsonaro vota no Rio; Ciro, em Fortaleza; Haddad vai a Sindicato do ABC antes

Embora os candidatos do MDB à Presidência, Henrique Meirelles, e ao governo do estado, Paulo Skaf, também votem na capital paulista, Michel Temer votou sem a companhia de políticos.

Skaf já votou logo cedo também. O candidato registrou seus votos logo que as urnas foram abertas, às 8h15, em uma escola particular nos Jardins, zona oeste da capital. De acordo com informações do site G1 , ele foi o oitavo eleitor da sessão a votar.

“Hoje quem fala é o povo”, afirmou o candidato. “Vamos aguardar com serenidade, vamos aguardar durante o dia, vou acompanhar nossos candidatos na votação e vamos aguardar com muita tranquilidade os resultados que vão aparecer após a apuração”, disse. “O que for vontade de Deus e decisão dos eleitores de São Paulo, eu antecipadamente agradeço”, completou.

Leia também: O que precisa para votar? Entenda como deve ser feita a votação nesse domingo

Temer vota e, em seguida, deve aguardar a apuração dos votos em sua própria casa, no bairro de Alto de Pinheiros, também na zona oeste de São Paulo. Skaf não deve acompanhar a apuração dos votos ao lado do presidente da República.

Comentários Facebook