João Doria (PSDB) e Marcio França (PSB) disputarão o 2º turno em São Paulo


João Doria, do PSDB, obteve 31,7% dos mais de 19,8 milhões de votos válidos registrados na eleição em São Paulo
Reprodução

João Doria, do PSDB, obteve 31,7% dos mais de 19,8 milhões de votos válidos registrados na eleição em São Paulo

Os candidatos João Doria (PSDB) e Márcio França (PSB) vão disputar o segundo turno da eleição em São Paulo para o cargo de governador do estado. O resultado foi confirmado pela Justiça Eleitoral por volta das 21h50 deste domingo (7) após apuração de 99% das urnas. A votação do segundo turno está agendada para o dia 28 deste mês.

Mais de 25,4 milhões de eleitores participaram da votação em todo o estado neste domingo, número que equivale a 76,9% das mais de 33 milhões de pessoas que compõem o eleitorado paulista. Doria obteve 31,7% dos mais de 19,8 milhões de votos válidos registrados na eleição em São Paulo , enquanto Márcio França foi escolhido por 21,4% do eleitorado paulista.

Também foram contabilizados 21,1% de votos para o candidato Paulo Skaf (MDB); 12,6% para o candidato Luiz Marinho (PT); 3,6% para Major Costa e Silva (DC); 3,3% para o Rogério Chequer (Novo); 3,21% para Rodrigo Tavares (PRTB); e 2,5% para Professora Lisete (PSOL).

Os candidatos Professor Claudio Fernando (PMN), Toninho Ferreira (PSTU), Marcelo Cândido (PDT) e Lilian Miranda (PCO) não alcançaram 1% dos votos válidos. Brancos e nulos somaram 20,6%. Mais de 6,9 milhões (21,55%) de eleitores paulistas se abstiveram.

Doria e França já poderão retomar suas campanhas nas ruas e na internet, de olho no segundo turno da eleição, a partir desta segunda-feira (8). A propaganda eleitoral no rádio e na TV será reiniciada na sexta-feira (12).

Os desafios para quem vencer a eleição em São Paulo


Atual governador de São Paulo, Márcio França (PSB) teve 21,4% dos votos válidos e disputará o segundo turno com o ex-prefeito da capital paulista
GOVSP

Atual governador de São Paulo, Márcio França (PSB) teve 21,4% dos votos válidos e disputará o segundo turno com o ex-prefeito da capital paulista

Estado mais populoso do País, São Paulo tem 45,5 milhões de habitantes, conforme estimativa do IBGE. O próximo governante paulista terá como um de seus principais desafios elevar a qualidade da rede estadual de ensino, cujos resultados apresentaram piora entre 2015 e 2017, conforme estudo divulgado no fim do mês passado pelo Ministério da Educação.

Levar adiante obras de mobilidade urbana também figura entre os assuntos prioritários para o próximo governador. Projetos como a expansão da Linha 2-Verde do Metrô e a criação da Linha 18-Bronze do monotrilho ainda não saíram do papel, enquanto obras como a da Linha 18-Ouro do monotrilho estão em andamento, mas atrasadas e sem previsão de conclusão.

O vencedor da disputa entre Doria e França no segundo turno da eleição em São Paulo  tomará posse no Palácio dos Bandeirantes no dia 5 de janeiro. Seu mandato vai até o dia 31 de dezembro de 2021.

Comentários Facebook