Mulher paga por limpeza, mas acaba com faxineira bêbada dormindo em sua cozinha


Após contratar as faxineiras por meio de uma empresa de limpeza doméstica, a moradora de Nova York teve uma surpresa
Reprodução/Facebook Genevieve Snow

Após contratar as faxineiras por meio de uma empresa de limpeza doméstica, a moradora de Nova York teve uma surpresa

Moradoras de um apartamento no Brooklyn, em Nova York, tiveram uma grande surpresa ao entrar em casa e encontrar uma faxineira, bêbada, dormindo no meio da cozinha. Segundo a rede  CBS , duas mulheres foram contratadas por meio de uma empresa de limpeza doméstica, Joanna’s Cleaning Service.

Leia também: Tribunal nega indenização à funcionária de pet shop que foi mordida por filhote

Genevieve Snow contou em seu Facebook que solicitou o serviço com a empresa de limpeza para o dia 27 de agosto, dia em que as mulheres deveriam limpar o apartamento durante o período da manhã. Snow pagou antecipadamente para as faxineiras (cerca de R$ 700 pelo serviço além de R$ 230 de gorjeta) e saiu para trabalhar, esperando encontrar sua casa limpa e organizada assim que voltasse.

Mas não foi isso o que aconteceu. No fim da tarde, sua colega Kristen Nepomuceno chegou e encontrou o local com as portas abertas e uma das mulheres dormindo no chão da cozinha. “O apartamento estava um desastre, com minha prateleira de temperos derrubada e a mesa de café capotada”, escreveu.

A outra mulher não foi encontrada, mas pela situação das garrafas de bebidas alcóolicas, as moradoras suspeitam que as duas tenham bebido durante o horário de trabalho. “As
faxineiras 

beberam quase um litro de vodca e 750ml de gim, sendo que os dois eram meus”, Snow detalhou.

Depois do susto inicial, a polícia foi chamada e passou a lidar com a situação. Eles acordaram a mulher, que estava “bêbada demais para conversar ou conseguir calçar seus sapatos”, e a encaminharam para o hospital mais próximo.

Snow ainda explicou que nenhum de seus aparelhos eletrônicos e outros objetos de valor foram danificados, mas as duas moradoras ainda estão tendo muitas dores de cabeça por causa da situação, ocorrida em agosto.

Leia também: Empresas não fornecem água potável a funcionários e são condenadas em R$ 200 mil

Problemas para notificar a empresa de limpeza doméstica


A polícia foi chamada para lidar com a situação da faxineira, que foi contratada por meio de uma empresa de limpeza
Reprodução/Facebook Genevieve Snow

A polícia foi chamada para lidar com a situação da faxineira, que foi contratada por meio de uma empresa de limpeza

Snow enviou um e-mail para Joanna Oltuszewska, suposta dona da empresa Joanna’s Cleaning Service, para tentar conseguir todo o seu dinheiro de volta. Contudo, a responsável apenas explicou que a faxineira em questão estava passando por “problemas familiares” e ofereceu duas outras funcionárias para limpar o apartamento.

“Seu marido a deixou após 19 anos de casamento, e no dia em que ela limpava sua casa ela recebeu um telefonema da filha adolescente, que a contou que estava grávida”, Oltuszewska escreveu em um e-mail que foi compartilhado com o post. “Ela não conseguiu controlar suas emoções e por isso bebeu. Isso nunca aconteceu antes.”

As duas continuaram conversando por alguns dias, até que Snow parou de receber respostas e, como ainda queria seu dinheiro de volta , decidiu publicar uma avaliação negativa do serviço na internet.

Foi a partir desse momento que a americana conheceu outra Joanna. Dessa vez, uma mulher chamada Joanna Sokolowska a contatou e explicou que sua empresa costumava ser chamada para limpar a casa de Snow, mas desde 2017 os pedidos pararam de chegar.

Sokolowska ainda falou que a suposta dona do negócio, Oltuszweska, na realidade é uma funcionária que foi demitida em 2013 e abriu um negócio concorrente, chamado Joanna’s Cleaning.

Snow disse que suas informações de fato podem ter sido roubadas, mas também questiona Sokolowska, já que diz ter entrado em contato com Oltuszewska ainda em 2016.

Como a primeira mulher parou de se corresponder com a moradora e a segunda diz que não tem nada a ver com o ocorrido, a situação parece estar longe de ser resolvida. “Se realmente existem duas Joanna’s Cleaning Services, eu quero saber quem comanda as duas e onde as empresas estão registradas”.

Leia também: MPF denuncia patroa por submeter doméstica a trabalho escravo e ameaças de morte

Isso porque sem o endereço da  empresa de limpeza para enviar uma conta ou um processo judicial, nada pode ser feito.

Comentários Facebook